-->4 Problemas Sexuais Que Todas as Mulheres Devem Conhecer (Para Terem uma Vida Sexual Saudável) - Educar Saúde

4 Problemas Sexuais Que Todas as Mulheres Devem Conhecer (Para Terem uma Vida Sexual Saudável)

Publicado em 09/08/2017. Revisado por Drª Camille Rocha Risegato (Ginecologista e Obstetra - CRM SP-119093) a 28 novembro 2018

Sempre que você pensa em problemas sexuais, é possível que pense nos homens e na disfunção erétil e raramente os associe às mulheres.

No entanto, as mulheres também sofrem de problemas sexuais, tal como acontece nos homens, mas a maioria delas não está ciente desse facto.

Para a mulher ter uma vida sexual saudável, precisa de estar fisiológica e psicologicamente saudável.

Tem de seguir um estilo de vida que não envolva comida pouco saudável, demasiado estresse e um relacionamento problemático.

A idade é também um fator que afeta a saúde sexual da mulher. À medida que uma mulher envelhece, várias condições se desenvolvem no seu corpo que a levam a uma perda do desejo sexual e a muitos outros problemas que afetam as suas capacidades sexuais.

A menopausa é uma dessas condições que muitas vezes extingue o desejo da mulher ter sexo.

Embora possa parecer que as mulheres mais velhas são as únicas que mais provavelmente sofrem de problemas sexuais, alguns tipos de disfunções sexuais afetam mulheres tão jovens como as de 16 anos de idade.

Aqui ficam alguns problemas sexuais acerca dos quais todas as mulheres deveriam estar conscientes.

Abaixo você tem um índice com todos os pontos que discutiremos neste artigo:

Perda da libido

Perda Da Libido Na Mulher

A perda da libido significa uma perda do desejo de ter relações sexuais ou um baixo impulso sexual, o que é muitas vezes causa de problemas na relação.

Publicidade

Este problema está presente em mulheres de todas as faixas etárias que variam desde os 16 anos até elas se tornarem menopáusicas.

Vários fatores contribuem para a diminuição e perda da libido, tais como os baixos níveis de testosterona, a pressão dos pares, o estresse laboral, os problemas de saúde e alguns medicamentos que afetam a saúde sexual.

A falta de confiança na cama, à medida que a mulher envelhece, também conduz a uma perda do desejo sexual.

Secura vaginal

Secura Vaginal

Quando uma mulher tem problemas com a lubrificação, isso pode levar à secura vaginal. Idealmente, uma mulher deve ficar molhada devido à lubrificação interna, quando está excitada.

Mas se este mecanismo de lubrificação estiver afetado, a sua vagina permanece seca.

Sem a lubrificação adequada, o ato sexual torna-se bastante doloroso.

Este problema está presente tanto em mulheres jovens como idosas, mas a sua prevalência é maior em mulheres idosas, devido aos efeitos da menopausa.

Dispareunia

Dispareunia

A dispareunia é uma condição média que faz com que o ato sexual se torne doloroso. Este problema afeta mulheres de todas as idades.

Publicidade

Publicidade

A dispareunia causa dor na vagina, no clitóris ou nos lábios vaginais, quando a mulher tem sexo.

Existem várias causas para este problema que podem ser facilmente tratadas por profissionais médicos certificados.

Este problema é mais comum em mulheres jovens do que em mulheres mais velhas.

Dificuldade em atingir o orgasmo

Dificuldade Em Atingir O Orgasmo

As mulheres tendem a fingir os orgasmos de vez em quando, o que é completamente aceitável enquanto as duas partes envolvidas forem felizes.

Mas e se a mulher não conseguir ter orgasmos de todo?

Um problema comum entre as mulheres de quase todas as idades é o transtorno do orgasmo feminino (disfunção orgásmica), o que causa grandes dificuldades às mulheres para atingir o orgasmo e, em alguns casos, torna-o impossível.

Felizmente, esta doença pode ser tratada, se for adequadamente diagnosticada. As opções de tratamento incluem os exercícios de Kegel, a terapia sexual, a terapia de casal e a terapia cognitivo-comportamental.

Se alguma vez sentir que ter relações sexuais é mais doloroso ou menos prazeroso do que deveria ser, deverá ter uma conversa com o seu ginecologista.

Ele será capaz de lhe dizer se você sofre de um problema fisiológico ou psicológico. Poderá então procurar opções de tratamento baseadas no diagnóstico.

Publicidade

O sexo é uma parte importante do seu relacionamento com o seu parceiro.

Tirar algum tempo para analisar a sua saúde sexual irá contribuir muito para a ajudar a manter um relacionamento feliz.

Continua » Vagina Larga? 11 Remédios Caseiros para Apertar a Vagina Flácida 

Referências

Associação para o Planeamento da Família (APF)

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Drª Camille Rocha Risegato (Ginecologista e Obstetra - CRM SP-119093)

Ginecologista e Obstetra - CRM SP-119093

Dra Camille Vitoria Rocha Risegato - CRM SP nº 119093 é formada há 14 anos pela Fundação Técnico Educacional Souza Marques, Rio de Janeiro.

Dra Camille mudou se para São Paulo onde realizou e concluiu residência médica em Ginecologia e Obstetrícia (RQE nº 25978) no Centro de Referência de Saúde da Mulher no Hospital Pérola Byington em 2007.

Em 2008 se especializou em Patologia do Trato Genital Inferior nesse mesmo serviço. Ainda fez curso de ultrassonografia em ginecologia e obstetrícia na Escola Cetrus.

Trabalha em setor público e privado, atendendo atualmente em seu consultório médico particular situado na Avenida Leoncio de Magalhães 1192, no bairro do jardim São Paulo, zona norte de São Paulo.

Também pode encontrar a Dra Camille no Linkedin, Facebook e Instagram

.
Publicidade