A Estação das Dietas

A Estação das Dietas

Ultrapassamos o peso desejável principalmente devido a um excessivo consumo de energia relativamente aquela que gastamos. Esta energia em excesso acumula-se no nosso corpo sob a forma de inestéticos depósitos de gordura, geralmente nas ancas e no tronco.

Durante os meses mais frios do ano abrigamo-nos no conforto das nossas casas e cobrimos todo o corpo com roupa que esconde, dos outros e de nós mesmos, os quilos a mais. Geralmente, é com a chegada da Primavera e do Verão que surgem as preocupações com o peso a mais e com a gordura acumulada. Começamos a dispensar os agasalhos e olhamos o espelho que nos devolve uma figura que não julgávamos ter. E com o Verão a aproximar-se, altura em que a exposição do corpo é uma necessidade, tentam-se arranjar formas de moldar a figura e combater o olhar que o espelho nos devolve. Acreditem que não é por acaso que, a partir de Fevereiro, o número de inscrições nos ginásios aumenta significativamente, que os artigos desportivos ganham um lugar de destaque nas superfícies comerciais e que começamos a ser inundados por publicidade televisiva a produtos magros, light ou afins.

Começa aqui outra estação do ano, e desenganem-se se pensam que falo de uma das quatro tradicionais! Infelizmente, tal como um país tropical tem uma época das chuvas, nós temos um período em que quase toda a gente pensa em começar a “fazer dieta”. Uma “Estação das Dietas”.

Ainda que os motivos estéticos sejam válidos, devem ser relegados para segundo plano, pois é importante frisar que a perca de peso controlada tem uma importante função protectora e promotora da saúde. Atingir um peso ideal deve ser a meta de todos quantos têm quilos a mais, mas deve ser encarada como uma corrida pela saúde imediata e futura, já que um plano alimentar correcto pretende incutir hábitos saudáveis para toda a vida.

Infelizmente, também existe a tendência de se desejar uma perca de peso rápida e eficaz, ou melhor, uma cura milagrosa! E de acordo com isso, abundam as dietas de revista e de ervanária, a dieta que a amiga fez e a de que se ouviu falar. Estas dietas podem fazer perder peso, é verdade, mas são verdadeiros atentados à saúde, já que a perca verificada não é em gordura, que verdadeiramente interessava eliminar, mas sim em água ou mesmo em massa muscular. Este tipo de planos restritivos também pode levar a distúrbios metabólicos graves que perduram para o resto da vida.

Por estas razões, fica aqui um conselho útil: Se quer perder peso, faça-o de forma cuidada, sempre sob a supervisão de um profissional, e não dê tanta importância a muitas das dietas que vê por aí. E já agora, saiba que um regime equilibrado contempla todo o tipo de alimentos e não é, ao contrário do que muita gente pensa, uma dieta de fome ou algo para seguir durante um mês ou dois. Tente não fazer parte da “Estação das Dietas”.