-->A Fibrilhação auricular afecta 120 mil portugueses com mais de 40 anos - Educar Saúde

A Fibrilhação auricular afecta 120 mil portugueses com mais de 40 anos

Publicado em 07/05/2010. Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 12 dezembro 2018

A fibrilhação auricular é uma Doença que afecta 120 mil portugueses com mais de 40 anos

No passado dia 21 de Abril, foi apresentado o estudo epidemiologico FAMA que conclui que 120 mil portugueses com mais de 40 anos são afectados pela fibrilhação auricular (FA). O estudo avaliou 10 447 indivíduos, de ambos os sexos, com idade igual ou superior a 40 anos, de 70 localidades do País.

O FAMA, empreendido entre outras instituições pelo Instituto Português do Ritmo Cardíaco, revelou ainda que apenas 62 por cento das pessoas com FA está diagnosticada e, destas, apenas 74 por cento faz medicação. O objectivo do estudo foi conhecer a prevalência da FA em Portugal e contribuir para a prevenção, detecção e controlo do distúrbio.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692)

Enfermeiro - Coren nº 491692

O Reinaldo Rodrigues formou-se em agosto de 2016, pela Universidade Padre Anchieta, em Jundiai. Fez curso de especialização em APH (Atendimento Pré-Hospitalar), pela escola 22Brasil Treinamentos, em Barueri, curso de 200 horas práticas, com foco em acidentes de trânsito.

Trabalha como Cuidador de Idosos há 5 anos, e possui experiência em aspiração de vias aéreas, banho de aspersão, curativos, tratamento e prevenção de Lesão por Pressão, gerenciamento de Equipe de cuidadores com elaboração de escalas. Treinamento e acompanhamento de cuidadores nas casas dos pacientes.

Também pode encontrar o Reinaldo no Linkedin.