-->Abdominoplastia e gravidez - Educar Saúde

Abdominoplastia e gravidez

Publicado em 21/12/2014. Revisado por Equipe Editorial a 24 outubro 2018

A abdominoplastia é um procedimento cirúrgico que tem como função retirar excesso de gordura e melhorar a flacidez na zona abdominal, sendo por isso especialmente útil para grávidas que queiram ter a sua barriga novamente lisa.

fotos da abdominoplastia

Esta cirurgia plástica tem uma duração de duas horas, necessitando apenas de 2 dias de internamento hospitalar. Confira de seguida algumas informações importantes para as mulheres que queiram realizar uma abdominoplastia para tratar a flacidez natural após uma gravidez.

Abaixo você tem um índice com todos os pontos que discutiremos neste Guia

Abdominoplastia e a gravidez

Como referimos atrás, este procedimento é muito útil para grávidas que tenham ficado com a sua barriga muito flácida.

Contudo, a abdominoplastia deve apenas ser realizada após a mulher decidir não ter mais filhos, isto porque se voltar a engravidar após realizar uma abdominoplastia, a pele da barriga irá esticar de novo, perdendo todo o efeito alcançado com a cirurgia.

Dessa forma, se quiser avançar para este tratamento estético, faça-o apenas quando já tiver engravidado todas as vezes que deseja.

A mulher pode engravidar após realizar uma abdominoplastia?

A abdominoplastia não é uma cirurgia que impeça uma nova gestação.

Como explicamos antes, a necessidade de fazer este procedimento após decidir não voltar a engravidar tem apenas a ver com a perca dos resultados obtidos.

No entanto, caso tenha feito a abdominoplastia e mude de ideias, e queira de novo engravidar, nada a impedirá.

A abdominoplastia não altera em nada o funcionamento do seu sistema reprodutor, e a pele esticada durante a cirurgia tem a capacidade de esticar novamente.

Contudo, neste tipo de situação, o risco de desenvolvimento de estrias é mais alto.

Se já fez uma abdominoplastia e realmente quer engravidar de novo, tem apenas uma condição: apenas o fazer um ano após a intervenção cirúrgica.

Além disso, e como os riscos de desenvolvimento de estrias é mais elevado, deve ter também os seguintes cuidados:

– não ganhar peso acima do normal;

– usar diariamente cremes hidratantes e óleos nos seios, nas costas e na barriga, de modo a prevenir estrias e flacidez.

– beber muita água;

– tomar banhos rápidos com água sem estar demasiado quente.

Estes cuidados irão permitir prevenir o rompimento das fibras da pele, evitando o aparecimento das inestéticas estrias.

Antes e Depois

Já Ouviu falar de Colestase da Gravidez? Conheça os Sintomas, Causas e Tratamentos

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Equipe Editorial

A essência da medicina não se restringe apenas ao diagnóstico e prescrição. A verdadeira missão está em informar, acolher, participar, apoiar e confortar as pessoas em suas dores e sofrimentos. Em ser uma referência técnica e humana em momentos de intensa insegurança e medo.

Todos os artigos desenvolvidos pela nossa equipe editorial são revisados por médicos da sua especialidade, esforçando-nos sempre para ser objetivos e apresentar os dois lados do argumento. Pode consultar a nossa equipe de especialistas Aqui

A nossa equipe concentra-se assim em garantir que o conteúdo, os produtos e os serviços fornecidos pela plataforma mantenham os mais elevados padrões de integridade médica, ajudando a garantir que todas as informações que o usuário recebe, sejam precisas, e baseadas em evidências, atuais e confiáveis.

Para além disso, todo o conteúdo é revisado e atualizado continuamente para garantir a sua precisão.

O processo de atualizações é simples.

Sabemos que os padrões de tratamento para algumas condições, como o câncer e a diabetes (por exemplo) mudam e estão em constante evolução, de modo que, existem conteúdos que devem ser revisados com maior frequência, de forma a garantirmos que a informação existente e recém-publicada reflita sempre as informações mais precisas e atuais. Saiba mais sobre nós Aqui

Se encontrou alguma imprecisão ou erro nos nossos conteúdos, informe-nos através da nossa página de Contato.