Alginato de Sódio: Usos, Efeitos colaterais e Possíveis Contra-indicações

O aginato de sódio (E401) é extraído de algas marrons.

É usado como um estabilizador para sorvete, iogurte, creme e queijo.

Atua como espessante e emulsificante para saladas, pudim, geleia, suco de tomate e produtos enlatados.

É um agente de hidratação para macarrão, pão, produtos frescos e congelados.

Na presença de cálcio e ácidos, forma-se em gel.

É um agente gelificante que não precisa de calor para gelificar.

É mais comumente usado com lactato de cálcio ou cloreto de cálcio no processo de esferificação.

Alginato De Sódio, Usos, Efeitos Colaterais E Possíveis Contra Indicações

Efeitos colaterais de alginato de sódio

O alginato de sódio pode ajudar a melhorar a perda de peso quando combinado com uma dieta reduzida em calorias, de acordo com um estudo publicado no “American Journal of Clinical Nutrition” em 2012.

O suplemento feito a partir de algas marinhas também está incluído em alguns antiácidos porque o gel ajuda a proteger o esôfago dos ácidos do estômago.

Fale com o seu médico antes de tomar o produto, pois não é seguro para todos.

Efeitos colaterais gastrointestinais

Os efeitos colaterais do alginato de sódio tendem a ser de natureza gastrointestinal e incluem inchaço, diarréia e náusea.

Ele também pode fazer sentir-se com menos fome, daí ser útil para a perda de peso.

O alginato de sódio forma um gel quando misturado com água, ocupando espaço no estômago – exatamente como uma refeição faria.

Interações Medicamentosas

Não tome alginato de sódio ao mesmo tempo que outros medicamentos antiácidos.

O Alginato de sódio pode interagir com certos medicamentos, incluindo digoxina, levotiroxina, certos antibióticos, suplementos de ferro e certos medicamentos de prevenção da osteoporose.

Dependendo da medicação, você precisará levá-la de uma a seis horas antes ou depois do uso de alginato de sódio para evitar essas interações.

Possíveis Contraindicações

A Food and Drug Administration dos EUA determinou que o alginato de sódio é geralmente considerado seguro nas quantidades normalmente consumidas.

No entanto, alguns tipos de alginatos, quando consumidos em grandes quantidades, podem aumentar a mortalidade materna – devendo as mulheres grávidas evitar o seu consumo.

Em caso de inflamação do esôfago, também deve ser evitar o uso da substância.

Considerações sobre a pressão sanguínea

O alginato de sódio é rico em sódio, com cada dose contendo mais de 1 grama de sódio.

Indivíduos com dietas de baixo teor de sódio ou com pressão alta devem evitar o uso do suplemento.

Minimize a ingestão de sódio de outras fontes para diminuir o risco de pressão alta e ataque cardíaco, se você tomar o produto.

O limite diário recomendado de sódio é de 2,3 gramas para pessoas saudáveis ​​e 1,5 gramas para pessoas com risco aumentado de pressão alta ou doença cardíaca.

Conclusão

Trata-se de um hidrato de carbono vegetal derivado de algas, mas potencialmente perigoso. Está a ser investigado como substância possivelmente mutagênica, capaz de provocar distúrbios relacionados com a reprodução e malformações congénitas.

Se estiver grávida, a tentar engravidar ou a amamentar, sugiro que evite todos os produtos que contenham alginatos.