-->Alimentação na infância é um desafio para os pais - Educar Saúde

Alimentação na infância é um desafio para os pais

Publicado em 07/06/2010. Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 12 dezembro 2018

Se a obesidade infantil vem causando cada vez mais preocupação a médicos e nutricionistas, a falta de apetite por volta dos dois anos também tem deixado os pais em apuros. A obesidade pode ser desencadeada por fatores genéticos, endócrinos, dietéticos e psicológicos. A falta de apetite é um problema comum nesta idade, já que ocorre naturalmente uma desaceleração do crescimento. Em ambos os casos, os pais devem sempre estar atentos, assim como a visita ao pediatra deve ser periódica.

A preocupação com a obesidade nesta fase se dá, pois há grandes chances da criança obesa se tornar um adulto obeso. Já a falta de apetite só deve preocupar quando a criança não cresce adequadamente. Em ambos os casos a comida não pode servir de chantagem, os pais devem sim estabelecer limites sem prejudicar o crescimento e desenvolvimento dos filhos.

Dicas para manter uma alimentação balanceada e um crescimento adequado

Estimular a prática de atividades esportivas. Lembre-se de que a atividade ideal é a que a criança mais gosta e não a que você mais aprecia;

Estabeleça horário para as refeições;

Use pratos e talheres apropriados para a idade;

Evite comprar alimentos que engordam muito (doces, bolachas recheadas, salgadinhos, balas…);

Permita que a criança faça o seu prato e não entregue-o pronto. Ela sabe o que e quanto quer comer;

No caso da obesidade infantil já existem pediatras especializados que podem orientar as causas e transcrever uma dieta apropriada.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692)

Enfermeiro - Coren nº 491692

O Reinaldo Rodrigues formou-se em agosto de 2016, pela Universidade Padre Anchieta, em Jundiai. Fez curso de especialização em APH (Atendimento Pré-Hospitalar), pela escola 22Brasil Treinamentos, em Barueri, curso de 200 horas práticas, com foco em acidentes de trânsito.

Trabalha como Cuidador de Idosos há 5 anos, e possui experiência em aspiração de vias aéreas, banho de aspersão, curativos, tratamento e prevenção de Lesão por Pressão, gerenciamento de Equipe de cuidadores com elaboração de escalas. Treinamento e acompanhamento de cuidadores nas casas dos pacientes.

Também pode encontrar o Reinaldo no Linkedin.