Anestesia Epidural

Atualizado e Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 08/08/2019

O que é? A anestesia epidural é uma anestesia regional que bloqueia a dor em determinada região do corpo. O objetivo da técnica epidural é fornecer analgesia, ou seja, alívio da dor, ao invés de anestesia, o que leva a uma total falta de sensibilidade. As epidurais bloqueiam os impulsos nervosos dos segmentos inferiores da coluna. Isso resulta em diminuição da sensação na metade inferior do corpo.

As medicações epidurais enquadram-se na classe de medicamentos chamados anestésicos locais, como a bupivacaína, a cloroprocaína ou a lidocaína. Eles são frequentemente administrados em combinação com opióides ou narcóticos, como fentanil e sufentanil, a fim de diminuir a dose necessária de anestésico local.

Isso produz alívio da dor com efeitos mínimos. Esses medicamentos podem ser usados ​​em combinação com a epinefrina, fentanil, morfina ou clonidina, para prolongar o efeito da epidural ou para estabilizar a pressão sanguínea da mãe.

Anestesia Epidural

A anestesia epidural é o método mais popular de alívio da dor durante o trabalho de parto. Mais de 50% das mulheres que dão à luz em hospitais usam esta técnica.

Quais são os tipos de epidurais?

Existem duas epidurais básicas usadas atualmente:

Epidural Regular: Depois que o cateter está inserido no local, é administrada uma combinação de narcótico e anestesia no espaço epidural. Os narcóticos, como o fentanil ou a morfina, são administrados para substituir algumas doses mais altas de anestésico, como a bupivacaína, a cloroprocaína ou a lidocaína.

Isso ajuda a reduzir alguns dos efeitos adversos da anestesia.

Combinação de Epidural-espinhal (CSE) ou “Walking Epidural”: É injetada uma dose inicial de narcótico, anestésico ou uma combinação dos dois abaixo da membrana externa que cobre a medula espinhal e para dentro do espaço epidural. O anestesista puxará a agulha de volta para o espaço epidural, enfiará um cateter na agulha, retirará a agulha e deixará o cateter no local.

Esta técnica permite mais liberdade para se mover enquanto está na cama e maior capacidade de mudar de posição. Com o cateter no lugar, o paciente pode solicitar uma epidural a qualquer momento se a injeção intratecal inicial for inadequada.

Quais são os benefícios da anestesia epidural?

Permite que o paciente descanse se a cirurgia for prolongada.

Ao reduzir o desconforto do parto, algumas mulheres têm uma experiência de parto mais positiva.

Normalmente, a epidural permite que a mulher fique alerta e permaneça um participante ativo em seu nascimento.

No caso de cesariana, a anestesia peridural permite que a mulher permaneça acordada e também proporciona alívio efetivo da dor durante a recuperação.

A epidural pode ajudar a lidar com a exaustão, a irritabilidade e a fadiga. Ela permite que o gestante descanse, relaxe, concentre-se e lhe dê forças para seguir adiante como uma participante ativa em sua experiência de parto.

Muito muito do sucesso da epidural durante o parto depende da habilidade com a qual ela é administrada.

Quais são os riscos da anestesia peridural?

As epidurais podem fazer com que a pressão sanguínea caia repentinamente. Por esse motivo, a pressão arterial será verificada rotineiramente para ajudar a garantir o fluxo sanguíneo adequado para o bebê. Quando ocorre uma queda súbita da pressão arterial, por vezes é necessário a administração de líquidos, medicamentos e oxigênio por via intravenosa.

Podem ser experienciadas fortes dores de cabeça, causadas pelo vazamento de líquido espinhal. Menos de 1% das mulheres experimentam esse efeito colateral. Se os sintomas persistirem, pode ser realizado um procedimento chamado de “adesivo de sangue” – que é uma injeção de seu sangue no espaço epidural, para aliviar a dor de cabeça.

Os possíveis efeitos colaterais incluem: tremores, zumbido nos ouvidos, dor nas costas, dor na qual a agulha está inserida, náusea ou dificuldade para urinar.

Durante algumas horas após o nascimento, a metade inferior do corpo pode permanecer dormente.

Em casos raros, pode resultar danos permanentes nos nervos, na área onde o cateter foi inserido.

Embora a pesquisa seja um pouco limitada, a maioria dos estudos sugere que alguns bebês terão problemas para se “agarrarem”, causando dificuldades na amamentação.

Outros estudos sugerem que o bebê pode apresentar depressão respiratória, mau posicionamento fetal e aumento da variabilidade da frequência cardíaca fetal, aumentando assim a necessidade de fórceps, vácuo, cesariana e episiotomias.

Como me sentirei após a colocação de uma epidural?

Os nervos do útero devem começar a adormecer dentro de alguns minutos após a dose inicial. Provavelmente sentirá todo o efeito de entorpecimento após 10-20 minutos. À medida que a dose de anestésico começa a se terminar, mais doses serão administradas – geralmente a cada uma a duas horas.

Se o trabalho de parto continuar por mais de algumas horas, a mulher provavelmente precisará de cateterismo urinário, porque o abdômen ficará entorpecido, dificultando a micção. Depois do bebê nascer, o cateter é removido e os efeitos da anestesia geralmente desaparecem dentro de uma ou duas horas.

Algumas mulheres relatam sentir uma sensação de queimação e desconforto ao redor do canal do parto quando a medicação desaparece.

Quando NÃO pode ser usada?

A epidural pode não ser uma opção para aliviar a dor durante o trabalho de parto se qualquer um das seguintes situações se aplicar:

  • Paciente faz uso de anticoagulantes
  • Tem baixa contagem de plaquetas
  • Está em choque
  • Tem uma infecção nas costas
  • Tem uma infecção no sangue
  • Se não tiver pelo menos 4 cm de dilatação
  • O médico não é capaz de localizar o espaço epidural.
Saiba mais sobre:

Referências
A informação foi útil? Sim / Não

Ajude-nos a melhorar a informação do Educar Saúde.

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
     

Anestesia Epidural