Aneurisma: Causas, sintomas e como tratar

O aneurisma é um ponto fraco na parede de um vaso sanguíneo que pode causar uma saliência anormal. O rompimento da saliência pode causar sangramento interno. Embora possam ocorrer em qualquer vaso, os aneurismas são mais comuns no cérebro, na aorta, nas pernas e no baço. Mais de 13 mil mortes ocorrem a cada ano nos Estados Unidos por causa de rompimentos de aneurismas.

Causas

Embora a causa exata do aneurisma não seja clara, alguns fatores contribuem para esse problema. Por exemplo, está claro que o tecido danificado das artérias desempenha um papel. As artérias podem ser danificadas por bloqueios, como depósitos de gordura dos alimentos muito gordurosos.

Os depósitos podem fazer com que o coração bombeie com mais força do que o necessário para empurrar o sangue através do acúmulo de gordura. Esse estresse pode danificar as artérias por causa da pressão excessiva.

Um tipo de acúmulo de colesterol nas artérias, chamado de doença aterosclerótica, também pode levar a um aneurisma. Esse estado/Essa doença produz placas, uma substância dura, que danifica as artérias e impede que o sangue flua livremente.

A pressão alta é outro fator que pode influenciar a formação de aneurisma. A força do sangue enquanto percorre os vasos sanguíneos é medida pela quantidade de pressão que faz contra as paredes das artérias. Conforme essa pressão vai ficando acima do normal, pode dilatar ou enfraquecer os vasos sanguíneos.

A pressão sanguínea considerada normal para um adulto é 120/80 mm Hg (milímetros de mercúrio) ou menos. Uma pressão bem mais alta do que isso aumenta o risco para o coração, para os vasos sanguíneos e causa problemas de circulação. No entanto, a pressão mais alta que a normal não necessariamente coloca a pessoa em risco de ter aneurisma.

Tipos

O aneurisma pode ocorrer em qualquer lugar do corpo, mas os tipos mais comuns de aneurismas são:

Aórtico

A aorta é o maior vaso sanguíneo do corpo. Tem início no ventrículo esquerdo do coração e percorre o abdome, onde se divide e vai para as pernas. A aorta é um local comum de aneurismas arteriais.

Tórax (peito): Os aneurismas na cavidade torácica perto do coração são chamados aneurismas da aorta torácica.

Abdome: Os aneurismas da aorta abdominal são o tipo mais comum. Em casos raros, tanto o tórax quanto o abdome podem ser afetados por lesões arteriais.

Cérebro

Os aneurismas no cérebro podem ter qualquer tamanho, e muitas vezes, formam-se nos vasos sanguíneos do interior do cérebro. É possível que a pessoa não apresente qualquer sinal ou sintoma. O paciente pode nem suspeitar que tem um aneurisma.

Os aneurismas desse tipo podem causar sangramento em até 3% da população, de acordo com o Centro de Pesquisa Vascular Cerebral (Center for Cerebrovascular Research) da UCSF. (UCSF)

Outras regiões

As pessoas podem ter aneurismas nas artérias localizadas atrás dos joelhos, no baço ou no intestino.

Aneurisma

Sintomas

Os sintomas do aneurisma variam de acordo com o tipo e a localização. É importante saber que os aneurismas que ocorrem no corpo ou no cérebro geralmente não apresentam sinais ou sintomas até que se rompam.

No entanto, aqueles que ocorrem perto da superfície do corpo podem mostrar sinais como dor e inchaço. Também pode surgir uma grande massa. Alguns sintomas de aneurismas rompidos (em qualquer parte do corpo) são:

  • sangramento
  • batimentos cardíacos acelerados
  • dor
  • sensação de tontura ou de desmaio

As complicações sérias dos aneurismas podem causar a morte caso não sejam tratadas como uma emergência.

Riscos

O tipo de aneurisma que pode afetar as pessoas depende de fatores de risco específicos. Por exemplo, os homens são mais propensos a ter aneurismas do que as mulheres. Além disso, as pessoas com mais de 60 anos de idade correm maior risco. Outros fatores são:

  • dieta rica em gorduras e colesterol
  • história familiar de doenças cardíacas, inclusive doença cardíaca e ataque cardíaco
  • tabagismo (hábito de fumar)
  • obesidade
  • gravidez (mulheres grávidas podem ser suscetíveis a aneurismas do baço)

Diagnóstico

As ferramentas de diagnóstico utilizadas para encontrar lesões arteriais frequentemente dependem da localização do problema. O médico pode encaminhar o paciente para um especialista, como um cirurgião cardíaco ou vascular.

A tomografia computadorizada (TC) e os métodos de ultrassom são ferramentas comuns usadas para diagnosticar ou encontrar irregularidades nos vasos sanguíneos. A TC utiliza raios X para ver o interior do corpo, mostrando a condição dos vasos sanguíneos e bloqueios, saliências e pontos fracos que podem ser encontrados dentro deles.

Tratamento

O tratamento depende da localização e do tipo de aneurisma. Por exemplo, uma região enfraquecida de um vaso (geralmente a aorta) no tórax e no abdome pode exigir um tipo de cirurgia chamada reparo com stent endovascular.

Esse procedimento minimamente invasivo pode ser escolhido em vez da cirurgia de tórax a céu aberto (expondo os órgãos) tradicional, porque repara e reforça os vasos sanguíneos danificados e reduz o risco de infecção, formação de cicatrizes e outros problemas.

Outros tratamentos incluem medicamentos que tratam a pressão alta e o colesterol alto. Certos tipos de betabloqueadores também podem ser prescritos para reduzir a pressão sanguínea, de modo a impedir que o aneurisma se rompa.

Prevenção

Para ajudar a prevenir a formação de aneurismas, as pessoas devem ter dieta saudável, com muitas frutas, grãos integrais e legumes e verduras. As proteínas (carnes e aves) consumidas devem ser pobres em gordura saturada e colesterol. Recomenda-se beber e comer produtos derivados do leite com baixo teor de gordura.

Além disso, é bom fazer exercícios regulares, especificamente os cardiovasculares, para estimular a circulação sanguínea saudável e o fluxo através do coração, das artérias e de outros vasos sanguíneos.

As pessoas devem consultar um médico para fazer check-ups anuais. Os fumantes devem parar de fumar.

Ver referências +