Antraz (carbúnculo, carbúnculo hemático, doença de Wool-sorter)

O antraz também conhecido como carbúnculo ou carbúnculo hemático é uma doença infecciosa causada por um tipo de bactéria chamada Bacillus anthracis. A infecção em humanos envolve mais frequentemente a pele, o tracto gastrointestinal ou os pulmões.

Causas do antraz

O antraz afecta normalmente animais com cascos, como as ovelhas, vacas e cabras, mas os seres humanos que entram em contacto com animais infectados também podem adoecer de antraz. No passado, as pessoas que estavam em maior risco de ser infectadas com antraz incluíam os trabalhadores agrícolas, veterinários e trabalhadores que lidavam com a lã.

Existem três vias principais para a infecção. O antraz cutâneo ocorre quando os esporos de carbúnculo tocam um ou são raspados sobre a pele.

• O principal risco é o contacto com peles ou pêlo de animais, produtos feitos de ossos ou de lã ou com animais infectados. As pessoas mais em risco de contrair antraz cutâneo incluem trabalhadores agrícolas, veterinários e trabalhadores que lidam com lã.

O antraz por inalação ocorre quando os esporos de antraz entram nos pulmões através do sistema respiratório. É mais comum ser contraído quando os trabalhadores respiram esporos de antraz no ar durante os processos de curtimento de peles e processamento de lãs. Inspirar os esporos significa que uma pessoa foi exposta ao antraz, mas isso não significa que a pessoa terá sintomas.

• Os esporos de bactérias devem “germinar” ou brotar (da mesma forma que uma semente pode germinar antes de uma planta crescer) antes que a doença em si ocorra. O processo geralmente leva de 1 a 6 dias. Quarenta e três dias é o período de incubação mais longo conhecido.

• Quando os esporos germinam, libertam várias substâncias tóxicas. Estas substâncias causam uma hemorragia interna, edema e morte dos tecidos (necrose).

O antraz gastrointestinal ocorre quando alguém ingere antraz através de carne contaminada. O antraz pode ser utilizado como uma arma biológica ou para bioterrorismo. Em 2001, o antraz enviado através do Serviço Postal dos EUA infectou 22 pessoas; confirmou-se que 7 sobreviventes haviam contraído a doença de antraz cutâneo.

Sintomas

Os sintomas diferenciam-se dependendo do tipo de antraz. Os antraz cutâneo iniciam-se dentro de 1 a 7 dias após a exposição:

Desenvolve-se uma ferida que causa comichão e que é semelhante a uma picada de insecto. Esta ferida pode gerar uma bolha e formar uma úlcera preta.

A ferida é geralmente indolor, mas é muitas vezes rodeada por um inchaço. Forma-se frequentemente uma crosta que, em seguida, seca e cai dentro de 2 semanas. A cura completa pode levar mais tempo.

Os sintomas de antraz por inalação:

Começa com febre, mal-estar, dor de cabeça, tosse, falta de ar e dor no peito. A febre e choque podem ocorrer mais tarde.

Os sintomas do antraz gastrointestinal geralmente ocorrem dentro de 1 semana e podem incluir:

• dor abdominal
• diarreia com sangue
• diarreia
• febre
• inflamações na boca
• náuseas e vómitos (o vómito pode conter sangue)

Exames e Testes de diagnóstico

Os testes para diagnosticar antraz dependem do tipo de doença de que se suspeita. Uma cultura de pele e talvez uma biópsia poderão ser realizadas. A amostra é analisada sob um microscópio para identificar o germe do antraz. Os testes podem incluir:

• hemocultura
• tomografia computadorizada (TAC) do tórax ou Raio-X ao tórax
• punção lombar para procurar pela infecção em torno da coluna vertebral (Consulte: cultura delíquor)
• cultura de escarro

As amostras de fluídos ou sangue podem ser enviadas para um laboratório especial para mais testes, incluindo PCR, imunofluorescência e imuno-histoquímica.

Tratamento

A maioria das pessoas com antraz é tratada com antibióticos. Vários antibióticos são eficazes, incluindo penicilina, doxiciclina, e ciprofloxacina.

Ao tratar o antraz por inalação, deve ser usadauma combinação de antibióticos. Os médicos muitas vezes iniciam o tratamento com ciprofloxacina juntamente com outro medicamento, administrado através de uma veia (via intravenosa). A duração do tratamento é de cerca de 60 dias para as pessoas que tenham sido expostas ao antraz, pois pode levar algum tempo até que os esporos germinem.

O antraz cutâneo (pele) é tratado com antibióticos administrados por via oral, geralmente durante 7 a 10 dias. Doxiciclina e ciproflaxin são mais frequentemente utilizados.

Expectativas (prognóstico)

Quando tratado com antibióticos, é provável que o antraz cutâneo melhore. No entanto, cerca de 20% das pessoas que não recebem tratamento podem morrer se o antraz se espalhar para o sangue.

Pessoas no segundo estágio de antraz por inalação têm perspectivas muito más, mesmo com terapia com antibióticos. Cerca de 90% dos casos na segunda fase são fatais. A infecção por antraz gastrointestinal pode-se espalhar para a corrente sanguínea e resultar em morte.

Quando entrar em contacto com um profissional médico
Contacte o seu médico se foi exposto a antraz ou se desenvolver sintomas de qualquer tipo de antraz.

Prevenção

Existem duas formas principais de evitar o antraz. Para as pessoas que tenham sido expostas ao antraz (mas não manifestam sintomas da doença), os médicos podem prescrever antibióticos preventivos como a ciprofloxacina, penicilina, ou doxiciclina, dependendo da estirpe de antraz.

Uma vacina contra o antraz está disponível para os militares e alguns membros do público em geral. É administrado numa série de cinco doses ao longo de 18 meses.

Não existe nenhuma forma conhecida de disseminar antraz cutâneo de pessoa para pessoa. As pessoas que vivem com alguém que tem antraz cutâneo não necessitamde antibióticos, a menos que elas tambémtenham sido expostas à mesma fonte de antraz.

Nomes alternativos
Doença de Wool-sorter;