Apraxia

A apraxia é uma desordem do cérebro e do sistema nervoso em que uma pessoa é incapaz de realizar tarefas ou movimentos (incapacidade de reproduzir movimentos coordenados), quando lhe é pedido, mesmo que:

• O pedido ou ordem seja entendido
• O individuo esteja disposto a realizar a tarefa
• Os músculos necessários para executar o movimento funcionem correctamente
• A pessoa já tenha aprendido a realizar o movimento

Causas da apraxia

A apraxia é causada por danos no cérebro. Quando a apraxia se desenvolve numa pessoa que antes era capaz de realizar as tarefas ou habilidades, ela é chamada de apraxia adquirida. As causas mais comuns de apraxia adquirida são:

• tumor cerebral
• Condições que provocam degradação gradual do cérebro e do sistema nervoso (doenças neuro-degenerativas)
• demência
• derrame
• lesão cerebral traumática

A apraxia também pode ser vista no nascimento. Os sintomas aparecem quando a criança cresce e se desenvolve. A causa é desconhecida. A apraxia da fala adquirida ocorre muitas vezes juntamente com outro distúrbio da fala conhecido como afasia. Dependendo da causa da apraxia, certos problemas do cérebro ou do sistema nervoso podem também estar presentes.

Sintomas de apraxia

Uma pessoa com apraxia é incapaz de realizar os movimentos musculares correctos. Por vezes, é usada uma palavra ou acção completamente diferente do que aquela que a pessoa pretendia dizer ou fazer. A pessoa está muitas vezes consciente do erro.

Os sintomas de apraxia da fala incluem:

• Sons e palavras podem ser distorcidos, repetidos ou deixados de fora. É difícil juntar as palavras na ordem correcta.
• Esforço em encontrar a palavra certa.
• Palavras mais longas são mais difíceis de usar, ao longo de toda a conversa ou a partir de um momento para o outro.
• As frases curtas usadas no dia-a-dia ou provérbios (como “Como está?”) muitas vezes podem ainda ser usadas sem nenhum problema.
• A pessoa muitas vezes pode escrever melhor do que falar.

Outras formas ou tipos de apraxia incluem:

apraxia buco-facial: não é possível realizar movimentos da face que se pretendem, como lamber os lábios, pôr a língua de fora ou assobiar.
apraxia Ideacional: é impossível realizar tarefas complexas aprendidas na ordem correta, como calçar as meias antes de calçar os sapatos.
• apraxia ideomotora (ideativa): não é possível executar voluntariamente uma tarefa aprendida quando se recebe os objectos necessários. Por exemplo, se for dada uma chave de fendas, a pessoa pode tentar escrever com ela como se fosse uma caneta.
apraxia limbocinética: esta condição envolve dificuldade em fazer movimentos precisos com um braço ou perna.

Frustração, profanação e depressão são respostas típicas de uma pessoas com afasia.

Exames e Testes de diagnóstico

Os seguintes testes podem ser realizados se a causa da doença não for conhecida:

• TAC ou a ressonância magnética ao cérebro podem ajudar a mostrar um tumor, lesão vascular cerebral ou outra
• Um electroencefalograma (EEG) pode ser usado para descartar a epilepsia como uma das causas da apraxia.
• Uma punção lombarpode ser realizada para verificar se há inflamação ou uma infecção que afecta o cérebro.

Os testes padronizados de linguagem e testes intelectuais devem ser feitos se suspeitar-se de apraxia da fala. Testes para outras dificuldades de aprendizagem também podem ser necessários.

Tratamento da apraxia

Tratamento fonoaudiológico pode incluir:

• Repetir os sons muitas vezes, a fim de ensinar os movimentos da boca
• Aprender a desacelerar a forma como a pessoa fala
• Diferentes técnicas para ajudar na comunicação

Reconhecimento e tratamento da depressão são importantes para as pessoas com transtornos gravesda fala e de linguagem.

Outros conselhos:

• Manter um ambiente descontraído e calmo.
• Passealgum tempo a mostrar a alguém com apraxia como fazer uma tarefa, e dê tempo suficiente para eles a fazerem. Não lhes peça para repetir a tarefa se eles estão claramente com dificuldade pois isso vai aumentar a frustração.
• Sugerir formas alternativas para fazer as mesmas coisas, por exemplo, tentar formas e laços diferentes para atar os sapatos.

Quando a apraxia da fala estiver presente:

• Evite dar instruções complexas.
• Use frases simples para evitar mal-entendidos.
• Fale num tom de voz normal. A apraxia de fala não é um problema de audição.
• Não presuma que a pessoa a entendeu.
• Proporcionar comunicações auxiliares, se possível, dependendo da pessoa e condição.

Muitas pessoas que sofrem de apraxia podem não ser mais capazes de ser independentes e podem ter problemas para executar as tarefas diárias. Pergunte ao seu médico que actividades podem ou não ser seguras. Evite actividades que possam causar ferimentos, e tome as medidas de segurança apropriadas.

Expectativas (prognóstico)

Terapia ocupacional e aconselhamento podem ajudar os pacientes e seus cuidadores a aprender maneiras de lidar com a apraxia. No entanto, porque as pessoas com apraxia têm problemas a seguir instruções, terapia ocupacional para lesão vascular cerebral torna-se difícil.

Possíveis complicações

• problemas de aprendizagem
• baixa auto-estima
• problemas sociais

Quando entrar em contacto com um médico

Contacte o seu médico se alguém tem dificuldade em realizar as tarefas diárias ou tem outros sintomas de apraxia após uma lesão cerebral ou derrame.

Prevenção

Reduzir o risco de derrame e lesão cerebral pode ajudar a prevenir condições que levam a esta doença.

Nomes alternativos
Apraxia verbal; alterações da fala; Dispraxia; apraxia da fala na infância; Apraxia da fala; Apraxia adquirida.