Asma – Peak Flow Meter, como usar medidor de fluxo máximo

Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 14 dezembro 2018

Um medidor do fluxo máximo (debitómetro de ponta ou peak flow meter) é um pequeno aparelho portátil que mede o desempenho dos pulmões. Este medidor é utilizado para observar o estado da asma do mesmo modo que uma braçadeira de pressão é utilizada para medir a pressão arterial. A sua taxa de fluxo máximo de expiração é medida sempre que utilizar um medidor de fluxo máximo. Este é o fluxo de ar sempre que inspira profundamente e expira o mais que puder.

Poderá ser necessário utilizar um medidor de fluxo máximo caso tome medicamentos diários para a asma. As crianças com 5 anos de idade ou mais também podem aprender a utilizar um medidor de fluxo máximo.

Porque deverei utilizar um medidor de fluxo máximo?

A utilização correcta do medidor de fluxo máximo ajuda a controlar melhor e a gerir a sua asma. O medidor de fluxo máximo consegue indicar se ocorreu um estreitamento das vias respiratórias antes de sentir os sintomas da asma. Poderá colaborar com o seu médico para aprender quais são os números de fluxo máximo normais para o seu caso. Aprenderá também o que deve fazer sempre que os números diminuírem.

A medição diária do fluxo máximo e a anotação numa agenda poderão ajudá-lo a prever os sintomas da asma. O seu número máximo de fluxo poderá decair algumas horas ou alguns dias antes de sofrer um ataque de asma. Conseguirá notar esta diminuição sempre que comparar as leituras do fluxo máximo na sua agenda.

Um medidor do fluxo máximo também pode ajudar a aprender o que poderá despoletar a asma, como os pólens ou os bolores. O número do fluxo máximo poderá ser um indicador, para si e para o médico, de que o tratamento com os medicamentos para a asma estará a resultar. Também pode indicar aos médicos se a administração do medicamento deverá ser interrompida ou aumentada. O número do fluxo máximo poderá ainda indicar se deverá fazer uma consulta urgente ao médico.

Como deverei utilizar um medidor do fluxo máximo?

Há diversos tipos de medidores de fluxo máximo. Fale com os médicos para decidir qual é o mais adequado para o seu caso. O médico também lhe poderá indicar locais onde poderá adquirir os medidores. Compre uma agenda para registar os valores do fluxo máximo. Descrevem-se a seguir os passos a dar para utilizar um medidor do fluxo máximo.

Desloque a lingueta do indicador situada na base da escala numérica do medidor de fluxo máximo. Levante-se. Inspire profundamente. Coloque o medidor na boca e feche os lábios em redor do aparelho. Sopre o mais forte que conseguir para o aparelho. Registe na agenda o valor obtido. Repita todos os passos anteriores mais duas vezes. Anote novamente os valores obtidos. Anote o valor mais elevado dos 3 na sua agenda de registo do fluxo máximo.

Qual é o meu melhor número de fluxo máximo?

É importante saber qual é o seu melhor número de fluxo máximo. Será o número de fluxo máximo mais elevado obtido num período de 2 semanas durante o controlo da asma. O melhor número de fluxo máximo ajuda os médicos a desenvolverem um plano de medicamentos contra a asma para o seu caso. Indicam-se a seguir alguns passos que o poderão ajudar a descobrir qual é o seu melhor número de fluxo máximo.

Faça uma leitura diária do fluxo máximo durante 2 semanas. A melhor altura para o fazer é ao acordar e entre o meio dia e as duas da tarde. Faça a leitura do fluxo máximo antes e depois de inalar medicamentos para a asma caso os esteja a tomar.

O médico poderá querer que verifique também os valores do fluxo máximo noutras ocasiões. Isto ajudará a obter o seu melhor número de fluxo máximo. Anote diariamente as leituras efectuadas na agenda.

O que é o sistema de zonas do fluxo máximo?

Diversos médicos gostam de utilizar o sistema de zonas do fluxo máximo para controlar a asma. Os valores do fluxo máximo são inseridos em zonas semelhantes às cores de um semáforo. Saiba o seu melhor número de fluxo máximo. O médico poderá fornecer-lhe valores para cada zona, compatíveis para a sua asma. Estes valores ajudam-no a saber o que fazer quando o seu número de fluxo máximo se alterar.

Zona verde. Significa que a asma está bem controlada e que não tem quaisquer sintomas de asma. Não necessita de alterar os medicamentos para a asma.

Zona amarela. Significa que deverá ter precaução. Poderá sofrer um ataque de asma que o fará tomar maior quantidade de medicamentos. Também poderá significar que a sua asma não está totalmente controlada. Os médicos poderão necessitar de alterar os medicamentos passando também a recorrer a outros tratamentos.

Zona vermelha. Esta zona significa perigo e poderá constituir uma emergência. Poderá necessitar de recorrer imediatamente aos médicos. Siga as instruções fornecidas pelo médico caso se encontre nesta zona.