Atenas – Gastronomia de Atenas

Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

Gastronomia de Atenas

A cozinha grega é simples e conjuga princípios típicos da área mediterrânea com outros de raiz oriental. Uma nota a destacar é a abundância de azeite empregado nos refogados, sendo frequente ver um peixe grelhado ou um queijo fresco regados com bastante azeite crú.

Entradas – Como entradas, prove a famosa “Moussaka”, rodelas de beringela com carne picada e queijo; a “Tarama Salata” , ovas de peixe e pão regado com azeite e limão; a “Melitzano Salata” , salada de beringelas ; a “Tatziki “, pepino com iogurte; “Dolmadakia”, folhas de videira recheada” ou o “Imam Baldi” , beringelas recheadas.
Pratos principais. Segundo a época do ano, poderá degustar salmonetes, filetes de peixe espada, lulas, saladas de polvo, etc. Poderá, mesmo, escolher e pesar o peixe na cozinha do restaurante.

As carnes mais populares são : “Shish Kebab” ou “Souvlaki” ( aguilhões de cordeiro, vitela , galinha ou porco) que vêm acompanhados de tomate e cebola. Também, são suculentas as “Kefthedhes”, almondêgas preparadas de diferente maneira e quase sempre com plantas aromáticas. Para acompanhar os pratos principais, os gregos optam pelas batatas, massa, arroz ou saladas.

Sobremesas – Os doces são muito doces e feitos, normalmente, com mel. Os mais populares são: o “Yaurti Meli”, iogurte com mel; os “Diples”, espécie de folhado copm mel; No que diz respeito às frutas, e segundo a época do ano, a mais popular é a melancia “Karpusi”.

Bebidas – O “Ouzo” é a bebida nacional à base de anis e é considerado como um aperitivo muito forte, possuindo 40ºg de alcoolémia;.os Gregos bebem-no só, mas não se atrapalhe se lhe quiser juntar um pouco de água. Não pode esquecer que a Atenas e toda a Grécia, no que se refere a vinhos, é uma importante produtora vitivinícola onde poderá encontrar vários tipos de vinho, entre eles: o famoso “Retzina” branco ou rosado cujo paladar é bastante particular devido ao fruto da resina que lhe confere uma melhor conservação.

Segundo as regiões pode, também, escolher: o “Nemea” (tinto ou branco) da região de Corinto; o “Attica” , o “Viotia” e o “Eubea” da Grécia Central; o “Naussa”, e “Athos” produzidos nas duas regiões viticolas mais importantes de Macedonia e Tracia.

Se é bom apreciador, prove o conhaque grego (Cambas, Metaxa, e o Votris) ou os licores de sabores variados: banana, rosa, limão ou menta.

Restaurantes – Em Atenas poderá encontrar uma variedade de restaurantes e tabernas entre os quais é necessário fazer uma pequena referência sobre as suas diferenças:
As tabernas são lugares simples, onde raramente lhe darão o menu e existem preços anunciados, como é costume. Irá à cozinha acompanhado pelo empregado para efectuar a sua escolha. A comida é caseira, económica e simples. Nestas tabernas servirão-lhe os pratos à vez. Se quiser experimentar de tudo um pouco é aconselhável pedir aos poucos o que lhe poderá ocupar tempo.

Os Restaurantes, por sua vez, oferecem, além de pratos gregos e especialidades regionais, menús internacionais. São mais sofisticados que os pratos apresentados nas tabernas sendo por isso mais caros. Segundo a zona onde se encontra, poderá encontrar tabernas especializadas em peixe “Psarotaverna” ou em carnes “Psistapia”. Para lanchar dirija-se a uma “Zakharosplasteion” onde terá oportunidade de degustar uma grande variedade de doces.

Café Grego: O café grego é similar ao Turco, é fervido e servido com a borra. Serve-se com açucar e pode pedi-lo “Gliko”, com muito açucar, “Metrio” normal ou “Sketo” sem açucar. Serve-se acompanhado de um copo de água.