Biomassa Avícola

Revisado por Andre a 28 outubro 2018

A Biomassa Avícola. A Biomassa não é só árvores ou restos de árvores. Pode ter origem vegetal e também animal. E é isso que está a fazer a Ibefer, empresa do Grupo Nutroton, através do projecto Pride Biopec: a aproveitar biomassa animal.

Neste momento, a empresa está a desenvolver um projecto de investigação em Tondela. Coordenado por João Correia de Oliveira, o projecto pretende produzir energia eléctrica com base em biomassa avícola, ou seja, com os próprios excrementos das aves, que são transformados, nestas centrais, em gás, através de uma tecnologia inovadora da gaseificação, e depois em energia eléctrica. O projecto teve início em 2008 e deverá estar em funcionamento no final deste ano. “O potencial é elevado”, diz João Correia de Oliveira. até porque o projecto não se fica por apenas uma central.

De facto, o objectivo é construir pequenas centrais de produção de electricidade anexadas a grandes produções avícolas. Desta ‘anexação’ saem duas grandes vantagens: por um lado, produz-se energia e por outro, reduz-se o impacto ambiental que essas produções avícolas habitualmente têm na poluição dos cursos de água, dos solos e do ar. Um exemplo prático: os excrementos de 120 mil galinhas conseguem produzir qualquer coisa como 24MWh num só dia. Com uma central de 1 MWh de potência, essas mesmas galinhas poderiam abastecer diariamente a electricidade de 8 mil casas com cerca de 32 mil pessoas. Exactamente uma cidade como Tondela.