-->O que é a Bioplastia Vaginal? As principais indicações, preço, recomendações

O que é a Bioplastia Vaginal: Conheça as suas principais indicações

Publicado em 19/10/2009. Revisado por Drª Camille Rocha Risegato (Ginecologista e Obstetra - CRM SP-119093) a 28 novembro 2018

A bioplastia genital feminina é um procedimento de preenchimento usado para rejuvenescer toda a região íntima feminina. Aplicada em algumas regiões do trato genital feminino, este tipo de bioplastia é um procedimento estético, que nos últimos anos conseguiu um crescimento enorme a nível mundial.

O procedimento tem como principal objetivo oferecer à paciente uma grande melhoria na satisfação, tanto sexual como estética.

O Que é A Bioplastia Vaginal

O que é a bioplastia vaginal?

Trata-se de uma nova técnica de bioplastia que rapidamente ganhou a aceitação por grande parte das mulheres interessadas em melhorar não apenas o aspecto estético da área genital (vagina), bem como alguns aspectos relacionados com a sua atividade sexual.

Indicações

A bioplastia genital feminina está indicada nos seguintes casos:

  • Melhora a estética da vagina, corrigindo os desequilíbrios.
  • Aumenta os pequenos e grandes lábios da vulva.
  • Melhora a perda do tônus muscular, como resultado de partos vaginais.
  • Melhora a perda de massa muscular, como resultado das alterações hormonais da menopausa.
  • Hipotrofia vulvar-vaginal
  • Desconforto ou dispareunia devido a desidratação,
  • Secura da mucosa,
  • Irritação vaginal…)
  • Metas de tratamento:
  • Estimular a libido e diminuir as securas vaginais
  • Restaurar o trofismo tecidual.
  • Aperta a pele

A principal procura pelo procedimento tem como objetivo apertar a vagina – através do estreitamento do intróito vaginal e, com isso, aumentar o prazer sexual, através de uma melhor estimulação para atingir o “ponto G“.

A bioplastia vaginal tem muitas vantagens em comparação a outros procedimentos, entre os quais:

  • É um procedimento ambulatorial.
  • São utilizadas apenas pequenas quantidades de anestesia local.
  • A paciente tem a oportunidade de observar todo o processo.
  • Não deixa cicatrizes.
  • Não causa dor.
  • A mulher pode retornar ao trabalho e suas atividades imediatamente.
  • O edema presente é mínimo.
  • O resultado da bioplastia genital é permanente e têm a vantagem de ser mais completo, em comparação com algumas cirurgias.
  • A atividade sexual pode ser retomada 5 a 10 dias após a aplicação do material usado para o preenchimento.

Recomendações pré e após as injeções

Evite tomar aspirina, antiagregantes plaquetários, anticoagulantes ou vitamina C na semana anterior ao tratamento.

Após as injeções, evite locais úmidos (piscina, academia, banhos de vapor, jacuzzi,…) durante 10 dias.

Evite sexo durante 5 dias.

Evite atividades que gerem grande pressão na área tratada (bicicleta, passeios a cavalo…) durante alguns dias.

Contra Indicações

Hipersensibilidade a algum componente, cicatrizes hipertróficas, gestantes, crianças, problemas de pele inflamatórios ou infecciosos na área a ser tratada (lista não exaustiva).

Efeitos colaterais

Pode ser observada inflamação, vermelhidão, edema, eritemas, endurecimento, nódulos, colorações ou descolorações, sangramento leve, hematomas (lista não exaustiva).

Biomateriais utilizados

O preenchimento vaginal pode ser realizado através da aplicação da gordura da própria paciente, plasma rico em plaquetas, ácido hialurônico, ou PMMA (Polimetacrilmetacrilato). Sendo que o ácido hialurônico oferece o benefício extra no tratamento da secura e atrofia vaginal.

O objetivo deste artigo é fornecer uma visão geral do procedimento, mas não substitui uma consulta com um especialista.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.

Referências
  • https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4709811/
  • https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4961653/
  • https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24178484
Autores
Drª Camille Rocha Risegato (Ginecologista e Obstetra - CRM SP-119093)

Ginecologista e Obstetra - CRM SP-119093

Dra Camille Vitoria Rocha Risegato - CRM SP nº 119093 é formada há 14 anos pela Fundação Técnico Educacional Souza Marques, Rio de Janeiro.

Dra Camille mudou se para São Paulo onde realizou e concluiu residência médica em Ginecologia e Obstetrícia (RQE nº 25978) no Centro de Referência de Saúde da Mulher no Hospital Pérola Byington em 2007.

Em 2008 se especializou em Patologia do Trato Genital Inferior nesse mesmo serviço. Ainda fez curso de ultrassonografia em ginecologia e obstetrícia na Escola Cetrus.

Trabalha em setor público e privado, atendendo atualmente em seu consultório médico particular situado na Avenida Leoncio de Magalhães 1192, no bairro do jardim São Paulo, zona norte de São Paulo.

Também pode encontrar a Dra Camille no Linkedin, Facebook e Instagram

.