Bolinha na Gengiva: O Que pode ser e como tratar?

Revisado por Drª Raquel Camelo (Dentista - CRO MG nº 45914) a 29 novembro 2018

Todas as vezes em que o organismo apresenta uma bolha amarela, isso significa que em seu interior há pus, o que remete à existência de alguma infecção em determinada parte do corpo.

Quando essa bolha aparece sobre a região periodontal, muitas pessoas costumam reclamar ao dentista, informando que, ocasionalmente, surge uma “bolinha” amarela na gengiva.

Com o passar do tempo, ela tende a desaparecer, mas pode retornar.

Bolinha na Gengiva, fístula

Bolinha amarela na gengiva, o que é?

No caso da bolha de pus que aparece na gengiva, a infecção deve estar ocorrendo nela própria ou nos dentes.

Ao ter de expelir esse pus, o organismo estabelece uma rota desenvolvida através do osso, que culmina na gengiva e recebe a denominação de fístula dental.

Quando a fístula irrompe na gengiva, eis que a bolinha amarela (repleta de pus) se manifesta. Saiba mais sobre a Fístula Dental

Possíveis causas de infeção que levam à fístula

As razões que possam provocar uma infecção nessa área são inúmeras, sendo que as mais comuns são a aglutinação de tártaro e um consequente problema periodontal, e a deterioração do canal dentário, ocasionado por uma cárie profunda.

Independentemente do motivo, sem tratamento adequado para a infecção, a bolha amarela fica propensa a retornar por diversas vezes e em intervalos que não podem ser mensurados.

Tratamento para a fístula

Como cada organismo reage de uma maneira diferente diante de uma determinada infecção, algumas pessoas podem apenas notar a presença da bolha e sentir somente um incômodo estético.

Já outros indivíduos podem sentir uma dor alucinante, ficar com as faces intumescidas, e até apresentar febre.

A gravidade do problema não deve ser subestimada, e em ambos os casos deve-se procurar por um cirurgião dentista imediatamente.

No segundo, por se configurar como uma urgência, o paciente receberá um procedimento chamado drenagem do abscesso. Saiba mais sobre o Abscesso Dentário.

Trata-se de uma incisão no local em que se encontra a bolha para que o pus seja finalmente liberado, o que deve eliminar os reflexos negativos descritos anteriormente.

Contudo, quando o problema está diretamente correlacionado ao canal do dente, faz-se necessário realizar um tratamento sobre a poupa do mesmo.

Ao término do processo, as bactérias terão sido banidas e a bolinha com pus se desvanecerá.

Por outro lado, se a bolha for proveniente de um problema periodontal, a gengiva terá de passar por uma raspagem, a qual removerá todo o excesso de tártaro que tenha se depositado entre o dente e a gengiva.

Importante frisar que os pacientes jamais devem consumir qualquer tipo de remédio por conta própria, pois se houver necessidade, o dentista receitará os medicamentos apropriados.

A automedicação também pode estimular o avanço do problema, em vez de saná-lo. Geralmente, os dentistas receitam antibióticos.

Aparência inofensiva, mas com consequências desastrosas

As pessoas que não chegam a sofrer os efeitos mais profundos de uma infecção na boca, como febre, fortes dores, e inchaço do rosto costumam deduzir que uma bolha na gengiva se resume a uma questão estética, posicionamento considerado um grande equívoco pelos dentistas.

Esses profissionais alertam que qualquer infecção bucal deve ser tratada imediatamente, resulte ou não em sintomas mais intensos, ou que possam passar despercebidos.

Na verdade, o fato de o corpo não aparentar nenhum problema grave é uma grande ilusão. Afinal, se existe uma infecção no dente ou gengiva, ela tem uma origem.

E esse motivo pode acarretar a perda do dente, no recrudescimento de uma complicação na gengiva, ou até mesmo provocar a morte do paciente, uma vez que já existem casos registrados.

Em outras palavras, o problema é bem mais sério e profundo do que se imagina.

E você, já sofreu deste probleminha? Partilhe suas dúvidas e experiências no fórum e ajude muitas pessoas!