Brincadeiras para o Desenvolvimento do Bebê

Revisado por Equipe Editorial a 24 outubro 2018

A brincadeira desempenha um papel muito importante na infância de uma criança. É através das suas brincadeiras que o bebê interage com o mundo que o rodeia, e é com as atividades simples do dia-a-dia que ele é estimulado no seu desenvolvimento motor, cognitivo, emocional e social.

Como tal, os pais devem aproveitar as várias oportunidades diárias para utilizar algumas brincadeiras para estimular o desenvolvimento do bebê. Conheça de seguida algumas brincadeiras adequadas para bebês com diferentes idades.

Brincadeiras para estimular o desenvolvimento do bebê dos 0 aos 3 meses

Dos 0 aos 3 meses o bebê ainda está numa fase muito inicial do seu desenvolvimento, e como tal, ele necessita de estímulos suaves e tranquilos.

Assim, uma atividade que pode realizar com o bebê é dançar com o bebê ao colo, segurando o seu pescoço, ao som de uma música suave.

Outra brincadeira que pode fazer para ajudar o desenvolvimento do bebê dos 0 aos 3 meses é através do canto. Cante para o seu bebê, usando tons e alturas de som diferentes, podendo até incluir o nome do bebê no meio da canção.

Dessa forma, passe de um som mais baixo para um mais alto, e ainda, de um tom mais grave para agudo. Pode igualmente utilizar um boneco durante a canção, fazendo de conta que é ele quem está a cantar.

Brincadeiras para estimular o desenvolvimento do bebê dos 4 aos 6 meses

Dos 4 aos 6 meses de idade o bebê já tem outra coordenação motora e um desenvolvimento cognitivo mais avançado. Está assim mais preparado para brincadeiras um pouco mais elaboradas, que o estimulem física e mentalmente.

Uma brincadeira adequada para esta idade é o jogo do esconde. Por exemplo, coloque o bebê à frente do espelho, fazendo depois você movimentos em que aparece e desaparece da imagem do espelho.

Pode também esconder partes do seu corpo por detrás de um pano ou de um móvel, mostrando de seguida a parte do corpo que escondeu.

Uma excelente atividade é a brincadeira do elevador. Pegue nele e eleve-o e baixe-o, contando os andares que sobe ou desce. Outra brincadeira ótima para esta idade é brincar com o bebê como se ele fosse um avião. Segurando no seu tronco e elevando-o, gire e faça de conta que ele é um avião.

Brincadeiras para estimular o desenvolvimento do bebê dos 7 aos 9 meses

Nesta fase do seu desenvolvimento o bebê provavelmente já conseguirá movimentar-se engatinhando.

Assim, uma opção ótima para esta fase é brincar com uma caixa de papelão a imitar um casa, com uma abertura grande e fácil para o bebê entrar e sair.

Outra atividade excelente para o bebê é brincar com a bola. Sente-o no chão, de pernas abertas, e faça o mesmo, posicionando-se de frente para ele, a alguma distância.

Depois, com uma bola macia, jogue-a para ele rente ao chão, para que ele consiga pará-la e enviá-la de volta. Inicialmente use uma bola maior, mas quando ele já conseguir facilmente, comece a usar uma mais pequena.

Outra brincadeira que pode fazer nesta altura, para o estimular auditivamente e cognitivamente é dar-lhe brinquedos que façam sons, como chocalhos, guizos ou tambores.

Brincadeiras para o estimular desenvolvimento do bebê dos 10 aos 12 meses

Nesta fase do seu desenvolvimento, a criança está a dizer as primeiras palavras e a começar a andar. Conheça de seguida algumas brincadeiras apropriadas para estimular o bebê nesta altura da sua vida.

Esta é uma altura excelente para começar a dar ao bebê brinquedos de empilhar.

Este tipo de brincadeira é ótima para desenvolver a motricidade fina, mas também, o seu pensamento mental. Para tornar a brincadeira mais completa pode colocar os cubos de empilhar dentro de uma caixa com tampa, e em cima de um carrinho que ele terá de empurrar até ao local da brincadeira.

Uma brincadeira bastante simples e adequada para estimular o bebê a começar a andar é mostrar-lhe um brinquedo de que ele goste muito a uma distância próxima mas fora do seu alcance. Isso irá motivá-lo a avançar.

Pode também começar a andar de mãos dadas com o bebê, para que ele possa tentar andar, mas ao mesmo tempo, sentindo-se seguro.

Quanto à fala, pode começar a associar gestos a determinadas palavras, como por exemplo, sempre que dizer sim, fazer o gesto vertical com a cabeça, sempre que disser não, fazer o gesto horizontal, e sempre que dizer tchau, fazer o gesto com a mão.

Leia histórias adequadas, com personagens simples, que o ajudem a identificar partes do corpo, objetos e animais.