Bruce Willis

Revisado por Andre a 28 outubro 2018

Walter Bruce Willis nasceu a 19 de Março de 1955, na Alemanha. A sua mãe, Marlene K. era alemã e o seu pai, David Willis, um soldado americano. Bruce é o mais velho de quatro irmãos: Florence, David e Robert.

Bruce Willis Antes e Depois e Biografia

O seu irmão Robert, faleceu em 2001, vítima de um cancro no pâncreas. Depois de sair do exército, em 1957, David Willis partiu com a sua família para os Estados Unidos, fixando-se em Carneys Point, Nova Jérsia. Nos Estados Unidos, a mãe de Bruce começou a trabalhar num banco e o seu pai trabalhou como soldador, operário de fábrica e mecânico principal.

Willis estudou na Penns Grove High School, onde apesar de ser muito popular, sofreu um pouco devido ao seu problema de gaguez. Em tom de brincadeira, os seus colegas chamavam-no de “Buck-Buck”. Ao entrar numa peça de Shakespeare, “Sonho de uma noite de verão”, Willis reparou que quando estava a atuar não gaguejava. Assim, dedicou-se com afinco à representação, na sua escola, onde também presidiu à Associação de Estudantes.

Quando tinha 17 anos, os seus pais separaram-se e Bruce resolveu mudar-se para Nova Iorque. Depois de deixar os estudos, Willis teve vários empregos. Começou por trabalhar como segurança numa central nuclear, foi motorista de trabalhadores de uma fábrica, trabalhou como empregado de balcão e chegou até a ser investigador privado.

Em todo este tempo, Willis continuou a fazer audições para vários papéis. Inscreveu-se num curso de representação na Universidade Estadual de Montclair, onde participou na peça “Cat on a Hot Tin Roof”. Não chegou contudo, a concluir o curso.

A sua verdadeira estreia deu-se no teatro, na peça “Heaven and Eart”. Conseguiu depois destacar-se noutra peça teatral “Fool for Love”. Quando surgiu num anúncio televisivo para a Levi’s o seu rosto tornou-se mais conhecido. Durante quatro anos, Willis foi protagonista na peça “Bullpen”, escrita e encenada por Dennis Watlington.

Numa tentativa para entrar no mundo televisivo, Bruce deixou Nova Iorque para tentar a sua sorte na Califórnia. Em Los Angeles participou em diversas audições para séries de televisão. Em 1984, participou num episódio da popular série de ação “Miami Vice”.

Mais tarde participou na audição para protagonista da série “Moonlighting” (em Portugal, “Modelo e Detetive). Willis destacou-se entre mais de 3 mil candidatos e conseguiu o papel. Na série, o ainda inexperiente Willis, dividiu o protagonista com a já famosa Cybill Shepherd. A série durou cinco temporadas e deu uma maior projeção a Willis.

No pico do sucesso da série a marca de bebidas Seagram, contratou Willis para publicitar a sua gama de produtos Golden Wine Cooler. Bruce Willis recebeu entre 5 a 7 milhões de dólares por uma campanha de dois anos. Apesar da elevada soma, Willis decidiu não renovar o contrato, uma vez que deixou de beber álcool em 1988.

No final da década de 80, Willis obteve algum sucesso no mundo da música, tendo editado o álbum “The Return of Bruno”, do qual fazia parte o sucesso “Respect Yourself”. Bruce voltaria aos estúdios para gravar outros álbuns, mas nenhum alcançaria o sucesso do primeiro trabalho.

Em 1988, o ator entrou no filme “Die Hard”, no papel de John McClane, que alcançou um enorme sucesso à escala global. Nasceu assim, o seu trajeto como herói dos filmes de ação. O filme teve duas sequelas: “Die Hard 2: Die Harder” (1990) e “Die Hard with a Vengeance” (1995). O conjunto dos três filmes alcançou lucros superiores a 700 milhões de dólares e colocou Bruce Willis no restrito lote de estrelas do cinema de ação.

No início da década de 90, a sua carreira sofreu um pequeno revés devido à sua participação em filmes como “The Bonfire of the Vanities”, “Striking Distance” e “Hudson Hawk”. “Color of Night”, de 1994 também foi mal recebido pela crítica mas acabou por alcançar excelentes resultados no circuito de vídeo dos Estados Unidos. No mesmo ano, participou no aclamado “Pulp Fiction”, de Quentin Tarantino, o que o ajudou a dar um novo fôlego à sua carreira.

Voltou ao protagonismo em filmes como “Twelve Monkeys” e “The Fifth Element” (1997). Pelo meio, foi o produtor executivo da série de animação “Bruno the Kid”.

No final da década de 90, entrou noutra espiral de insucesso, protagonizando filmes como “The Jackal”, “Mercury Rising”, e “Breakfast of Champions”, que foram completamente arrasados pela crítica. Insucessos esses que foram esquecidos com a sua participação em “Armageddon”, o filme mais bem sucedido comercialmente de 1998, a nível mundial. Ainda em 1998, Willis emprestou a sua voz e aparência a uma personagem do videojogo “Apocalypse”.

Em 1999, foi o protagonista de “The Sixth Sense”, de M. Night Shyamalan, filme que alcançou uma excelente notoriedade. Em 2000, venceu um Grammy pelo seu desempenho como ator convidado na série “Friends”.

Seguiram-se participações em filmes como: “The Whole Nine Yards”, “Grindhouse”, “Hostage”, “Sin City”, “Alpha Dog”, What Just Happened”, “Surrogates” e “Red”.

Bruce Willis conheceu a também atriz Demi Moore durante a estreia do filme “Stakeout”. Casaram-se a 21 de Novembro de 1987. O casal teve três filhas: Rumer Willis, Scout LaRue Willis e Tallulah Belle Willis. O casamento durou treze anos, até que em 2000 o divórcio foi anunciado.

Willis namorou depois Brooke Burns, com quem chegou a ficar noivo, mas a relação terminou em 2004, antes do casamento se consumar.

Willis casou depois com Emma Heming, uma modelo e atriz norte-americana. O matrimónio foi realizado a 21 de Março de 2009. O casal tem uma filha, Mabel Ray Willis, nascido em 2012.

Bruce Willis é um apoiante convicto do Partido Republicano, tendo apoiado publicamente a candidatura de George W. Bush em 2000. Entre as suas posições mais polémicas encontram-se a defesa da liberdade de pose de armas e o incentivo a um ataque dos Estados Unidos à Colombia, para acabar com tráfico de droga.