Cabo Verde

Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

Viajar para Cabo Verde por Maria Aguiar

Destino: Cabo Verde
Ser e ter. Conjugando estes dois verbos, tento equilibrar a minha existência. Encontrei então Cabo Verde, na aplicação do verbo ser. Caminhei como se caminha num templo sagrado, na superfície intacta da tua alma transparente, no orgulho de quem é.

Guia de Viagem

Itinerário:
Estive na capital, Cidade da Praia, tomei banhos deliciosamente mornos na Praínha e na Quebra Canela, passeei pelo Plateau, zona alta, onde a cidade nasceu, pululante de vida e comércio. Dancei convosco, essa música, única no mundo, que imola qualquer um no altar dos sentidos e nela noite dentro senti o êxtase duma batucada.

Embrenhei-me nela ilha. De um lado, altíssimos picos, cristalizações de antigas erupções vulcânicas, do outro, calmas baías com seus barcos e gentes, pinceladas de arco íris na areia preta da praia. Fui à Brava com os seus povoados a lembrarem tanto a nossa terra. A viagem fi-la de noite, num barco velhíssimo, onde todos partilhávamos o enjoo, o calor, o cheiro dos animais e as baratas. Dormia-se pelo chão e também de pé. Mas valeu a pena, a ilha é lindíssima. Sobe-se a pique até às nuvens por estradinhas serpenteantes, atravessam-se autênticos desfiladeiros por entre gargantas de rochas talhadas no tempo até desembocar-mos numa curva da estrada na mais linda enseada da ilha. Foi o sítio onde mais gostei de ir.

Estive no Tarrafal Que é um deleite de harmonia e beleza. Visitei a prisão e o arrepio das memórias encarceradas naqueles muros. A ilha do Sal, como todos os desertos, tem uma beleza muito própria. Depois de quilómetros de pedra, o mar esmeralda é o maior dos convites.

Vista do Monte Cara a partir de Mindelo

Serra Malagueta, localizada na zona norte da ilha de santiago - Cabo Verde

Deserto de areia na ilha da boa vista

Cidade Praia - A Capital de Cabo Verde - Praia é a maior cidade de Cabo Verde, um centro comercial, e uma porta de saida para o café, cana de açúcar e as variadissimas frutas tropicais.

Praia do Calhau - Ilha de São Vicente

Pico do Fogo

Pico do Fogo pronunciado PIKU DU FOGU, é a montanha mais alta de Cabo Verde, estando 2.829 metros acima do nível do mar. É um estratovulcão ativo situado na Ilha do Fogo. O cone principal teve a sua última erupção em 1675, provocando a emigração em massa da ilha. A única erupção mortal é datada em 1847 quando os terremotos gerados em toda a ilha fizeram varias vitimas.

As encostas da Serra são usadas para o cultivo de café, enquanto que a lava vulcanica é usada como material de construção. Perto do pico existe uma pequena aldeia chamada de Chã das Caldeiras que em 2008 publicou um roteiro turistico de nome (“Chã das Caldeiras – Memória do passado e expectativas do futuro”) onde visa promover a realidade turística, cultural e ambiental desta localidade de atracção turística da ilha do Fogo.

O que mais gostei desta minha viagem a Cabo Verde
Para quê falar da beleza das vossas ilhas, se o mais bonito vive em vós e na completa inconsciência que têm disso? Vive no olhar e no sorriso das vossas crianças lindas. Desde a História, passando pela arquitectura, pela moeda que me trouxe uma identidade perdida, até ao crioulo, que da raiz, por ser tão portuguesa, se escuta com sentimento a palavra saudade.
Obrigada por esta prenda magnífica que limpou o meu espírito do consumismo, me pôs em contacto comigo nesta viagem que fiz ao meu interior.

Como chegar
Aconselho a conseguirem voos inter-ilhas, pois as viagens de barco podem tomar-se penosas. Nas ilhas viaja-se mesmo no que há, nas Toyota hiace ou em carrinhas de caixa aberta. Na capital há transportes públicos.

Onde ficar alojado
Eu tive a sorte de ficar em casa de cabo verdianos, o que me pôs mais em contacto com o seu modo de estar, as suas vivências diárias. Aconselho um hotel para quem não prescinde do seu conforto. No Tarrafal, fiquei nos bungallows da praia, Bahía Verde, com serviço de quartos e um óptimo pequeno almoço e um preço muito acessível. Tem vários sítios onde comer, escolhi o próprio Bahia Verde com um bom atendimento e comida tradicional e o tão conhecido Ta-Ta sempre muito procurado.

Quando viajar para Cabo verde
O mês de Agosto tem a vantagem de não se apanharem temperaturas muito altas e até alguns chuviscos, o que torna a paisagem mais verdinha.