Câncer do colo do útero – Sintomas, Tratamento, Prevenção, Fotos e Causas

Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 14 dezembro 2018

O câncer do colo do útero é dos problemas de saúde que mais preocupa as mulheres.

Conheça os principais Sintomas, Tratamento, Prevenção, Fotos, Causas e outras informações úteis.

As mulheres com câncer cervical têm uma alimentação deficiente de um certo número de nutrientes, incluindo as vitaminas A, B6 (piridoxina), C, folato (ácido fólico), e selénio.

Este câncer ocorre quando há uma mutação em células no colo do útero, levando à criação de células cancerígenas. Este tipo de câncer tem um crescimento lento, e não apresenta quase nenhum sintoma, sendo por isso fundamental a prevenção.

Todos os dias aumentam os casos deste tipo de câncer, e se você é mulher, deve ter cuidado em fazer exames periódicos para que se detete a tempo.

Se for localizado no início, as probabilidades de cura estão perto dos 100%!

Sintomas do câncer do colo do útero

Normalmente, este tipo de câncer não apresenta sintomas visíveis, sendo por isso de difícil deteção sem recurso a um exame ginecológico.

No entanto, existem vários casos onde há alguns sintomas reveladores do câncer do colo do útero.

Por exemplo, a perda de sangue após a relação sexual, a perda de sangue ocasional mas frequente, a secreção de um odor muito desagradável vindo da vagina, ou ainda, útero inflamado, dores abdominais fortes, já num estado mais avançado do câncer.

vírus Papiloma Humano

Quais as possíveis causas

– Uma das principais causas do câncer do colo do útero é a infecção do HPV (vírus Papiloma Humano).

Saiba Tudo Sobre » Vírus do Papiloma Humano (HPV) e Câncer Cervical

As mulheres portadoras deste vírus devem fazer exames ginecológicos muito frequentes, para que se detete rapidamente alguma mudança nas células.

– Sexo não seguro com vários parceiros.

– Este câncer pode também ter origem numa primeira gestação muito precoce, ou então, no facto de ter tido um número elevado de partos.

– Estilo de vida pouco saudável, com uma alimentação desequilibrada, o consumo de tabaco e uma vida sedentária.

Continuação » Aumento Anormal do Útero? Descubra as Causas, Tratamento, Perspectivas e Tudo…

Prevenção do câncer do colo do útero

Tendo em conta as causas deste câncer, para prevenir o seu aparecimento deverá tornar o seu estilo de vida mais saudável, mas também, o uso de preservativos em caso de ter vários parceiros sexuais.

Além disso, como este tipo de câncer não tem normalmente sintomas visíveis, deverá ser feito regularmente um exame ginecológico, o Papanicolau, de maneira a detetar a tempo o aparecimento das células malignas.

Fazer este exame é a forma mais eficaz de prevenir e de reduzir as hipóteses de ter o câncer do colo do útero.

Papanicolau

O Papanicolau é um exame que irá recolher algumas células no colo uterino, para depois serem analisadas. Dessa maneira, é possível saber se existe algum tipo de alteração nas células ou não.

Além disso, também é possível detetar com este exame alguma situação que pode indicar alguma mudança negativa, como infeções ou inflamações.

Este exame deve ser realizado por todas as mulheres, especialmente a seguir à sua primeira relação sexual.

A partir desse momento, deverá cumprir a periodicidade definida pelo médico ginecologista.

Saiba se é Possível ter Câncer no Ovário Depois de Uma Histerectomia

Como é feito o Papanicolau?

Este exame é realizado por um médico ginecologista, no seu consultório. Inicia-se com a introdução de um instrumento denominado espéculo vaginal, que irá permitir uma visão e um acesso mais fácil ao colo do útero.

De seguida, o médico recolhe uma amostra de células do colo do útero e da vagina com a ajuda de uma espátula, colocando-as numa lâmina de vidro.

Esta amostra será então observada ao microscópio, de maneira a serem detetadas quaisquer anormalidades nas células que possam indicar o início ou o desenvolvimento do câncer.

Normalmente é pedido à mulher para que não tenha relações sexuais nas 48 horas anteriores, de forma a assegurar uma maior eficácia do exame.

O Papanicolau também não pode ser realizado quando a mulher está menstruada, pois pode alterar os resultados.

Em caso de resultado negativo no primeiro exame, então regra geral, a mulher apenas fará novo exame passado um ano.

Se no ano seguinte der novamente negativo, então por norma, o médico apenas calendarizará o próximo passados 3 anos.

Conheça 11 Remédios Caseiros Para HPV e Displasia do Colo do Útero

Tratamento do câncer do colo do útero

Em caso de resultado positivo, terão de ser tomadas medidas para remover e eliminar essas células cancerígenas. Assim, o tratamento neste tipo de câncer é normalmente baseado em radioterapia, quimioterapia e cirurgia.

O tratamento escolhido pelo médico irá depender o tipo e o grau de desenvolvimento do tumor, bem como da própria saúde do paciente.

Por exemplo, no caso do câncer estar numa fase inicial, a radioterapia e uma cirurgia têm o mesmo efeito, e a escolha do método dependerá do tipo de paciente.

O tratamento por cirurgia irá retirar parte do aparelho sexual da mulher. Assim, serão extraídos o útero, os linfonodos pélvicos, e ainda, uma porção superior do canal vaginal.

Se a paciente for jovem, poderão ser preservados os ovários, mas apenas em casos onde o tumor é pouco extenso. Quanto mais avançado estiver o câncer, maior será a extensão da cirurgia.

Não se esqueça, a melhor forma de prevenir o aparecimento deste câncer, e de todas as consequências que com ele vêm, é através da prevenção! Por isso, fale já com o seu médico ginecologista e marque um Papanicolau!

» Recomendamos a Leitura » Câncer de Vagina: Sintomas, Causas e Tratamento

Terapia Fotodinâmica

terapia fotodinamica

Algumas terapias fotodinâmicas são concebidas para activar fortemente o sistema imunitário contra o cancro.

Estas estratégias podem ser a chave para a eliminação das metástases, aglomerados de células malignas localizadas longe do local do tumor primário.

As Metástases muitas vezes têm consequências letais. No câncer de mama, por exemplo.

Pelo menos 99% das mortes por cancro da mama com metástases estão ligadas, geralmente aos ossos, fígado, pulmões ou cérebro.

Este ano, cerca de meio milhão de mulheres serão diagnosticadas com cancro do colo do útero

Embora a maioria dos estudos sobre a terapia fotodinâmica se concentrem fortemente no estudo do câncer de pele, existem muitos outros tipos de câncer (por exemplo, melanoma maligno, câncer do pulmão, bexiga, cólon e mama) que podem ser alvo de tratamentos à base de luz, e o seu potencial na ajuda a prolongar a remissão do cancro parece bastante promissora.

Leia também: Líquido no Útero: Desfrute de 18 Remédios Caseiros para Problemas no Útero