-->Capacidade Gástrica do Bebê - Educar Saúde

Capacidade Gástrica do Bebê

Publicado em 28/09/2014. Revisado por Drª Gizele Cunha (Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541) a 16 dezembro 2018

A capacidade gástrica do bebê pode definir-se como sendo a capacidade que o bebê possui ao nível estomacal para ingerir, armazenar e digerir alimentos.

Como será normal e expectável, o estômago de um bebê não é do mesmo tamanho que o estômago de um ser humano adulto.

Um bebê tem um estômago muito mais pequeno e consequentemente a sua capacidade gástrica geral é muito mais reduzida do que a capacidade gástrica de um ser humano já em estado adulto.

Capacidade gástrica dos bebês

Embora a capacidade gástrica dos bebês possa variar entre bebês diferentes, a verdade é que existem alguns valores de referência que nos permitem saber mais ou menos qual será a capacidade gástrica do nosso bebê de acordo com a sua idade.

Vejamos então qual a capacidade média em diferentes idades:

  • Entre os 6 meses e os 8 meses de vida, os bebês possuem uma capacidade gástrica média que ronda as 250 gramas de alimentos por cada refeição que efectuem;
  • Entre os 9 e os 11 meses de idade, os bebês possuem uma capacidade gástrica média que ronda as 290 gramas de alimentos por cada refeição;
  • A partir do momento em que o bebê completa um ano de vida, e até sensivelmente completar dois anos de vida, a tendência é para que a capacidade gástrica média ronde os 350 gramas de alimentos por cada refeição.

Primeira papa do bebê

Para além da capacidade gástrica até aqui discutida, deveremos ter em conta também a capacidade de deglutição e digestão do bebê quando introduzimos novos alimentos.

Se até aos seis meses de vida o bebê ingere geralmente apenas leite materno, a partir desta altura poderemos começar a introduzir novos alimentos, preferencialmente de texturas macias e pouco complexas.

É por isso que aqui falamos de uma sugestão para a primeira papa do bebê.

A primeira papa que preparar para o seu bebê deverá ser uma papa preparada à base de vegetais. Idealmente, deverá ir adicionando gradualmente vegetais diferentes e novos às papas do bebê para conseguir averiguar aquele de que ele gosta, aqueles de que ele não gosta ou aqueles que eventualmente lhe possam vir a provocar algum tipo de alergia.

Idealmente, poderá e deverá até apontar os alimentos novos que vai introduzindo ao bebê e igualmente anotar eventuais reacções alérgicas ou reacções por parte do bebê referentes ao facto de ele ter ou não gostado.

A introdução de papas baseadas em farinhas ou doces deverá ser feita já mais tarde, e não logo aos seis meses de idade.

A justificação para isso é que o bebê tende a gostar de alimentos mais doces devido ao leite materno. Se esses alimentos forem introduzidos primeiro antes dos outros, o bebê terá depois alguma relutância em aceitar ingerir salgados.

Estima-se ainda que bebês que mamem da mama da mãe e ingiram leite materno têm tendência a adaptar-se de uma forma mais fácil e menos problemática à introdução de novos alimentos na sua dieta.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Drª Gizele Cunha (Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541)

Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541

A Dra Gizele Ferreira Cunha é Graduada em Medicina pela Universidade de Ribeirão Preto - SP - 2004. Além disso possui:

- Especialização em Alergia e Imunologia Infantil pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCRP - FMRP - USP) – 2009.

- Especialização em Pneumologia Infantil pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCRP - FMRP - USP) – 2007.

- Especialização em Pediatria pela Universidade de Ribeirão Preto - 2006 .

Endereço: Avenida Senador César Vergueiro, 571 - Ribeirão Preto - SP - Email: cviver@bol.com.br - Telefone: (16) 33291337

Também pode encontrar a Drª Gizele no Linkedin e Facebook