Carga Imediata: Implantes Dentários mais Rápidos e Seguros

Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

Os implantes dentários com carga imediata representam a possibilidade de se efectuar a inserção do implante e da prótese no mesmo exacto dia.

Este novo procedimento é de grande utilidade no aceleramento de todo o processo de colocação de implantes, e só é possível graças aos grandes avanços tecnológicos que se têm vindo a verificar no decorrer da última década na área da implantodontia.

Carga imediata antes e depois

Hoje, com a rapidez dos mais diversos passos associados à cirurgia de implante dentário, é já possível para um paciente ver o trabalho todo efectuado num só único dia, eliminando assim a necessidade de se sujeitar a mais procedimentos cirúrgicos.

O aumento de rapidez na execução de todo o processo não se deve apenas à possibilidade de inserção do implante e prótese no mesmo dia, mas também às grandes mudanças do ponto de vista microscópico, caracterizadas pela transição de superfícies lisas para superfícies rugosas, que contribuem para melhorar a estabilidade do implante, aumentando assim a taxa de sucesso.

A geometria do implante também foi sujeita a diversas alterações, apresentando agora um desenho que facilita imenso o travamento do implante no leite ósseo, mudança essa que tem vindo a contribuir activamente para uma redução substancial de todo o tempo de tratamento.

Anteriormente, o processo de implante dentário consistia, essencialmente, na realização de 2 etapas, sendo que a primeira delas era sempre destinada à colocação dos implantes, e a segunda à colocação da prótese.

Em casos de insuficiência óssea, o número de etapas poderia aumentar para 3 ou 4, dada a necessidade de realização de um enxerto ósseo.

Ao contrário do que acontece hoje em dia, era bastante comum um implante dentário ser instalado sem um travamento adequado, devido à criação de um leito no osso do mesmo exacto tamanho do diâmetro do implante.

Com a evolução técnica e desenvolvimento de novos materiais, é hoje possível criar leitos muito menores do que o diâmetro do implante, o que faz com que o implante fique mais justaposto, e dessa forma expanda e compacta o osso circunvizinho.

Isto só é possível devido ao facto da maioria dos implantes ser desenhada de modo a conferir-lhes uma boa acção autorosqueante, originando assim uma maior resistência mecânica no suporte de toda a pressão.

Todos estes avanços técnicos têm vindo a possibilitar a realização de cirurgias mais rápidas e menos traumáticas, com tempos de recuperação muito inferiores aos daqueles que até há pouco tempo eram comuns e um orçamento mais barato.

Esta técnica possui já ampla comprovação cientifica, e é utilizada de forma rotineira com uma elevada taxa de sucesso.

Apesar de ainda muitas clínicas utilizarem os métodos mais convencionais de colocação de implantes, cada vez mais são aquelas que começam a adoptar estas novas técnicas, eliminando assim a necessidade do paciente esperar diversos meses até que possa ver todo o processo definitivamente concluído e reduzir os preços dos implantes dentários.