Cárie de Mamadeira: Causas, sinais e como prevenir a cárie dentária no bebê

Revisado por Drª Raquel Camelo (Dentista - CRO MG nº 45914) a 20 novembro 2018

Os dentes de leite são extremamente importantes. Se forem perdidos muito cedo, os que ficam podem se mover, apertar, e não deixar espaço para os dentes adultos nascerem. Além disso, se não for evitada, a cárie dentária pode causar dores e levar a infecções preocupantes para a vida da criança.

A cárie dentária (chamada de cárie precoce na infância) é a doença infecciosa crônica mais comum da infância. Também pode ser chamada de cárie de mamadeira .

Os hábitos dentais saudáveis ​​devem começar desde cedo, já que a cárie dentária pode se desenvolver assim que o primeiro dente nasce. Abaixo partilhamos algumas informações para pais e cuidadores, sobre as causas, sinais e como evitar a cárie dentária em crianças pequenas.

Entenda As Causas E Como Prevenir A Caríe Dentária No Bebê

Causas

A cárie dentária ocorre quando a boca do bebê é infectada por bactérias produtoras de ácido. Pais e cuidadores, ambos podem transmitir bactérias para o bebê através da saliva. Por exemplo, compartilhando colheres ou xícaras, provando os alimentos antes de dá-los ao bebê, etc.

Ela também se desenvolve quando os dentes e as gengivas da criança são expostos a qualquer líquido ou alimento que não seja água, por longos períodos, ou frequentemente ao longo do dia. Os açúcares naturais ou adicionados a líquido ou alimentos são transformados em ácidos pelas bactérias presentes na boca. É este ácido que pode dar origem a problemas bucais, já que ele dissolve a parte externa dos dentes, causando a sua decomposição.

A forma mais comum de ocorrer é quando os pais colocam os filhotes na cama com uma mamadeira, leite, suco (mesmo quando misturado com água), refrigerantes, água com açúcar ou bebidas açucaradas.

Também pode ocorrer quando as crianças bebem com frequência algo diferente de água, durante o dia ou noite. O leite deve ser servido apenas às refeições, e não durante todo o dia, na hora da sesta ou na hora de dormir.

Embora a amamentação prolongada e frequente por si só não cause cáries, as mães que amamentam devem estar atentas e realizar sempre uma boa higiene bucal na criança. Para conhecer as principais causas de cárie consulte o artigo: 7 Principais Causas de Cárie Dentária.

Sinais de cárie dentária em bebês e crianças

Fique atento – A cárie dentária pode ocorrer inicialmente em forma manchas brancas na linha da gengiva nos dentes frontais superiores. Esses pontos são difíceis de ver no início – mesmo para o médico ou dentista sem o equipamento adequado. A criança com cárie dentária precisa ser examinada e tratada precocemente para impedir que o problema agrave e evitar danos maiores.

Como prevenir a cárie dentária em bebês

Siga os seguintes passos:

Cuide bem da sua saúde oral mesmo antes do bebê nascer. É importante consultar o dentista durante a gravidez.

Se você optar por usar a mamadeira, é importante cuidar bem dos dentes do bebê.

Nascimento até aos 12 meses: Mantenha a boca do bebé limpa, limpando suavemente as gengivas com um pano de limpeza para bebê. Depois de romperem os primeiros dentes, escove suavemente usando uma escova de dentes macia e um esfregaço (grão de arroz) de creme dental com flúor.

12 a 36 meses: Escove os dentes do seu filhote 2 vezes por dia durante 2 minutos. Use um esfregaço de creme dental com flúor até aos 3 anos. Os melhores momentos para escovar são após o café da manhã e antes de dormir.

Nunca coloque o seu filho na cama com uma mamadeira ou comida. Isto não só expõe os dentes aos açúcares, como também pode colocar o seu filho em risco de infecções nos ouvidos e asfixia.

Não use uma mamadeira ou um copo de canudinho como chupeta, nem deixe o seu filho andar com, ou beber por longos períodos.

Verifique se a água é fluoretada. A criança vai beneficiar com a ingestão de água com flúor. Se a água da torneira não tiver flúor suficiente, o dentista poderá prescrever um suplemento de flúor, ou também, pode aplicar um verniz fluoretado nos dentes da criança para protegê-los da decomposição.

Ensine a criança a beber de um copo normal o mais rápido possível, de preferência entre os 12 e os 15 meses.

Limite a quantidade de alimentos doces ou pegajosos que a criança come, como doces, balas, biscoitos, frutas ou biscoitos. O açúcar também está presente em alimentos como bolachas e batatas fritas.

Ensine a criança a usar a língua para limpar a comida imediatamente dos dentes.

Sirva suco apenas durante as refeições ou não em todas. Os nutricionistas não recomendam a ingestão de suco em bebês com menos de 6 meses, ou, pelo menos a quantidade de suco deve ser limitada a 4 onças por dia e diluído em água (metade da água, metade do suco).

Leve a criança ao dentista antes do 1º ano de idade. Se tiver dúvidas, deverá consultar o dentista mais cedo.

Algumas recomençações:

Todas as crianças nos seus primeiros anos devem realizar um exame dentário inicial completo, sempre que possível.

Os pais devem limitar a comida e a bebida durante o dia para 3 refeições e 2 lanches (com escolhas alimentares saudáveis ​​e limitando os sucos). A exposição frequente aos açúcares presentes em alimentos e bebidas torna mais provável o desenvolvimento de cáries na criança.

Os pais devem escovar os dentes da criança com creme dental com flúor assim que o primeiro dente romper.

Ver referências +
  • How to Prevent Tooth Decay in Your Baby (Copyright © 2004 American Academy of Pediatrics, Updated 09/2015)