-->Catapora no Bebê - Educar Saúde

Catapora no Bebê

Publicado em 01/08/2014. Revisado por Drª Gizele Cunha (Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541) a 16 dezembro 2018

A catapora é uma doença antiga e muito comum na infância. Esta patologia é provocada por um vírus, o chamado varicela- zóster (o mesmo vírus que causa herpes nos adultos). Durante a sua formação surgem bolhas que se vão desenvolver e formar crostas para depois se romperem.

As manifestações desta doença são iguais tanto em adultos como em crianças e bebês. Os sintomas e efeitos são bastante perigosos e é necessário um diagnóstico bem feito e a tempo e horas.

A catapora é contagiosa. Transmite-se através de tosse, espirros, contato direto com o líquido das bolhas e crostas das feridas e saliva.

Pode levar 20 dias a manifestar-se e a apresentar os primeiros sintomas. Na maioria das vezes é em crianças com menos de 10 anos de vida que ocorre mais a patologia Mas curiosamente a doença é bem mais grave em adultos e crianças acima dos 10 anos de vida.

Conselhos e recomendações da Catapora

– Higienizar bem a criança e diariamente

– Limpar bem as mãos do bebê com álcool etílico, álcool em gel ou outros recomendados e eficazes

– Cortar regularmente as unhas do bebê

– Não deixar o bebê coçar-se

– Evitar e tratar as possíveis feridas, escamações e infeções da pele

– Evitar a exposição ao sol e a temperaturas muito quentes

– Evitar que o bebê tenha suor no corpo

– Vestir o bebê com roupas leves e frescas

– Usar compressas e toalhas frias nas zonas afetadas da pele

– Dar banhos de água fria ou morna ao bebê mas nunca quentes

– Usar aveia no banho (traz benefícios calmantes e cicatrizantes à pele cientificamente comprovados)

– Ir ao médico ou a um especialista (no caso pediatra)

– Se a criança tiver febre usar um paracetamol (mas não abusar da medicação)

– Usar antivirais e outros medicamentos só com prescrição medica

– Ter especial atenção e cuidados redobrados com bebês com idade inferior ou igual a 1 ano de vida

– Evitar o contacto direto entre indivíduos adultos infetados com Catapora e crianças e bebês

A vacinação contra a catapora só deve ser feita depois de a criança completar 1 ano de vida. Desde o desenvolvimento da vacina a manifestação da doença é menos frequente. A vacina pode curar definitivamente ou só de forma leve e passageira.

Aviso de sintomas de catapora

– Pele vermelha

– Coceira abundante e intensa

– Aparecimento de pus

– Aparecimento de infeções e feridas

– Bolhas

– Mal-estar

– Dores de cabeça

– Febre

– Dores de barriga

– Falta de apetite

– Erupções cutâneas

Tratamento da catapora

– Antivirais

– Vacina

– Ibuprofeno

– Acetaminofeno

– Anti-histamínicos

– Loções tópicas

– Cremes e hidratantes

– Compressas frias

– Tratamentos convencionais e alternativos

– Remédios caseiros

Prevenção da catapora

A catapora é uma doença que pode ser transmitida pelo ar. Mesmo antes de aparecerem as erupções já se pode contaminar alguém. As vacinas tetra virais e varicela ajudam a ficar imunes.

Mas a melhor forma de prevenir é evitar o contato com alguém infetado ou deixar de ter contato, quando se sabe que estamos infetados.

Prevenção, deteção da doença e ação…forma simples de agir e curar…

Continua » Remédio Caseiro para Catapora

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Drª Gizele Cunha (Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541)

Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541

A Dra Gizele Ferreira Cunha é Graduada em Medicina pela Universidade de Ribeirão Preto - SP - 2004. Além disso possui:

- Especialização em Alergia e Imunologia Infantil pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCRP - FMRP - USP) – 2009.

- Especialização em Pneumologia Infantil pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCRP - FMRP - USP) – 2007.

- Especialização em Pediatria pela Universidade de Ribeirão Preto - 2006 .

Endereço: Avenida Senador César Vergueiro, 571 - Ribeirão Preto - SP - Email: cviver@bol.com.br - Telefone: (16) 33291337

Também pode encontrar a Drª Gizele no Linkedin e Facebook