Causas da Rinite Alérgica

Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 14 dezembro 2018

A rinite alérgica é uma doença frequente, desencadeada por agentes externos que geralmente estão presentes no ar. A rinite alérgica é muitas vezes referida também como febre do feno ou alergia nasal.

rinite

Os sintomas mais comuns da rinite alérgica incluem: obstrução nasal, corrimento nasal, espirros, coceira no nariz, garganta ou olhos.

As causas da rinite alérgica podem ser diversas e são fortemente influenciadas pelo ambiente em que a pessoa reside e trabalha. De uma forma geral, podemos nomear certos alérgenos como agentes desencadeadores da rinite alérgica:

  • Polén – A rinite alérgica é mais comum na primavera e isso não acontece por acaso. É nesta altura que as plantas libertam mais pólen, tornando o ar que respiramos mais abundante em alérgenos. Dias de vento agravam os sintomas. A chuva pode contribuir para “limpar” o ar, ajudando a aliviar os sintomas;
  • Ácaros – Os ácaros, principalmente aqueles que estão presentes no pó são a causa principal de rinite alérgica em muitos países. Isto acontece principalmente em países com clima quente e húmido, como o Brasil. O clima com estas caraterísticas facilita a multiplicação dos ácaros. A melhor forma de reduzir a incidência da rinite alérgica provocada pelos ácaros é através da limpeza rigorosa e frequente do espaço doméstico, especialmente dos quartos de dormir, locais onde as pessoas passam muitas horas;
  • Fungos – Os fungos que existem no ar e que se fazem sentir especialmente durante o Outono e o Inverno, são outra das causas de rinite alérgica. As pessoas que sofrem de alergia aos fungos são mais afetadas durante a noite e sentem-se mais incomodadas em ambientes húmidos;
  • Alimentos – Alguns alimentos são conhecidos por piorarem os sintomas das alergias, podendo também ter influência negativa em quem sofre de rinite alérgica. Esses alimentos incluem ovo, trigo, glúten, leite de vaca, peixe, frutos secos e chocolate;
  • Fumo de cigarros – diversos estudos denotam que o fumo passivo é uma das principais causas de problemas respiratórios como a rinite;
  • Poluição Ambiental – Um dos principais fatores para o aumento do número de casos de doenças respiratórias é o aumento da poluição ambiental;
  • Ar-Condicionado – A alergia ao ar-condicionado é um problema bastante documentado. A utilização do ar-condicionado favorece o surgimento de fungos, ácaros e bactérias, provocando problemas como a rinite.
  • Pelos e penas de animais – Estima-se que cerca de 20% das alergias respiratórias sejam causadas por pelos de animais. Animais com pelos longos, ou com penas, são mais propensos a originar alergias.

A Importância de Tratar a Rinite Alérgica

Para muitas pessoas a rinite alérgica torna-se algo normal. As pessoas acabam por aprender a viver com os sintomas provocados por esta doença e raramente procuram ajuda médica.

Este comportamento pode ter consequência negativa, uma vez que diversos estudos já mostraram que a rinite alérgica, mesmo quando moderada, por ter efeitos nocivos para a psicomotricidade, capacidade de concentração e capacidade cognitiva dos pacientes.

A própria automedicação representa perigos para a saúde, principalmente quando feita de forma recorrente. Anualmente, ocorrem centenas de acidentes provocados pelo consumo excessivo de antialérgicos, que além de prejudicarem os reflexos também podem provocar sonolência.

Tratamento para Rinite Alérgica

Não existindo um tratamento perfeito para a rinite alérgica, a melhor solução passa pela prevenção. Manter o ambiente doméstico e profissional tão limpo quanto possível, contribui de forma decisiva para diminuir o número a frequência deste problema respiratório.

Consultar um médico, por forma a diagnosticar a doença e fazer uma medicação adequada é outro passo fundamental no trabalho para a rinite alérgica.

Finalmente, é importante praticar adotar um estilo de vida ativo, praticando desporto sempre que possível, já que uma melhor forma física contribui para reduzir o número de episódios de rinite alérgica.