Os 20 Benefícios do Chá de Carqueja (Baccharis trimera)

A Carqueja (Baccharis trimera) é uma planta nativa encontrada em toda a América do Sul.

Vários estudos mostram que a Carqueja possui atividade antioxidante in vitro, bem como propriedades anti-inflamatórias, antidiabéticas, analgésicas, anti-hepatotóxicas e antimutagênicas.

No entanto, os estudos sobre o seu potencial antioxidante in vivo são ainda limitados.

Os Benefício Do Chá De Carqueja

A planta tem sido usada na medicina alternativa popular para tratar doenças gastrointestinais e hepáticas, bem como processos inflamatórios e diabetes [  ].

A atividade antioxidante da carqueja tem sido relacionada aos seus diversos compostos fenólicos, incluindo os polifenóis da quercetina e da rutina, bem como os ácidos fenólicos, como os ácidos cafeoilquínicos.

Os compostos fenólicos são amplamente encontrados em vários alimentos vegetais, como açaí, kiwi, chá verde, cacau e vinho tinto, e têm muitas funções fisiológicas e farmacológicas. 

Estudos in vitro e in vivo demonstraram que os compostos fenólicos têm efeitos poderosos sobre as respostas biológicas, capturando espécies reativas de oxigênio (ROS) e ativando as vias de sinalização celular.

Estudos anteriores também mostraram a capacidade dos ácidos fenólicos para prevenir danos nas células neuronais e sugerem que os compostos fenólicos são eficientes como agentes neuroprotetores.

Adicionalmente, foi demonstrado que os ácidos cafeoilquínicos protegem contra a toxicidade da β-amilóide nas linhagens celulares de neuroblastoma MC65 e SHSY5Y e têm um efeito neuroprotetor no cérebro. 

Vários resultados obtidos sugerem um potencial uso neuroprotetor para Carqueja, apoiando a ideia de que os antioxidantes dietéticos são uma abordagem promissora para impulsionar os sistemas de defesa contra o estresse e a neurodegeneração.

Outros benefícios da carqueja

Uso tradicional indígena

A planta tem sido utilizada pelos povos indígenas ao longo de séculos de resistência, bem como para a fertilidade das mulheres e a virilidade nos homens.

Do ponto de vista terapêutico, a planta tem sido muito usada em uma grande variedade de doenças relacionadas ao sistema digestivo para o qual ela é considerada bastante eficaz.

Por exemplo, os nativos usariam a carqueja para fortalecer o processo digestivo, eliminar parasitas intestinais, acalmar a diarreia e aliviar a irritação do sistema digestivo, após um episódio de indigestão, diarreia ou intoxicação alimentar.

No entanto, o principal uso da planta é para apoiar o fígado.

Nativos utilizavam-na para aliviar disfunções hepáticas diversas, para limpar o fígado, para eliminar obstruções da vesícula biliar e como um limpador de sangue.

Os nativos também foram relatados em usar a Carqueja para reduzir a febre e para aliviar as condições inflamatórias.

O uso tradicional consistia em uma infusão de uma boa quantidade de Carqueja seca em um litro de água ou mastigava-se o caule fresco e carnudo.

A planta também reduz a contração intestinal, que apoia o seu efeito calmante em casos de irritação do sistema digestivo.

Ela impede o desenvolvimento de úlceras, que podem estar ligados a suas propriedades anti-inflamatórias.

Todos estes benefícios podem estar ligados à capacidade da planta conseguir inibir a biossíntese das prostaglandinas, devido a algumas prostaglandinas sendo compostos inflamatórios.

Uma vez que as prostaglandinas também são mediadoras da dor e febre, esses dados podem apoiar que o uso nativo da planta pode reduzir a febre, e para terminar ela pode também ter uma abordagem auxiliar natural para enfrentar os desafios associados à hipertensão.

Outras propriedades:

  • protege o fígado
  • induz abortos
  • desintoxica o fígado
  • mata vírus
  • ajuda a digestão
  • aumenta a micção
  • reduz o ácido
  • reduz a febre
  • trata úlceras
  • promove a transpiração
  • alivia a dor
  • expulsa vermes
  • levemente laxante
  • reduz a inflamação
  • reduz o açúcar no sangue
  • purifica o sangue

No Brasil

As infusões de Baccharis trimera (Asteraceae) são tradicionalmente usadas no Brasil como chá para tratar distúrbios hepáticos. 

É um dos principais constituintes em formulações de ervas utilizadas para o tratamento de doenças do fígado e outras doenças.

Chá de carqueja

O chá de carqueja pode ser encontrado em várias formas em que uma delas se inclui o pó:

Uso sugerido para o Pó de Carqueja

A planta é melhor preparada como infusão (chá): Use uma colher de chá de pó para cada copo de água. Despeje a água a ferver sobre o pó e deixe em infusão durante 10 minutos.

Antes de beber o chá deixe que o pó assente no fundo e beba ainda quente.

Se necessário use um passador para retirar o pó.

Normalmente podem ser tomadas 1 a 2 xícara, por dia.

Contra indicações e riscos

Não deve ser usado durante a gravidez porque demonstrou causar contrações uterinas (efeitos abortivos em roedores).

A utilização da planta é contra-indicada em pessoas com pressão arterial baixa, devido aos seus efeitos hipotensores documentados.

Os Diabéticos devem controlar os seus níveis de açúcar no sangue com maior regularidade se ingerirem a planta.

Interações medicamentosas

Nenhum relatado até agora, porém, pode aumentar o efeito dos medicamentos anti-hipertensivos e diabéticos.

A informação contida neste artigo destina-se apenas para fins educacionais.