Chá preto

Rico, aromático e de sabor pleno, o chá preto representa a maior proporção das vendas internacionais. A oxidação que se produz durante a fermentação é em grande medida a responsável pelas suas características como o sabor, a força, a cor e o corpo, que dependem todas de modificações químicas que se produzem no tanino do chá e da evolução dos óleos essenciais durante o processo.

Quanto mais longa é a fermentação do tanino, mais cor adquire o chá e menos acre é o seu gosto, de modo que um chá preto pode na realidade ter pouca acrimónia ou, adstringência sem amargor.

Os chás pretos classificam-se pelo tamanho da folha, em chás de folha inteira – os que têm folhas grandes, que libertam mais lentamente a cor e o sabor e dão uma infusão mais leve e odorífera – e os chás de folha quebrada, que incluem as folhas mais pequenas e rotas, os quais dão uma infusão mais forte, mais escura e de preparação mais rápida.

O Chá preto produz muitos beneficios para a saúde. Você sabia que o chá preto ajuda a controlar a ansiedade? É verdade.

Quando me falta serenidade deleito-me com chá, foi sempre assim!

‘Sabias que todos os chás tem origem numa unica planta? Seja o chá preto, chá oolong, ou chá verde, todos eles são produzidos a partir da planta Camellia Sinensis. O que muda é o tratamento ou processamento da folha.

O Chá preto é produzido a partir da fermentação da folha.
O chá Oolong é produzido através da semi-fermentação.
O Chá verde vem do aquecimento da folha em chapa de ferro ou defumado.

No Japão é mais consumido o Chá verde. Dependendo de onde a planta é cultivada ou processada, o chá verde recebe vários nomes.

Sencha – é o chá cultivado em campo aberto.
Gyokuro – chá cultivado em estufas.
Matcha – é o chá em pó, usado nas cerimonias de chá.