-->Cirurgia Íntima - Recuperação, Contra Indicações, Resultados e Pós Operatório

Cirurgia Íntima

Publicado em 26/11/2012. Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

A popularidade da cirurgia íntima tem vindo a crescer significativamente no decorrer das últimas décadas. Apesar de ser um tema muito pouco falado, muitas são as Mulheres que se sentem insatisfeitas com os seus órgãos genitais, e por isso procuram, na cirurgia, uma alternativa que possa ajudá-las a corrigirem esse problema de ordem estética e funcional.

As cirurgias íntimas requerem alguns cuidados e atenção aos pequenos detalhes

Lábios vaginais muito escuros ou excessivamente grandes são alguns dos principais problemas que muitas Mulheres costumam experienciar neste âmbito. Apesar de, por muitas, ainda ser encarado como tabu, este é um assunto que cada vez mais começa a ser discutido, e para o qual surgem mais soluções a cada ano que passa.

Má formação congénita, hipertrofia, flacidez, alargamento vaginal pós-parto, escurecimento por acção de hormonas ou gravidez, aumento de gordura e perda de pêlos são as principais queixas apresentadas por Mulheres que apontam insatisfação com os seus órgãos genitais.

Sendo um problema bastante inestético, estas anomalias contribuem imenso para comprometer a auto-estima da Mulher, que muitas vezes vê-se obrigada tornar-se extremamente selectiva na escola de calças e roupa interior, de modo a evitar evidenciar as suas irregularidades. Isto causa um elevado nível de desconforto e insegurança na Mulher, o que muitas implicações de carácter psicológico poderá acabar por ter.

A nível funcional, algumas destas anomalias poderão mesmo contribuir para prejudicar a qualidade das relações sexuais, originando até, em muitos casos, um maior nível de dificuldade na obtenção de um orgasmo. Dependendo da severidade da anomalia, esta poderá ter um impacto mais ou menos expressivo no sexo.

No entanto, a esmagadora maioria das Mulheres com problemas deste tipo afirma que as suas relações sexuais estão, de alguma forma, sendo prejudicadas pelas irregularidades presentes nos seus órgãos sexuais, o que torna imperativa a necessidade de adoptar medidas que contribuam para resolver definitivamente todas as disfunções que possam existir.

A nível geral, as cirurgias utilizadas para a correcção dos pontos indesejados são relativamente simples, e poderão ser efectuadas com bastante rapidez. O processo de recuperação é bastante rápido, e raros são os casos em que a cirurgia origina algum tipo de cicatriz ou deformação mais evidente.

Uma das cirurgias mais populares neste âmbito é a Labioplastia ou Ninfoplastia, cirurgia plástica direccionada para a correcção de deformações nos lábios vaginais, a qual a atriz Geisy Arruda foi submetida no dia 6 de Novembro de 2012.

Em média, o procedimento não levará mais do que 1 hora, daí ser particularmente conhecido pela sua simplicidade e rapidez. As taxas de sucesso também costumam ser bastante elevadas, e com os avanços tecnológicos que caracterizam a época actual, raros são os casos em que as coisas não corram pelo melhor.

A anestesia costuma ser local, o que significa que não haverá qualquer tipo de dor ou desconforto sentida por parte da paciente. Sendo uma cirurgia efectuada nos órgãos geniais, zona extremamente sensível, muitas Mulheres sentem-se intimidadas pela possibilidade de virem a sentir dores demasiado acentuadas. No entanto, segundo os relatos de quem já se submeteu a uma cirurgia deste género, o procedimento é, todo ele, praticamente indolor, não havendo, por isso, razões para temer.

No entanto, como é óbvio, para que resultados verdadeiramente positivos possam ser observados, é importante que a paciente se certifique que, a clínica onde se encontra prestes a efectuar a cirurgia, é verdadeiramente de confiança. Isto ajudará a evitar possíveis problemas.

Após a cirurgia, a paciente será submetida a um período de internamento de cerca de 6 horas. A recuperação total, por seu lado, deverá levar 1 semana, e será aconselhado à paciente que suspenda na totalidade todas as relações sexuais durante os 30 dias seguintes.

Logo após esses 30 dias, e caso o médico especialista concorde, será possível retomar na totalidade toda a rotina sexual.

Esta cirurgia não costuma possuir muitas contra-indicações. Ainda assim, é importante informar o seu cirurgião de todos os detalhes relativos ao seu estado de saúde, de forma a que ele possa determinar se é ou não uma boa candidata a uma cirurgia deste tipo.

Recomendamos para você » 11 Incríveis Remédios Caseiros para Apertar a Vagina Larga e Flácida

Fotos da Cirurgia Íntima Antes e Depois

Outras Cirurgias Íntimas:

– Perineoplastia, Vaginoplastia, Lipofilling, Himenoplastia, Plastia do ponto G, Lipoescultura dos Grandes Lábios Vaginais, vulvoplastia, clit0riplastia.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Equipe Editorial

A essência da medicina não se restringe apenas ao diagnóstico e prescrição. A verdadeira missão está em informar, acolher, participar, apoiar e confortar as pessoas em suas dores e sofrimentos. Em ser uma referência técnica e humana em momentos de intensa insegurança e medo.

Todos os artigos desenvolvidos pela nossa equipe editorial são revisados por médicos da sua especialidade, esforçando-nos sempre para ser objetivos e apresentar os dois lados do argumento. Pode consultar a nossa equipe de especialistas Aqui

A nossa equipe concentra-se assim em garantir que o conteúdo, os produtos e os serviços fornecidos pela plataforma mantenham os mais elevados padrões de integridade médica, ajudando a garantir que todas as informações que o usuário recebe, sejam precisas, e baseadas em evidências, atuais e confiáveis.

Para além disso, todo o conteúdo é revisado e atualizado continuamente para garantir a sua precisão.

O processo de atualizações é simples.

Sabemos que os padrões de tratamento para algumas condições, como o câncer e a diabetes (por exemplo) mudam e estão em constante evolução, de modo que, existem conteúdos que devem ser revisados com maior frequência, de forma a garantirmos que a informação existente e recém-publicada reflita sempre as informações mais precisas e atuais. Saiba mais sobre nós Aqui

Se encontrou alguma imprecisão ou erro nos nossos conteúdos, informe-nos através da nossa página de Contato.