Cirurgia para tratamento da síndrome do túnel do carpo

Revisado por Equipe Editorial a 24 outubro 2018

O nervo mediano é um nervo que ramifica do plexo braquial, e que depois, por sua vez, inerva na palma da mão. É assim um importante elemento para o correto funcionamento da mão.

Contudo, devido a vários fatores, este nervo pode ser alvo de uma pressão excessiva, o que leva ao surgimento de sintomas como picadas em alguns dedos e a sensação de formigamento.

foto de cirurgia para túnel do carpo

Neste artigo poderá conhecer um pouco melhor este problema de saúde, e ainda, em que consiste o tratamento cirúrgico para a síndrome do túnel do carpo. Confira.

Sintomas da síndrome do túnel do carpo

A compressão do nervo mediano leva ao aparecimento de vários sintomas, nos quais se incluem os seguintes:

  • dormência;
  • formigamento;
  • sensação de picadas nos dedos indicador, médio e polegar;
  • dificuldade no ato de agarrar um objeto com força;
  • falta de sensibilidade na pele da mão;
  • inchaço.

O síndrome do túnel do carpo é um problema que piora com o tempo.

Os sinais de que esta doença está a gravar-se incluem a crescente dificuldade em utilizar as mãos para atividades básicas, como por exemplo segurar num objeto.

Caso sinta os sintomas atrás descritos, com uma piora significativa durante a noite, deve então consultar o médico para diagnosticar o problema e definir o melhor tratamento.

Tratamento para a síndrome do túnel do carpo

Numa fase ainda inicial, para sentir melhoria nos sintomas do túnel do carpo, basta evitar atividades que sobrecarreguem as mãos e repousar com frequência.

O tratamento conservador inclui ainda a toma de medicação com corticoides e fisioterapia.

Contudo, nalgumas situações apenas é possível tratar a síndrome do túnel do carpo com recurso a uma cirurgia. Saiba mais o funcionamento, os riscos e a recuperação da cirurgia para túnel do carpo.

Cirurgia para túnel do carpo

A cirurgia para o túnel do carpo é um recurso terapêutico apenas usado quando as restantes formas de tratamento não deram o resultado desejado.

Assim, o médico ortopedista apenas recomenda o procedimento cirúrgico quando não existe melhora ou alívio dos sintomas com as sessões de fisioterapia e com a medicação.

Também é recomendada esta cirurgia quando a compressão do nervo mediano é muito grande.

A cirurgia para o túnel do carpo tem como objetivo libertar o nervo que está sobre pressão, e assim, aliviar e fazer desaparecer os sintomas causados pela sua compressão.

Dessa forma, este procedimento cirúrgico irá consistir num pequeno corte entre o punho e a palma da mão, para assim descomprimir o nervo.

Este procedimento, realizado por um médico-cirurgião ortopedista, é bastante simples, e na maioria das situações, resulta numa cura permanente e completa.

Contudo, como em qualquer cirurgia, existe sempre o risco de complicações. Mais abaixo poderá conhecer mais em detalhe os riscos da cirurgia do túnel do carpo.

Confira de seguida as técnicas que podem ser usadas neste procedimento cirúrgico.

Técnicas cirúrgicas para o túnel do carpo

Como referimos atrás, a cirurgia do túnel do carpo consiste na realização de um pequeno corte entre o punho e a palma da mão, de modo a conseguir cortar o ligamento responsável pela compressão do nervo mediano.

O corte do ligamento resultará na descompressão do nervo, conseguindo-se assim remover por completo os sintomas causados por este problema de saúde.

A cirurgia do túnel do carpo pode ser realizada através de duas técnicas: método tradicional e laparoscopia.

Técnica tradicional

Neste método o médico-cirurgião irá realizar um corte relativamente grande na zona da palma da mão, sobre o túnel do carpo, cortando de seguida o ligamento e libertando o nervo afetado.

Técnica de laparoscopia

Nesta técnica o médico-cirurgião irá utilizar um dispositivo, com uma pequena câmara na sua ponta, através do qual conseguirá ver o interior do túnel do carpo. Esta técnica minimamente invasiva permite assim cortar o ligamento a partir de apenas um ou dois pequenos cortes, no pulso ou na mão.

Ambas as técnicas requerem o uso de anestesia. Esta pode ser geral, ou então, na mão ou próximo do ombro. Em qualquer uma das situações, o paciente não sentirá nada durante o procedimento cirúrgico.

Riscos da cirurgia para túnel do carpo

Como em qualquer cirurgia, também esta tem alguns riscos envolvidos. Mesmo nos métodos menos invasivos, como por exemplo a laparoscopia, há sempre alguma probabilidade de ocorrência de complicações. Os riscos da cirurgia para túnel do carpo incluem:

  • hemorragia;
  • lesão do nervo;
  • infecção;
  • dor persistente no braço ou no pulso.

Apesar de esta cirurgia ter uma alta taxa de sucesso, resultando na maioria dos casos na cura completa e permanente, há ainda o risco de os sintomas voltarem, mesmo após a descompressão do nervo.

Recuperação pós cirurgia

cicatriz da cirurgia para túnel do carpo

Dependendo da técnica utilizada, o período de recuperação pode variar de caso para caso.

Assim, um procedimento cirúrgico realizado com o método tradicional terá uma recuperação um pouco mais longa que aquele onde se utilizou a técnica de laparoscopia.

Contudo, independentemente do método usado durante a cirurgia e do tempo de recuperação, os cuidados pós-operatórios são idênticos. Estes incluem:

Repouso
  • Manter a mão alvo da operação erguida durante um período de 48 horas, de modo a prevenir e a evitar rigidez e inchaço nos dedos.
  • Uso de uma tala de imobilização do punho, de modo a prevenir possíveis danos associados com a movimentação da articulação.

O pós-operatório pode também incluir sessões de fisioterapia, e ainda, a realização de exercícios específicos, indicados pelo médico, para evitar que as cicatrizes resultantes da cirurgia colem, e assim, impeçam que o movimento livre do nervo afetado.

Numa fase inicial, é normal nos primeiros tempos o paciente sentir alguma fraqueza e dor. Estas sensações podem levar semanas ou meses até desaparecerem.

Para poder voltar a usar essa mão para a realização de pequenas tarefas, mesmo as mais leves, deve esperar pela ordem do médico.

É importante dar tempo para a mão recuperar da cirurgia, de modo a não sentir desconforto e dor quando a voltar a usar, e ainda, para que o processo de cura não tenha nenhum retrocesso. Saiba mais sobre o tratamento da síndrome do túnel do carpo.

Recursos

http://www.nhs.uk/Conditions/Carpal-tunnel-syndrome/Pages/Treatment.aspx