-->Cistite: Conheça alguns dos sintomas e tratamentos disponíveis

Cistite (Inflamação da bexiga)

Publicado em 10/05/2010. Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 12 dezembro 2018

A cistite é uma inflamação da bexiga, consequência de uma infecção bacteriana. É uma patologia muito frequente e incómoda que em geral, não se repercute na função renal, mas antes nas vias urinárias.

Tem muita importância quanto ao número de pessoas afectadas, mas pouca quanto aos danos que provoca nos rins.

Afecta, sobretudo o sexo feminino, devido à respectiva anatomia, pois nas mulheres existe maior proximidade entre o ânus e a uretra.

Leia Também:

Abaixo você tem um índice com todos os pontos que discutiremos neste Guia

A Higiene é fundamental

Na cistite, intervêm factores individuais, mas também a higiene local, o uso de geles de banho e a obstipação são importantes.

Pode surgir como consequência de anomalias nas vias urinárias, mas nem o frio nem tomar banho em piscinas contaminadas são factores que determinam o aparecimento da cistite, contrariamente à crença popular.

Os especialistas em nefrologia garantem, no entanto, que há uma atitude a ter em conta: quando uma mulher sofre uma infecção urinaria não é necessário estudá-la, a menos que se repita com frequência.

Pelo contrário, no homem é diferente, especialmente após os 50 anos: a primeira infecção urinária deve ser estudada muito detalhadamente, porque obedece, muitas vezes, a uma anomalia mais séria, como pode ser um cancro da bexiga, por exemplo.

Sintomas

Os sintomas de cistite apresentam-se como uma constante vontade de urinar e, ao fazê-lo, pode sentir-se dor, sensação de que a bexiga não se esvazia totalmente, dor abdominal e, inclusive, febre e urina com cor – em casos de maior gravidade, que devem ser, estudados a fundo.

Tratamento

Para tratar a cistite, os antibióticos são a solução perfeita, dado que é uma infecção bacteriana. Além disso, recomenda-se beber liquidos abundantes, urinar com frequência e lavar o ânus – se possível, após cada defecação – sempre da frente para trás, para evitar que os germes se introduzam na vagina no caso das mulheres.

Leia Também:

Como Prevenir a Cistite

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692)

Enfermeiro - Coren nº 491692

O Reinaldo Rodrigues formou-se em agosto de 2016, pela Universidade Padre Anchieta, em Jundiai. Fez curso de especialização em APH (Atendimento Pré-Hospitalar), pela escola 22Brasil Treinamentos, em Barueri, curso de 200 horas práticas, com foco em acidentes de trânsito.

Trabalha como Cuidador de Idosos há 5 anos, e possui experiência em aspiração de vias aéreas, banho de aspersão, curativos, tratamento e prevenção de Lesão por Pressão, gerenciamento de Equipe de cuidadores com elaboração de escalas. Treinamento e acompanhamento de cuidadores nas casas dos pacientes.

Também pode encontrar o Reinaldo no Linkedin.