Cisto dermóide impede a gravidez? Pode virar câncer?

Conteúdo revisado por Drª Camille Rocha Risegato. Última Atualização: 23/06/21

O cisto dermoide geralmente não afeta a gravidez ou a fertilidade. Trata-se de um tumor sólido que ocorre nas camadas de células germinais, ou seja – ectoderme, mesoderme e endoderme. É também denominado teratoma cístico e é um cisto que atinge os ovários desde o desenvolvimento fetal. Possui coloração amarelada e, em seu interior, ao invés de possuir líquido, ele contém diversas estruturas: tecidos, cabelo, unha, pele e até dentes.

Continua depois da Publicidade

Na maioria das vezes são cistos benignos, porém, em alguns casos “raros”, podem ser malignos, mas não estão ligados diretamente à infertilidade. Podem ser de diversos tamanhos, medindo de 1 (um) centímetro a cerca de 45 (quarenta e cinco) centímetros de diâmetro.

Descubra Se O Cisto Dermóide Impede A Gravidez Ou Pode Virar Câncer

O que é o Cisto Dermoide no ovário?

Trata-se de um tumor, normalmente benigno, que cresce de acordo com um progresso anormal dos folículos ovarianos e fica localizado no ovário.

Quais são as causas?

Os cistos dermoides são causados ​​pelas estruturas da pele que ficam presas durante o desenvolvimento fetal.

Principais sintomas

Os cistos dermoides são na sua maioria assintomáticos e quase sempre são descobertos por exames médicos realizados por outros motivos. No caso de cistos de maiores dimensões, os sintomas são:

  • Desconforto abdominal
  • Vontade frequente de urinar
  • Dor ou desconforto ao evacuar
  • Dor ou desconforto ao urinar
  • Dor ou desconforto na relação sexual
  • Náuseas
  • Enjoo
  • Vômito
  • Dor nos seios, mais conhecido como mastalgia
  • Sensação de peso na região do abdômen.

E nos casos em que ocorre torção do ovário:

A torção do ovário acontece quando os cistos aumentam de tamanho e podem acabar movendo o ovário, aumentando a chance da torção, podendo cortar ou reduzir a fluidez do sangue para os ovários. Os principais sintomas incluem:

  • Dor pélvica aguda
  • Sinais e sintoma de choque
  • Pele fria
  • Pele úmida
  • Respiração rápida
  • Sensação de tontura
  • Sensação de fraqueza.

Locais do corpo onde podem ser encontrados

Estão normalmente localizados nas fendas embrionárias e são maioritariamente diagnosticados em mulheres em idade fértil, entre os 20 e 40 anos de idade. No entanto, o seu aparecimento não se limita apenas aos ovários. As três principais localizações em que ocorrem são:

Região periorbital: Ocorre com maior frequência em crianças mais novas e localiza-se perto da face lateral da sobrancelha.

Coluna vertebral: Crescem tendo em vista um erro que ocorre no desenvolvimento do tubo neural. Estão localizados na região lombrossacaral e vértebras torácicas e não são cistos muito comuns.

Ovários: Costumam ocorrer em mulheres no decorrer da sua vida reprodutiva, quando estão em idade fértil. Quando atingido pelo cisto, o ovário pode desenvolver uma infecção, ruptura ou torção do órgão, havendo até a possibilidade de tornar-se uma neoplasia – uma proliferação considerada anormal e descontrolada de um tecido especifico do corpo.

Quando procurar um médico?

O cisto dermoide geralmente não apresenta sintomas, mas é preciso ficar atento caso o cisto inflame, fique mais dolorido, aumente de tamanho, mude a sua coloração ou se rompa. Nesses casos é importante procurar o médico para avaliar os sintomas e confirmar o diagnóstico.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é confirmado pelo médico e muitas vezes acontece durante um exame de rotina. Alguns exames incluem:

  • BHCG: teste de gravidez
  • Ultrassonografia pélvica: procedimento de diagnóstico por imagem que possibilita a identificação de órgãos internos de maneira não invasiva, através da emissão e recepção de som (eco).
  • Laparoscopia: procedimento médico endoscópico da cavidade abdominal e do seu interior. É realizado com anestesia geral e após insuflação do abdome com um gás inerte.
  • Dosagem do CA 125: antígeno do câncer. Identifica de forma precoce os sinais da doença.
  • Radiografia: procedimento de imagem que utiliza raios X para observar tecidos do corpo.
  • Ressonância magnética: procedimento médico de imagem que produz imagens para fins de diagnóstico, realizado com um equipamento que emite ondas de rádio.
  • Tomografia computadorizada: procedimento não invasivo que une equipamentos especiais que utilizam raios X com computadores que são programados para mostrar imagens dos órgãos internos.

Como é feito o tratamento?

O tratamento do cisto dermoide é feito através de cirurgia de extração do nódulo ou de laparoscopia. O importante nestes procedimentos é não deixar vazar o conteúdo do cisto e manter a saúde do órgão afetado. Quando o cisto está localizado no crânio, medula ou ovários, o procedimento cirúrgico acaba se tornando mais complexo, devido aos riscos que pode trazer.

Continua depois da Publicidade

Quais são as possíveis complicações?

Caso o cisto seja muito grande, pode haver risco de romper e originar diversos problemas e sintomas que podem incluir: dores fortes, aderências, infecções, anemia hemolítica autoimune e ainda, provocar a modificação do cisto do seu estado benigno para o estado maligno.

O Cisto Dermóide pode virar câncer?

Infelizmente sim. Em casos raros, pode virar um câncer. 98% dos casos são benignos, sendo malignos apenas 2% dos tumores.

É possível engravidar com Cisto Dermóide no ovário?

Sim, é possível. Geralmente, quando localizado no ovário, o cisto Dermóide não prejudica a gravidez, a não ser quando ocorre um crescimento exacerbado que o faz ocupar todo o ovário.


Outras Referências
  • Pregnancy outcome of patients with dermoid and other benign ovarian
    https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19554342
  • Ovarian Cyst During Pregnancy, Dr. Mercola
    https://articles.mercola.com/ovarian-cyst/pregnancy.aspx
Autores
Drª Camille Rocha Risegato

Ginecologista e Obstetra - CRM SP-119093

Dra Camille Vitoria Rocha Risegato - CRM SP nº 119093 é formada há 14 anos pela Fundação Técnico Educacional Souza Marques, Rio de Janeiro.

> Consultar CRM (Fonte: https://portal.cfm.org.br/index.php?option=com_medicos&Itemid=59)

Dra Camille mudou-se para São Paulo onde realizou e concluiu residência médica em Ginecologia e Obstetrícia (RQE nº 25978) no Centro de Referência de Saúde da Mulher no Hospital Pérola Byington em 2007.

Em 2008 se especializou em Patologia do Trato Genital Inferior nesse mesmo serviço. Ainda fez curso de ultrassonografia em ginecologia e obstetrícia na Escola Cetrus.

Trabalha em setor público e privado, atendendo atualmente em seu consultório médico particular situado na Avenida Leoncio de Magalhães 1192, no bairro do jardim São Paulo, zona norte de São Paulo.

Também pode encontrar a Dra Camille no Linkedin, Facebook e Instagram

.
A informação foi útil? Sim / Não

Ajude-nos a melhorar a informação do Educar Saúde.

Encontrou um erro? Está faltando a informação que está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


    Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
    Última atualização da página em 23/06/21