Qual é o valor nutricional dos cogumelos?

Os cogumelos são ricos em antioxidantes, selênio, vitamina D, ao mesmo tempo que contém poucas gorduras e calorias. A sua ingestão pode beneficiar a saúde inibindo o crescimento de células cancerosas, regulando a pressão arterial e melhorando a resposta imunológica. No entanto, o consumo de variedades selvagens pode ser perigoso. Saiba mais.

Cogumelos são fungos comestíveis, esponjosos e famosos pela sua estrutura semelhante à carne. Eles estão facilmente disponíveis e são usados ​​em muitos pratos como sopas, saladas ou frituras. A sua estrutura carnuda ajuda a adicionar corpo às refeições.

Existem vários tipos de cogumelos – cogumelos-ostra, champignons e cogumelos shiitake. Eles são baixos em calorias e uma boa fonte de vitamina B. Também são excelentes para a saúde, pois têm inúmeras propriedades medicinais.

Valor nutricional

Valor Nutricional Dos Cogumelos

Além dos nutrientes acima mencionados, os cogumelos também contêm vitamina D, zinco e vitaminas do complexo B, como a vitamina B2 (riboflavina), vitamina B9 (ácido fólico), vitamina B1 (tiamina), vitamina B5 (ácido pantotênico) e vitamina B3 (niacina).

Benefícios para a saúde

Melhora a saúde do coração

Os cogumelos mantêm o colesterol sob controle, melhorando a saúde cardiovascular. Eles contêm fibra dietética solúvel conhecida como beta-glucana, que tem sido associada à redução do colesterol LDL (ruim) e ao aumento do colesterol HDL (bom), ajudando também a regular o açúcar no sangue.

Níveis elevados de colesterol ruim levam à aterosclerose, o que significa um aumento no acúmulo de placas nas artérias podem levar a ataques cardíacos e derrames cerebrais. Além disso, a presença de potássio e vitamina C nos cogumelos contribui para a saúde cardiovascular, diminuindo assim o risco de hipertensão arterial e doenças cardiovasculares.

Conheça o Cogumelo Coriolus Versicolor (Turkey Tail): Benefícios e Usos

Melhora a saúde óssea

O cogumelos contêm boas quantidades de cálcio, vitamina D, cobre e fósforo, essenciais para manter os ossos fortes.

Cada mineral desempenha um papel vital na saúde do nosso esqueleto, aumenta a densidade óssea, impedindo que os ossos se tornem frágeis.

Quando cultivados ao ar livre, os cogumelos oferecem uma maior concentração de vitamina D.

Eles fornecem ao corpo boas quantidades de vitamina A, cálcio, cobre e fósforo.

Consumi-los regularmente pode reduzir o risco de osteoporose, dor nas articulações e outros distúrbios relacionados à degeneração óssea.

Fortalece o sistema imunológico

A ergothioneine (ergotioneína), um poderoso antioxidante presente nos cogumelos, é eficaz na erradicação dos radicais livres, fortalecendo assim o sistema imunológico.

O cogumelo contém selênio que combate a infecção estimulando a produção de células T assassinas, e o beta-glucano encontrado nas paredes celulares destes fungos comestíveis combate as células cancerosas e previne a formação de tumores.

Eles contêm alguns compostos antibacterianos e antifúngicos que protegem as células humanas de bactérias e fungos nocivos.

Previne a diabetes

Segundo os pesquisadores da Universidade Estadual da Pensilvânia, o consumo de cogumelos pode afetar a glicose e ajudar a regular os níveis de açúcar no sangue. Eles são uma boa fonte de beta-glucano, uma fibra solúvel que ajuda a manter os níveis de açúcar no sangue, reduzindo assim o risco de diabetes tipo 1 e diabetes tipo 2, tornando-se um superalimento para os diabéticos.

Ajuda na perda de peso

Outro benefício dos cogumelos é eles ajudarem na perda de peso, uma vez que são pobres em calorias e um alimento rico em nutrientes. A fibra dietética encontrada nas paredes celulares dos cogumelos ajuda a melhorar a digestão e acelera o metabolismo. Isso mantém o usuário saciado por mais tempo.

Eles são o alimento ideal para perder massa gorda, pois são pobres em gordura e carboidratos, tornando-o um excelente alimento para emagrecer com saúde.

Previne a anemia

Os cogumelos brancos contêm cobre que pode regular e estimular a absorção de ferro dos alimentos que ingerimos. Eles também são ricos em ferro. Ambos, o cobre e o ferro, trabalham na produção de glóbulos vermelhos e previnem a anemia.

A deficiência de ferro causa anemia, que é caracterizada por fadiga extrema, dor de cabeça, entre outros sintomas.

Reduz a pressão arterial

Os cogumelos são uma fonte rica de potássio, que atua como vasodilatador. Ele relaxa a tensão nos vasos sanguíneos e, portanto, reduz a reduzir a pressão sanguínea.

O consumo excessivo de sódio reduz a capacidade dos rins em remover a água. Ao aumentar o consumo de cogumelos, os níveis de potássio aumentam e ajudam a restaurar o delicado equilíbrio quando se trata do funcionamento do coração, dos músculos, dos nervos e dos rins.

Previne o câncer

O cogumelos contêm antioxidantes benéficos que ajudam a combater os radicais livres. Eles contêm um antioxidante benéfico chamado ergosterol, conhecido por desempenhar um papel importante no combate a doenças crônicas, como o câncer e algumas doenças cardíacas.

O selênio encontrado nestes fungos comestíveis desempenha igualmente um papel importante no funcionamento das enzimas hepáticas e ajuda a desintoxicar os compostos causadores de câncer no corpo.

Mais energia e melhor função cerebral

Ao adicionar mais cogumelos à sua dieta vai obter mais vitaminas do complexo B, particularmente B5 e B2. Esses dois nutrientes ajudam a ativar as enzimas que as células precisam converter em energia. A vitamina B2 suporta a função hepática e B5 ajuda na produção de “hormônios do bem-estar”.

As vitaminas do complexo B apoiam a função dos neurotransmissores e eliminam a névoa cerebral, melhorando assim a função cerebral.

Melhora a pele

A sua ingestão pode ajudar a tratar a acne, o eczema e outros problemas de pele. A presença de vitamina D, antioxidantes e selênio, juntos ajudam a proteger a pele das rugas e prevenir o envelhecimento causado ​​pelos radicais livres.

Portanto, os cogumelos têm propriedades que melhoram a pele e podem ajudar a prevenir manchas da idade, tons de pele irregulares e descoloração.

Reduz a inflamação

De acordo com um estudo, os cogumelos são ricos em compostos antiinflamatórios como compostos fenólicos e indólicos, ácidos graxos, polissacarídeos, carotenóides, micosteróides, vitaminas e biometálicos que reduzem a inflamação.

Eles produzem uma grande diversidade de compostos bioativos, como polissacarídeos, proteoglicanos, terpenóides, compostos fenólicos, esteróides e lectinas, que têm alguns efeitos terapêuticos e podem atuar como anti-inflamatórios, anticarcinogênicos, antivirais, antioxidantes e anti-inflamatórios.

Ao consumi-los na sua forma crua ou levemente cozidos, permite-lhe colher a maioris dos seus benefícios.

Os Cogumelos Oferecem Benefício Incríveis Para A Saúde

Dicas de compra

A coisa mais importante a saber ao comprar cogumelos é verificar se eles são frescos, firmes, secos e não contém ferimentos. Evite os que estão murchos e viscosos. Tente optar pelos cogumelos cultivados organicamente, pois são mais porosos e absorvem melhor as substâncias do solo em que crescem.

Como cozinhar

Uma das melhores formas de cozinhá-los é no micro-ondas. Quando são expostos a curtos períodos de cozimento, eles retêm a maior parte dos seus nutrientes. Então, opte sempre pelo microondas ou pelo grelhador.

Como armazenar

Lembre-se que eles se deterioram rapidamente. Quanto mais rápido usá-los, melhor. Se os comprar pré-embalados, guarde-os com a embalagem original na geladeira. Se comprá-los a granel, armazene-os em sacos de papel com furos.

Riscos para a saúde

Os cogumelos selvagens (não cultivados) possuem um sério risco para aquelas pessoas que não conseguem distinguir o que é e o que não é seguro para comer. O consumo de cogumelos silvestres pode ser tóxico uma vez que eles contêm metais pesados ​​e substâncias químicas que podem levar à morte e a doenças graves.

Opte pelos cogumelos que são cultivados em condições favoráveis. Também é aconselhável não consumir cogumelos crus, pois são difíceis de digerir desta forma, devido á dureza das suas paredes celulares. Além disso, os cogumelos crus também contêm uma toxina chamada agaritina, que é destruída durante o cozimento.

Conheça os 9 Benefícios do Cogumelo Juba de Leão

Ver referências +

Tian, Y., Nichols, R. G., Roy, P., Gui, W., Smith, P. B., Zhang, J., … Cantorna, M. T. (2018). Prebiotic effects of white button mushroom (Agaricus bisporus) feeding on succinate and intestinal gluconeogenesis in C57BL/6 mice. Journal of Functional Foods, 45, 223–232
https://pennstate.pure.elsevier.com/

Muszyńska, B., Grzywacz-Kisielewska, A., Kała, K., & Gdula-Argasińska, J. (2018). Anti-inflammatory properties of edible mushrooms: A review. Food Chemistry, 243, 373–381.
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29146352

Elsayed, E. A., El Enshasy, H., Wadaan, M. A. M., & Aziz, R. (2014). Mushrooms: A Potential Natural Source of Anti-Inflammatory Compounds for Medical Applications. Mediators of Inflammation, 2014, 1–15.
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25505823

Sai Latha, S., Naveen, S., Pradeep, C. K., Sivaraj, C., Dinesh, M. G., & Anilakumar, K. R. (2018). Toxicity Assessment of Wild Mushrooms from the Western Ghats, India: An in Vitro and Sub-Acute in Vivo Study. Frontiers in Pharmacology, 9.
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29487528

Jo Feeney, M., Miller, A. M., & Roupas, P. (2014). Mushrooms—Biologically Distinct and Nutritionally Unique. Nutrition Today, 49(6), 301–307.
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4244211/