Colangite Esclerosante

COLANGITE ESCLEROSANTE – SINTOMAS, CAUSAS E CARACTERISTICAS DO DIAGNOSTICO
Os principais sintomas da Colangite Esclerosante são, Icterícia progressivamente obstrutiva, prurido, mal-estar, anorexia e indigestão, e é mais comum em homens jovens de 20 a 40 anos de idade.
Dois terços dos casos estão associados a colite ulcerativa.
Anticorpos anticitoplasma neutrofilico positivos em 70%; é comum a elevação da bilirrubina total e da fosfatase alcalina.
A colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (CPRE) revela espessamento ou estenose do sistema de ductos biliares.
Ausência de cálculos biliares prévios, cirurgia biliar, anormalidades congênitas, cirrose biliar e colangiocarcinoma essencial para definir o diagnóstico.

DIAGNOSTICO DIFERENCIAL
. Coledocolitíase
. Colestase medicamentosa
. Carcinoma do pâncreas ou da árvore biliar
. Hepatite por qualquer causa
. Infecção por Clonorchis sinensis
. Colangiopatia da AIDS

COLANGITE ESCLEROSANTE TRATAMENTO
Até o presente, nenhuma terapia clínica específica demonstrou ter grande impacto na prevenção das complicações (colangite, obstrução, colangiocarcinoma e insuficiência hepática) ou na sobrevida.
O ácido ursodesoxicólico pode melhorar as provas de função hepática, mas não altera a história natural.
Suplementos de vitaminas lipossoluveis e calcio.
Stenting ou dilatação com balão das estenoses localizadas por CPRE.
Transplante de figado para a doença descompensada.

Dica
A maioria dos casos de colangite esclerosante é encontrada na colite ulcerativa, mas a maioria dos casos de colite ulcerativa não é complicada por colangite esclerosante.

Referência
Mendes FD, Lindor KD: Primary sclerosing cholangitis. Clin Liver Dis