Como Fazer Pomada Medicinal 100% Natural

Revisado por Drª Raquel Pires (Nutricionista - CRN-6 nº 23653) a 19 novembro 2018

Se tem filhos, sabe como é normal ter que recorrer várias vezes ao que tem na farmácia familiar. De vez em quando, lá aparece um joelho esmurrado, um cotovelo ferido ou uma nódoa negra, lá por casa. Por isso, há que precaver estas situações e tratar prontamente das feridas, evitando infecções e possíveis idas às urgências.

Como Fazer uma Pomada Medicinal 100% Natural

Não precisa ter um arsenal de medicação em casa para poder tratar desse tipo de situações. Uma boa pomada ou um creme de uso tópico, feitos de forma caseira, podem ser suficientes para curar, em poucos dias, feridas e golpes superficiais.

As pomadas são preparações farmacêuticas, que tanto podem ser epidérmicas (agem superficialmente na pele), endodérmicas (mais profundas) e hipodérmicas (é o caso das pomadas para dores musculares). Apesar de poderem ser compradas em farmácias e parafarmácias, pode sempre optar por uma opção mais caseira e natural.

Faça a sua própria pomada, com parafina líquida e uma planta medicinal à sua escolha. Comece por colocar umas folhas secas dessa planta medicinal, amassadas, numa panela. Adicione óleo mineral e coloque no lume, mexendo bem, até as folhas ficarem secas.

Depois é só deixar esfriar um pouco, coar o óleo e retirar as folhas do líquido. Junte esse óleo à parafina medicinal, num frasco e guarde sempre no frigorífico, entre as utilizações.

Antes de colocar a pomada, seja numa ferida, num golpe ou numa zona durida, lave sempre a zona afectada, com água e sabão. Se a zona a tratar é uma ferida, então há que desinfectar! Lave a ferida com água oxigenada e só depois coloque a pomada medicinal.

Massage bem na zona afectada, até a pomada desaparecer. Se quiser provocar um efeito térmico mais eficiente, coloque uma compressa ou banda por cima da zona onde colocou a pomada. Não só vai ajudar a cicatrizar, como vai ajudar a aliviar a dor.

Existem inumeras ervas medicinais usadas para este fim, como por exemplo, a babosa (Aloé Vera), arnica, confrei, mama-cadela, repolho, jaca, sucupira, canfora, alho, alecrim, aroeira, barbatimão, erva baleeira, calêndula, cenoura, noni, bem como outras sugestões naturais como é o caso do enxofre, kefir e o própolis (Leia: Extrato de Própolis).