Como os seios Mudam Durante a Gravidez

Revisado por Equipe Editorial a 15 janeiro 2018

A fase da gravidez proporciona algumas mudanças no corpo da mulher, uma delas é o aumento do volume e sensibilidade dos seios, deixando-os doloridos.

Nesta matéria vamos descrever o que acontece com o peito na gravidez.

como os seios mudam durante a gravidez

Geralmente, os primeiros sinais de que a mulher está grávida surgem até mesmo antes da confirmação do exame.

Esses sintomas são caracterizados pela elevação do nível de sensibilidade das mamas, deixando-as vulneráveis às dores, que passam a ser constantes.

Depois, quando a gestante já está entre a sexta e oitava semanas da gravidez, a mudança é notada com relação ao tamanho dos seios.

Durante toda essa fase, o volume das mamas só tende a se ampliar. Isso se deve ao ganho extra de gordura, que começa a se dispor em várias camadas no interior dos seios.

Evidentemente, as mulheres se sentem profundamente incomodadas com todas essas alterações em sua compleição. Todavia, também está claro que todas as ocorrências do corpo guardam um propósito.

Neste caso, os seios são transformados porque mais tarde deverão suprir as necessidades do bebê no decurso de toda a etapa de amamentação.

Além disso, faz-se necessário esclarecer que todas as gestantes possuem um ritmo próprio de desenvolvimento dos seios.

Logo, nenhuma delas deve ficar sobressaltada apenas pelo fato de os seios não crescerem conforme elas esperam que aconteça.

Afinal, segundo os obstetras, as dimensões das mamas não implicam, exatamente, no sucesso ou insucesso durante a fase de lactação.

Em contrapartida, isso não isenta a futura mãe de realizar um pré-natal adequado, por meio do qual será possível esclarecer uma série de dúvidas sobre a gestação.

Demais alterações nos seios durante o período de gestação

A expansão mamária citada há pouco provoca mudanças automáticas no vestuário, uma vez que o número do sutiã tende a subir.

Como os seios costumam ficar maiores na primeira gravidez, nesta época o tamanho da peça pode sofrer modificações ainda mais drásticas.

Igualmente normal é o surgimento das desagradáveis estrias na região dos seios, acompanhado por uma insistente coceira, que por sua vez é ocasionada pela distensão da pele.

Enquanto isso, os mamilos ficam propensos a ficarem mais avantajados, e as veias que passam pela mesma área se tornam mais evidentes.

Mais ao centro dos seios, nas aréolas, perímetro que circunda os mamilos, começam a surgir diminutas bolinhas.

Na verdade, trata-se de glândulas que têm a função de produzir gordura e que sempre existiram. Porém, quando as mulheres iniciam a gestação, é natural que essas glândulas se tornem mais salientes.

Sob a base das mamas e na região de encontro entre elas, essencialmente em dias mais quentes, também é comum que a gestante passe a sentir uma certa irritação.

E ao alcançar os 90 dias de gestação, as mamas já possuem colostro, o uma espécie de pré-leite, já que é o primeiro alimento do recém-nascido.

O problema ocorre nos últimos meses de gravidez, quando o colostro pode transbordar dos seios.

Embora não seja comum entre todas as mulheres, esta é uma possibilidade.

Ocasionalmente, o prazo para o transbordamento é antecipado.

Conheça Os efeitos da cafeína durante a gravidez

Como escolher o sutiã certo durante o período de gestação

Como mencionado anteriormente, a fase de gestação de um bebê é uma experiência extremamente dolorosa para a mulher devido ao elevado grau de sensibilidade dos seios.

Logo, vale máxima atenção na hora de escolher o modelo certo de sutiã, sempre prezando pelo maior conforto possível.

Pensando nisso, o ideal é que, logo no início da gravidez, os sutiãs tenham fechos ajustáveis.

Desse modo, será muito mais fácil regular a peça ao colocá-la.

Essa orientação também deve ser seguida por quem pretende adquirir sutiãs específicos para amamentação.

Talvez seja desnecessário lembrar, mas é altamente desaconselhável a compra de modelos de sutiãs com arames, geralmente chamados de “meia-taça”.

Como esses arquétipos exercem forte pressão sobre os seios, as chances de desconforto e aumento das dores são significativas.

Outro detalhe muito importante que deve ser observado pelas gestantes é a resistência proporcionada pelas alças.

Quanto maior for o peso que elas possam suspender, mais aconchegante será o uso do sutiã.

Uma dica que talvez produza um bom efeito é a preferência para os tops de ginástica, geralmente direcionados para a prática de atividades físicas.

Além de super confortáveis, esses modelos proporcionam uma ótima sustentação para as mamas.

O hábito de dormir com sutiãs para minimizar os movimentos dos volumosos seios não é reprovado.

Entretanto, os médicos recomendam adotar um modelo que não ofereça qualquer nuance de incômodo.

» Saiba se É Seguro Ter Sexo Durante a Gravidez

Utilização de cremes

As mulheres grávidas precisam tomar diversos cuidados nessa fase de suas vidas.

Antigos hábitos, como o de espalhar cremes pelo corpo, precisam ser revistos em conjunto com um médico.

Visando não usar um creme sobre os seios que seja rico em alguma substância possivelmente nociva ao bebê, convém verificar previamente as propriedades do produto no consultório médico.

O profissional também poderá indicar um substituto para o creme usual, caso seja necessário.

Normalmente, o óleo de amêndoas costuma ser liberado.

No entanto, caso ele produza alguma alergia ou coceira, a utilização deve ser imediatamente interrompida e a paciente deve marcar uma consulta com seu médico.

A natureza se encarrega de deixar os seios totalmente prontos para amamentar o bebê.

Mesmo assim, é possível propiciar maior resistência às mamas.

Para isso, basta expô-las aos raios solares emitidos no intervalo entre 11 e 16 horas – lembrando-se sempre de utilizar filtro solar com o fator adequado para cada tipo de pele.

Saiba se O Chá Verde é Seguro Durante a Gravidez