Como prevenir a osteoporose

A osteoporose é uma doença em que a diminuição da densidade do osso aliada à desestruturação da sua arquitectura leva a um estado de fragilidade do qual, de pequenos traumatismos, podem resultar fracturas.

É considerado um grave problema de saúde pública, que se agrava com a idade sendo a fractura do (colo) fémur a consequência mais dramática da doença.

Os ossos constituem o esqueleto que suporta o corpo, protege os órgãos e armazena minerais tais como o cálcio e o fósforo.

Estes minerais desempenham funções essenciais (coagulação do sangue, transmissão de impulsos nervosos, controlo de fluidos).

Assim, deve haver ingestão diária de cálcio para que os ossos mantenham as suas capacidades.

Os ossos atingem o seu maior comprimento entre os 16 e os 20 anos e a sua densidade máxima entre os 20 e os 30 anos de idade.

Conheça as 12 Principais Causas de Osteoporose e Perda Óssea

Depois dos 30 anos os ossos tornam-se progressiva e lentamente mais leves e frágeis. É pois muito importante atingir uma constituição forte antes dos 30 anos e minimizar a perda óssea a partir desta idade.

Na mulher, na pré menopausa, esta situação agrava-se pois com a baixa dos estrogénios circulantes, há uma perda rápida de osso. São vários os factores que predispõem à osteoporose.

Entre os factores genéticos, são referidos como mais propensos para esta doença o ser-se de raça branca ou asiática, antecedentes familiares de Osteoporose, a baixa estatura e uma massa muscular pouco desenvolvida.

Quanto a estilos de vida, favorecem o aparecimento da doença, a baixa ingestão de cálcio, o sedentarismo, a pouca exposição solar, o tabaco, o álcool e o café.

Como evitar, prevenir ou, pelo menos, lentificar o aparecimento de Osteoporose:

– Assegurar uma ingestão de alimentos ricos em cálcio e vitamina D.

Uma boa fonte de cálcio são os lacticínios e os vegetais verdes (couves, brócolos), os sumos de laranja, o leite de soja e os cereais.

A vitamina D encontra-se nos produtos lácteos, no peixe gordo e nos cereais. A exposição solar (moderada) faz acumular a vitamina D na pele;

– A actividade física regular é outro factor importante para a saúde dos ossos;

– Moderar a ingestão de álcool, pois este enfraquece os ossos, podendo o seu consumo excessivo causar desequilíbrio, perturbação da marcha e aumenta a probabilidade de quedas e consequente fracturas ósseas.

O consumo moderado tem efeito positivo na densidade óssea das mulheres no período pós-menopausa;

– Evitar o tabaco. Os fumadores tê, menor densidade óssea e necessitam de ter cuidados especiais com a alimentação e o exercício físico.