Contra indicações da crioterapia

A crioterapia é uma técnica na qual se utiliza o frio para alcançar alguns objetivos terapêuticos e estéticos. Através do resfriamento de uma dada área, consegue-se combater e reduzir um processo inflamatório, ao mesmo tempo que é estimulado o aumento do metabolismo e a vasodilatação.

crioterapia

Ao baixar a temperatura da pele e dos tecidos, o organismo irá tentar aumentar de novo a temperatura, utilizando para isso as gorduras armazenadas para produzir energia e calor.

A crioterapia é assim um recurso fisioterapêutico e estético de grande utilidade. No entanto, caso seja mal aplicado, ou usado de forma inadequada, pode agravar problemas já existentes, como por exemplo a má circulação ou doenças da pele. Confira de seguida as várias contra indicações da crioterapia.

Contra indicações da crioterapia

Não deve realizar crioterapia se tiver um dos seguintes problemas de saúde:

– alergia ao frio;

– doença cardíaca;

– doença no sistema imunológico;

– ferida aberta na pele;

– hipotireoidismo;

– infeções;

– má circulação sanguínea;

– psoríase;

– câncer;

– a crioterapia também não deve ser usada em indivíduos que se encontrem em pós-cirúrgico imediato.

Outro ponto importante está relacionado com o facto de a crioterapia ser uma técnica que devido ao seu funcionamento e à sua ação, ajuda a queimar gordura localizada, sendo por isso muito utilizada no mundo da estética. No entanto, não é indicada para pessoas obesas, já que não é um método de perda de peso.