Corpo de atleta

Corpo de atleta

Conheça as particularidades antropomórficas do praticante de cada um de cinco desportos.

Em alguns desportos o corpo pode ser um verdadeiro obstáculo. Veja-se o caso de basquetebolistas pequenos ou de grandes e pesados ciclistas. Claro que para tudo isto existem excepções, mas, regra geral, é a própria constituição do corpo que leva à escolha de determinado desporto. E é essa constituição mais adequada que, por vezes, faz a diferença entre atletas «normais» e atletas de elite. Veja agora, em cinco desportos, que particularidades físicas podem ajudar a um melhor desempenho:

Ténis

Músculos alongados, evitando assim as distensões musculares que seriam tão frequentes neste desporto.
Estrutura física potente, com particular atenção para com as articulações, uma vez estão sujeitas a grande esforço. Não é uma característica física, mas é bastante importante: uma vez que este é um desporto solitário e que pode ser bastante longo e esgotante, o praticante deve ter um manifesto equilíbrio psíquico e emocional.

Natação

Membros longos, sobretudo os braços.
Pés e mão grandes.
Grande altura.
Potência explosiva, resistência e força.

Halterofilismo

Estrutura muscular larga e desenvolvida acima do normal.
Potência muscular explosiva.
Troncos, pernas e braços proporcionados, tendo em conta o desporto, que assenta na força.

Basquetebol

Grande altura ou, no caso dos jovens desportistas, estrutura óssea que «prometa» aumentos de altura no futuro.
Estrutura muscular ágil.

Ginástica

Nas raparigas é adequada a pequena altura, enquanto que nos homens é dada primazia à bem desenvolvida musculatura.
Extremidades superiores e inferiores mais curtas, mas mantendo, no entanto, a proporção para o tronco.
Flexibilidade.
Estrutura óssea robusta.