-->Cuidados a ter com as Unhas do Bebê - Educar Saúde

Cuidados a ter com as Unhas do Bebê

Publicado em 24/07/2014. Revisado por Drª Gizele Cunha (Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541) a 16 dezembro 2018

Logo desde as primeiras fases do crescimento do bebê, é importante que se tenham cuidados com o tratamento das suas unhas.

cuidados a ter com as unhas do bebê

Estes cuidados são necessários devido a diversos factores, entre os quais uma questão de higiene, e por outro lado evitar que o bebé se possa arranhar, principalmente em zonas cujos arranhões podem ser perigosos (olhos, e no rosto em geral).

Logo após o nascimento deverá ver o estado das unhas do bebé. Se elas estiverem grandes, deve cortá-las.

Para além disso, sempre que estas estiverem suficientemente grandes e puderem causar perigo, deve igualmente cortá-las.

Nesta fase da vida do bebé, e de forma diferente ao que geralmente os adultos fazem, as unhas devem ser cortadas com maior frequência. Nomeadamente, cerca de 1 vez por semana ou semana e meia.

Como cortar as Unhas do Bebê

Relativamente ao processo de corte de unhas em si, no caso dos bebês este corte deverá ser feito com uma tesoura (de pontas redondas, para evitar magoar o bebé).

Deverá segurar a ponta do dedo do bebé, o que irá ajudar a que a unha fique mais saliente e o corte seja mais fácil, e por outro lado para evitar que os movimentos do bebé possam fazer com que lhe cause ferimentos no corte.

Evite cortar as unhas demasiado curtas, pois isso poderá fazer com que os dedos do bebé percam alguma protecção, e consequentemente possam surgir infecções ou inflamações.

Para além do corte em si, deverá de seguida limar as unhas ao bebé. Este passo é importante para evitar que zonas mais salientes da unha possam causar arranhões.

É fundamental que a lima e a tesoura sejam usadas unicamente para o bebé e não mais para qualquer outra pessoa, para evitar a proliferação de micróbios ou sujidade, que pode causar facilmente infecções.

Por vezes os bebés podem mostrar-se desagradados com o processo de corte, por terem medo. Tente distrair o bebé com outras coisas enquanto lhe corta as unhas, ou aproveite as alturas em que ele está a dormir.

Assim como acontece nos adultos, poderá acontecer os bebés terem unhas encravadas. Podemos notar que a unha está encravada quando esta se encontra inflamada e vermelha. Por outro lado, o próprio bebé irá manifestar dor (através do choro, por exemplo).

Caso isto aconteça, poderá, por exemplo, humedecer os dedos do bebé com água e sabão. Este procedimento deverá ser feito duas vezes por dia. Para além disso, poderá utilizar alguns cremes cicatrizantes ou com propriedades anti-inflamatórias, mas este último apenas com indicação médica adequada.

Nestes casos, deverá estar especialmente atento. Se houver pus na zona da unha, se a vermelhidão se alastrar, ou se o bebé tiver febre, poderemos estar perante um caso de infecção. Neste caso, devemos consultar desde logo um pediatra que nos poderá indicar o tratamento adequado.

Durante o corte das unhas, este deve ser feito num movimento recto, sem arredondar demasiado os cantos.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Drª Gizele Cunha (Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541)

Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541

A Dra Gizele Ferreira Cunha é Graduada em Medicina pela Universidade de Ribeirão Preto - SP - 2004. Além disso possui:

- Especialização em Alergia e Imunologia Infantil pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCRP - FMRP - USP) – 2009.

- Especialização em Pneumologia Infantil pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCRP - FMRP - USP) – 2007.

- Especialização em Pediatria pela Universidade de Ribeirão Preto - 2006 .

Endereço: Avenida Senador César Vergueiro, 571 - Ribeirão Preto - SP - Email: cviver@bol.com.br - Telefone: (16) 33291337

Também pode encontrar a Drª Gizele no Linkedin e Facebook