-->Cuidados na Amamentação - Educar Saúde

Cuidados na Amamentação

Publicado em 28/08/2014. Revisado por Drª Gizele Cunha (Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541) a 16 dezembro 2018

Os cuidados na amamentação são importantes para que o processo possa ser eficaz e sem problemas, tanto para a mãe como para o bebê.

Nomeadamente, a mãe deverá optar alguns hábitos saudáveis de vida, entre os quais se encontram os seguintes:

  • Cessar o consumo de tabaco, caso fume;
  • Evitar de todo o consumo de bebidas alcoólicas, já que o consumo destas irá repercutir-se no bebê, provocando-lhe problemas ao nível renal logo mesmo antes do nascimento;
  • Fazer uma alimentação adequada, evitando alimentos que sejam demasiado condimentados, sob pena de haverem alterações ao nível do sabor do leite;
  • Realizar exercícios físicos regulares, mas com carga moderada;
  • Evitar a toma de medicamentos e remédios em geral;
  • Utilizar roupas confortáveis no geral;
  • Utilizar sutiãs que não apertem demasiado os seios, o que poderá prejudicar o processo de amamentação.

A amamentação nos bebês deverá ser a sua única fonte de alimentação durante os seus seis primeiros meses de vida. Isso faz com que este período seja um período especialmente sensível e onde os cuidados referidos são importantes.

Contudo, é importante referir que os cuidados aqui mencionados deverão ser seguidos durante todo o período de amamentação, que geralmente poderá ir até dois anos.

A ingestão de uma quantidade de líquidos significativa (água) é também muito importante para que o leite materno seja saudável.

Adicionalmente, não deverá seguir nenhuma dieta alimentar nesta altura para a perda ou ganho de peso, procurando sim seguir uma alimentação equilibrada e com todos os nutrientes que o bebé possa vir a necessitar.

Relativamente à medicação, durante a amamentação as mães só podem tomar medicação se esta for prescrita por um médico que tenha conhecimento da situação.

Nomeadamente, o médico deverá ser informado que se encontra a amamentar, para que ele lhe possa indicar medicamentos adequados ou mesmo aconselhar que pare de os tomar.

Em casos em que a medicação seja mesmo necessária, poderá recorrer-se a leites artificiais ou a bancos de leite humano, que são cada vez mais utilizados.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Drª Gizele Cunha (Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541)

Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541

A Dra Gizele Ferreira Cunha é Graduada em Medicina pela Universidade de Ribeirão Preto - SP - 2004. Além disso possui:

- Especialização em Alergia e Imunologia Infantil pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCRP - FMRP - USP) – 2009.

- Especialização em Pneumologia Infantil pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCRP - FMRP - USP) – 2007.

- Especialização em Pediatria pela Universidade de Ribeirão Preto - 2006 .

Endereço: Avenida Senador César Vergueiro, 571 - Ribeirão Preto - SP - Email: cviver@bol.com.br - Telefone: (16) 33291337

Também pode encontrar a Drª Gizele no Linkedin e Facebook