-->Curso linguagem gestual Portuguesa

Aprender Linguagem Gestual

Publicado em 02/06/2010. Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

A Linguagem Gestual Portuguesa (L.G.P.) é a língua falada pelos surdos portugueses. É uma língua extremamente rica e expressa-se através da configuração das mãos e das expressão facial e corporal. Todos nós já nos deparámos com um surdo ao nosso lado, mas nem sempre este tem resposta da nossa parte. Por isso aqui estamos nós, após um curso de Linguagem Gestual Portuguesa (L.G.P.) de 8 meses de duração, para tentar sensibilizar todos os ouvintes para a aprendizagem desta língua promovendo uma melhor aceitação dos surdos na sociedade em que vivemos.

Muitas são as questões que se colocam a propósito da Língua Gestual e pensamos que neste momento já somos capazes de responder a algumas e de partilhar com o leitor. Uma das questões que achamos comum em todos os ouvintes é se a Língua Gestual é universal. A resposta é não. Cada país, muitas vezes cada região tem uma Língua Gestual própria, que é o espelho da sua cultura. A L.G.P., como todas as línguas, tem uma gramática própria e um dicionário próprio designado por Gestuário, em que os significados aparecem sob a forma de gestos.

Neste âmbito, designa-se por Língua Gestual e não linguagem gestual, pois uma linguagem não tem regras fixas nem dicionário. Os surdos comunicam, utilizando os gestos para se exprimirem. Como tal, é erróneo referirmo-nos a eles como “surdos-mudos”. Foi surpreendente para nós verificar a quantidade de gestos que existem, nos mais diversos temas leccionados.

Nesse grupo de formação onde estivemos inseridas existiam também surdos que estavam a aprender a sua língua como nós aprendemos, enquanto crianças, a língua portuguesa. O contacto com esses surdos foi muito gratificante para nós. Mais gratificante ainda foi, após algumas aulas, conseguirmos comunicar com eles, com os novos gestos até então adquiridos.

É difícil aprender Língua Gestual? Acreditamos que será uma outra questão muitas vezes colocada pela maior parte dos ouvintes. Sim e não, é a nossa resposta. A verdade é que nós ouvintes não estamos habituados a utilizar a expressão facial e o corpo para exprimir o que pensamos, além disso é uma dificuldade acrescida pôr em prática o método gestualista, método este que acompanha o ensino da linguagem oral com um sistema estruturado de gestos. Por outro lado, o desafio e a vontade de aprender uma língua nova torna tudo bem mais fácil.

Voltamos a frisar que despertar os ouvintes para esta realidade é o nosso objectivo. Para o ano iremos continuar este caminho, o 2o nível de formação em Língua Gestual Portuguesa. Está em todo o lado e ao alcance de todos este tipo de formação, não deixem escapar a oportunidade de vivênciar uma experiência enriquecedora.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Equipe Editorial

A essência da medicina não se restringe apenas ao diagnóstico e prescrição. A verdadeira missão está em informar, acolher, participar, apoiar e confortar as pessoas em suas dores e sofrimentos. Em ser uma referência técnica e humana em momentos de intensa insegurança e medo.

Todos os artigos desenvolvidos pela nossa equipe editorial são revisados por médicos da sua especialidade, esforçando-nos sempre para ser objetivos e apresentar os dois lados do argumento. Pode consultar a nossa equipe de especialistas Aqui

A nossa equipe concentra-se assim em garantir que o conteúdo, os produtos e os serviços fornecidos pela plataforma mantenham os mais elevados padrões de integridade médica, ajudando a garantir que todas as informações que o usuário recebe, sejam precisas, e baseadas em evidências, atuais e confiáveis.

Para além disso, todo o conteúdo é revisado e atualizado continuamente para garantir a sua precisão.

O processo de atualizações é simples.

Sabemos que os padrões de tratamento para algumas condições, como o câncer e a diabetes (por exemplo) mudam e estão em constante evolução, de modo que, existem conteúdos que devem ser revisados com maior frequência, de forma a garantirmos que a informação existente e recém-publicada reflita sempre as informações mais precisas e atuais. Saiba mais sobre nós Aqui

Se encontrou alguma imprecisão ou erro nos nossos conteúdos, informe-nos através da nossa página de Contato.