Desenvolvimento do Bebê – 16 Semanas de Gestação

Revisado por Equipe Editorial a 24 outubro 2018

Quando o feto atinge as 16 semanas de gestação, ou seja, aproximadamente 4 meses, pode já ser possível conhecer-se o sexo do bebê.

Além disso, é por esta altura que o rosto começa a ficar mais definido, com boca e lábios bem formados, e o aparecimento das sobrancelhas.

Conheça aqui mais detalhes do desenvolvimento do feto às 16 semanas de gestação, e confira ainda as alterações sofridas pela gestante nesta fase.

Desenvolvimento do feto com 16 semanas de gravidez

Quando o bebê atinge as 16 semanas de gestação, tem aproximadamente o tamanho de uma pera. Assim, o feto tem cerca de 10 cm de comprimento e 70 g de peso.

Os órgãos do corpo já estão definidos, mas o seu desenvolvimento ainda irá continuar durante bastante semanas até estarem totalmente formados. Alguns sistemas de órgãos num estado de desenvolvimento mais avançado, como o sistema urinário e o sistema circulatório, já estão a funcionar.

Também os ouvidos internos estão já formados, e o bebê começa agora a ouvir sons. Quanto aos olhos, apesar de as pálpebras estarem ainda fechadas, os olhos do bebê reagem a luzes mais intensas. A pele do bebê por esta altura já é rosada e transparente, tendo os seus músculos ativos e um batimento cardíaco forte.

Às 16 semanas de gestação, a glândula tireoide do bebê já está formada, começando por isso a produzir hormonas. O bebê é agora mais ativo, sendo normal muitos bebês brincarem com o seu cordão umbilical.

É importante referir que todos estes momentos de desenvolvimento podem ocorrer não precisamente nesta altura, sendo apenas uma indicação do habitual desenvolvimento fetal. Consulte frequentemente o seu obstetra para que a sua gestação tenha acompanhamento médico regular.

Alterações na gestante às 16 semanas de gravidez

Nesta fase da gravidez, as alterações já não são muitas. A barriga continua a aumentar o seu tamanho, tal como os seios. Contudo, estes estão agora menos sensíveis e doloridos.

Com o rápido crescimento do bebê, aumenta também o apetite da grávida. É importante a gestante continuar a reforçar a sua alimentação, tendo no entanto o cuidado de saber definir bem a sua dieta.

O aumento de peso é normal, mas não deve tornar-se excessivo, sob o risco de prejudicar tanto bebê como a mãe. Dessa forma, prefira uma alimentação saudável e equilibrada, de modo a oferecer ao seu organismo e ao organismo do seu bebê todos os nutrientes de que ele necessita, evitando alimentos ricos em açúcares e gorduras, e claro, as bebidas alcoólicas.