-->Desenvolvimento do Bebê - 35 Semanas de Gestação - Educar Saúde

Desenvolvimento do Bebê – 35 Semanas de Gestação

Publicado em 30/08/2014. Revisado por Drª Camille Rocha Risegato (Ginecologista e Obstetra - CRM SP-119093) a 16 dezembro 2018

Quando a gravidez atinge as 35 semanas, o desenvolvimento do bebê já está bastante avançado. Nesta fase, o bebê já se apresenta com um visual similar ao que irá apresentar o momento do nascimento.

Daqui para a frente, as principais alterações serão o aumento de tamanho e de peso.

Como é o bebê às 35 semanas de gestação

Quando o bebê atinge as 35 semanas, todos os seus órgãos já se apresentam inteiramente formados. A exceção são os pulmões, que nesta fase ainda se encontram em desenvolvimento.

O desenvolvimento tardio dos pulmões tem uma explicação. É necessário que estes órgãos se continuem a formar nesta fase, para que possam continuar a produzir líquido. Este líquido é essencial para manter os pulmões em funcionamento, no momento em que o bebê começar a respirar.

Por outro lado, órgãos como os rins e o fígado já estão a funcionar por completo. Isto significa que o organismo do bebê já tem a capacidade para processar as substâncias não necessárias.

Também o aspeto exterior do bebê já mudou de forma significativa nesta altura. As rugas caraterísticas das semanas anteriores dão lugar a um rosto liso. A pele também perde o seu tom vermelho e adquire uma tonalidade rosada, devido à acumulação de gordura.

A gordura não só tem implicações na alteração da cor da pele, mas também ajuda a manutenção da temperatura do corpo.

O corpo do bebê apresenta-se coberta por uma camada de vérnix caseoso (uma matéria gordurosa que cobre a pele do feto). Nesta fase, é comum que o bebê apresente muito cabelo.

Os dedos das mãos já possuem unhas completamente desenvolvidas, mas as unhas dos pés ainda se encontram em processo de formação.

Uma vez que a parede do útero já perdeu grande parte da sua espessura, permite a passagem de mais luz, o que faz com que o bebê tome contacto com uma maior luminosidade. Durante a habituação à presença de mais luz, o bebê pode piscar bastante os olhos e até pode fechá-los, procurando proteger-se da luz mais intensa.

Publicidade

Publicidade

A presença de mais luz contribuiu também para que o bebê regule o seu ciclo de atividade, conforme seja dia ou noite.

Quando chegam as 35 semanas, o espaço no interior do útero torna-se reduzido. É provável que o bebé já tenha dado a volta, estando assim pronto para o nascimento. O pouco espaço disponível dificulta os movimentos, mas estes continuam a ser percetíveis.

Às 35 semanas o tamanho médio do feto é de cerca de 44 centímetros. O peso médio de um bebê nesta fase de gestação é de 1.9 kg.

O que acontece à mulher às 35 semanas de gestação

Chegando à parte final da gravidez, são várias as alterações que a mulher sente no seu corpo. A mulher com 35 semanas de gestação pode sentir as seguintes alterações no seu corpo:

  • Aumento de peso – geralmente, a mulher engorda entre 9 a 11 quilos até esta etapa;
  • Umbigo saliente – é normal que o umbigo “saía”, ficando saliente. A mulher não deve preocupar-se com este facto, já que o umbigo voltará ao normal depois do parto;
  • Dificuldade em respirar – acontece porque o útero fica perto das costelas, pressionando os pulmões;
  • Indigestão – deve-se à compressão do estômago e do aparelho digestivo, por parte do útero;
  • Necessidade frequente de urinar – deve-se sobretudo ao peso que o útero aplica sobre a bexiga.

Cuidados a ter às 35 semanas

A mulher pode reduzir o efeito de algumas destas alterações através da aplicação de pequenas dicas, aumentando assim o seu bem-estar.

Sempre que a mulher tiver dificuldade em respirar, deve procurar respirar de forma profunda. O problema das indigestões habituais pode ser combatido se a mulher passar a fazer refeições mais leves e regulares.

Para reduzir o número de idas à casa de banho, a mulher pode reduzir o consumo de substâncias diuréticas.

Ao chegar às 35 semanas de gestação a mulher deve procurar descansar bastante e deve consultar de forma regular o sue médico.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Drª Camille Rocha Risegato (Ginecologista e Obstetra - CRM SP-119093)

Ginecologista e Obstetra - CRM SP-119093

Dra Camille Vitoria Rocha Risegato - CRM SP nº 119093 é formada há 14 anos pela Fundação Técnico Educacional Souza Marques, Rio de Janeiro.

Dra Camille mudou se para São Paulo onde realizou e concluiu residência médica em Ginecologia e Obstetrícia (RQE nº 25978) no Centro de Referência de Saúde da Mulher no Hospital Pérola Byington em 2007.

Em 2008 se especializou em Patologia do Trato Genital Inferior nesse mesmo serviço. Ainda fez curso de ultrassonografia em ginecologia e obstetrícia na Escola Cetrus.

Trabalha em setor público e privado, atendendo atualmente em seu consultório médico particular situado na Avenida Leoncio de Magalhães 1192, no bairro do jardim São Paulo, zona norte de São Paulo.

Também pode encontrar a Dra Camille no Linkedin, Facebook e Instagram

.
Publicidade