-->Desenvolvimento do Bebê - 39 Semanas de Gestação - Educar Saúde

Desenvolvimento do Bebê – 39 Semanas de Gestação

Publicado em 22/08/2014. Revisado por Drª Camille Rocha Risegato (Ginecologista e Obstetra - CRM SP-119093) a 16 dezembro 2018

Às 39 semanas de gestação, a gravidez tem 9 meses, e o parto está cada vez mais próximo, podendo ocorrer em qualquer altura.

Nesta fase do seu desenvolvimento, o feto está já completamente formado. Contudo, e apesar de estar pronto para nascer, ele pode permanecer no útero até às 42 semanas.

Até ao dia do seu nascimento, o bebê simplesmente irá crescer e engordar, acumulando ainda mais gordura sob a sua pele.

Nesta fase da gravidez, é natural que a gestante tenha já contrações, que se manifestam através do endurecimento da barriga e do aparecimento de cólicas fortes.

Quando as contrações começarem a ser mais frequentes, de 30 em 30 minutos, está na hora de avisar o seu médico e dirigir-se para a maternidade.

No entanto, apenas quando as contrações tiverem um ritmo regular, com um intervalo de 10 minutos, é que estará em trabalho de parto. Caso o seu médico decida que a cesárea é a melhor solução para o nascimento do seu filho, então esta é a altura certa de o fazer.

Desenvolvimento do feto com 39 semanas de gestação

Ao atingir as 39 semanas de gestação, o bebê tem já cerca de 50 cm, pesando aproximadamente 3,1 kg. Nesta fase do seu desenvolvimento o bebê está já completamente formado, e com todos os seus órgãos e sistemas a funcionarem em pleno.

No entanto, o sistema imunitário do bebê está ainda em desenvolvimento, continuando a desenvolver-se durante a infância.

Nesta fase o bebê já recebeu alguns anticorpos da mãe através da placenta, que irão ajudar a protegê-lo contra algumas infeções e doenças.

Contudo, esta proteção dura apenas alguns meses, até o bebê adquirir a sua própria imunidade.

Após o nascimento, o bebê continuará a receber esta importante proteção da mãe através do leite materno. Quando não há possibilidade de a mãe amamentar, é importante discutir com o pediatra a melhor opção para o seu bebê.

Nesta fase do seu desenvolvimento, a mãe ainda sente o bebê a mexer-se. Contudo, devido ao facto de o espaço disponível no útero ser cada vez menor, e o bebê poder estar já encaixado nos ossos da bacia, é normal mexer-se com uma frequência bem menor.

Nesta fase espera-se que a mãe sinta o bebê a mexer-se pelo menos 10 vezes por dia. Caso isso não aconteça, deve avisar de imediato o seu médico obstetra.

Quanto ao seu aspeto, o feto é já em tudo semelhante a um bebê recém-nascido. Nesta fase o bebê tem uma camada saudável de gordura, que lhe dá um ar rechonchudo, e a sua pele é suave e macia.

No entanto, esta ainda deve estar coberta pelo vérnix caseoso. Por esta altura o bebê tem já unhas nos pés até às pontas dos dedos. Quanto ao cabelo, isso varia muito de bebê para bebê, havendo uns que nascem com bastante cabelo, enquanto outros quase não o têm.

Alterações na gestante com 39 semanas de gravidez

Nesta fase terminal da sua gravidez, a gestante sente-se muito cansada e inchada. O desconforto perante o volume e peso da barriga é grande, e recomenda-se descanso, uma alimentação correta e muita hidratação.

Nesta fase da gravidez, a gestante pode ter a barriga baixa, devido ao bebê ter já encaixado na pélvis. Contudo, há também mulheres onde esse encaixe apenas ocorre durante o trabalho de parto, permanecendo a barriga alta durante mais tempo. Logo, se a sua barriga ainda não baixou, isso não é razão de preocupação.

Por esta altura pode dar-se a saída do rolhão mucoso. Este é um muco gelatinoso que veda a passagem do útero para vagina, e como tal, a sua saída pode indiciar que o momento do parto está próximo. Apesar de metade das grávidas não se dar conta da saída do rolhão mucoso, muitas gestantes apercebem-se do corrimento com alguns fios de sangue.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Drª Camille Rocha Risegato (Ginecologista e Obstetra - CRM SP-119093)

Ginecologista e Obstetra - CRM SP-119093

Dra Camille Vitoria Rocha Risegato - CRM SP nº 119093 é formada há 14 anos pela Fundação Técnico Educacional Souza Marques, Rio de Janeiro.

Dra Camille mudou se para São Paulo onde realizou e concluiu residência médica em Ginecologia e Obstetrícia (RQE nº 25978) no Centro de Referência de Saúde da Mulher no Hospital Pérola Byington em 2007.

Em 2008 se especializou em Patologia do Trato Genital Inferior nesse mesmo serviço. Ainda fez curso de ultrassonografia em ginecologia e obstetrícia na Escola Cetrus.

Trabalha em setor público e privado, atendendo atualmente em seu consultório médico particular situado na Avenida Leoncio de Magalhães 1192, no bairro do jardim São Paulo, zona norte de São Paulo.

Também pode encontrar a Dra Camille no Linkedin, Facebook e Instagram

.