Desenvolvimento do Bebê – 7 Semanas de Gestação

Revisado por Equipe Editorial a 24 outubro 2018

Ao atingir as 7 semanas de gestação, a gravidez tem pouco menos de 2 meses. Nesta fase, o tubo que formava o coração está agora um pouco mais definido, tendo já as 4 câmaras, que mais tarde darão origem aos ventrículos e às aurículas.

Dessa forma, às 7 semanas o embrião já tem batimento cardíaco. Nesta altura o embrião já deve ser visível numa ultrassonografia. Caso não se consiga ver, isso não é sinal de preocupação, já que pode indicar apenas que o tempo gestacional é menor que as 7 semanas.

Também a mãe continua nesta fase a sofrer dos vários sintomas de gravidez, entre os quais os desagradáveis enjoos. Conheça em baixo as características do desenvolvimento de um feto com 7 semana de gestação, e confira ainda as várias alterações sofridas pela gestante.

Desenvolvimento do feto com 7 semanas de gestação

Com 7 semanas de gestação, o bebê tem um tamanho pouco maior que um grão de feijão, sendo muito mais pequeno que a placenta. O seu peso é ainda muito reduzido e o seu comprimento é cerca de 18 mm.

Nesta fase do seu desenvolvimento, o embrião está em constante evolução, ocorrendo transformações diárias. Assim, nesta fase o corpo do embrião continua a definir-se, aproximando-se a cada dia que passa do aspeto de um bebê.

Os olhos, que se encontram na zona lateral da cabeça, começam a aproximar-se, e a cabeça está neste momento inclinada sobre o estômago do bebê. Os braços e pernas já se encontram visíveis, mas ainda como estruturas simples.

Os dedos nesta fase ainda estão juntos, mas os cotovelos já se começam a mexer. Contudo, mesmo havendo algum movimento do bebê, por ser tão pequeno, não é ainda sentido pela mãe. Aliás, isso é apenas expectável a partir das 18 semanas de gestação.

Às 7 semanas de gestação, muitos dos órgãos do bebê estão já a formar-se, estando contudo numa fase muito inicial, onde ainda não têm capacidade de desempenhar as suas funções.

O apêndice encontra-se formado, e os ossos, os músculos e os pulmões estão já em desenvolvimento. Quanto à cabeça e o cérebro, estão em rápido crescimento, aumentando de tamanho de dia para dia.

Alterações na gestante com 7 semanas de gravidez

Apesar de o embrião ter ainda um tamanho diminuto, a barriga da mãe pode nesta fase mostrar-se ligeiramente mais saliente. Isto ocorre devido ao útero estar agora um pouco mais inclinado para a frente.

Quanto aos sintomas, estes continuam em força, especialmente enjoos e dores de cabeça. Os enjoos resultam do aumento dos níveis de HCG no sangue. Contudo, estes níveis irão a dada altura começar a diminuir, sendo normal que os enjoos desapareçam.

Contudo, e apesar de na maioria das grávidas isso acontecer, há muitos casos onde os enjoos permanecem durante boa parte da gestação.

Se os enjoos forem muito incómodos e intensos, o médico obstetra poderá prescrever medicamentos para enjoos, adequados para gestantes. Contudo, há algumas dicas para poder aliviar os enjoos matinais.

Uma dessas dicas é comer logo quando acorda uma bolacha de maisena, esperando depois alguns minutos antes de tomar o café da manhã.

É também nesta fase que podem começar a aparecer os chamados desejos. Os desejos alimentares resultam na maioria dos casos de alguma carência nutricional.

O organismo da grávida tem a capacidade de “pedir” determinados alimentos ricos nos nutrientes em falta, surgindo assim os chamados desejos. Por exemplo se a grávida estiver a ficar com falta de ferro, é normal aparecerem desejos de alimentos como chocolate ou carnes.

No sentido posto, é também comum a grávida começar a sentir-se enjoada perante alguns alimentos e cheiros, que antes da gravidez não lhe causavam qualquer repulsa.