Dieta para pessoas com problemas no fígado

Neste artigo vai ficar a entender o que deve comer para garantir que o seu fígado funcione da melhor forma. Em pacientes com doenças hepáticas, a alimentação deve ser ajustada para atender às suas necessidades individuais. Nestes casos é importante pedir aconselhamento nutricional sobre o que é melhor para você. Ainda assim, abaixo listamos alguns alimentos que podem ajudar a manter o fígado saudável.

O que evitar: Não coma alimentos ricos em gordura, açúcar e sal. Fique longe da maioria dos alimentos fritos, incluindo refeições fast food. Mariscos crus ou mal cozidos, como ostras e amêijoas, estão totalmente proibidos.

Converse com médico ou nutricionista sobre o álcool e sua saúde hepática: Dependendo do estado do fígado, entenda que é importante evitar o álcool. Se o médico permitir o consumo de álcool, limite-o a não mais que uma dose por dia (se for mulher) e duas doses por dia (se for homem).

Realize uma dieta balanceada: Inclua alimentos de todos os grupos de alimentos: grãos, frutas, legumes, carne e feijão, leite e óleo.

Opte por alimentos ricos em fibra: A fibra ajuda o fígado a funcionar em níveis ideais. As frutas, legumes, pães integrais, arroz e cereais, são o necessário para suprir todas as suas necessidades de fibra.

Beba muita água: ela evita a desidratação e ajuda o fígado a funcionar melhor.

Dieta Para Quem Tem Problemas De Fígado

Como você deve comer se tiver…

Doença da vesícula biliar

A bile é um líquido produzido no fígado que ajuda a quebrar as gorduras no intestino delgado. A doença da vesícula biliar impede que a bile circule para o intestino delgado.

Recomendações Dietéticas:

Use substitutos para a gordura. Os óleos de sementes e caroços como os (óleo de canola, oliva, milho, girassol, amendoim, semente de linho) são boas opções, já que necessitam de menos bile para quebrar as gorduras que outros tipos de óleo.

Cirrose

A cirrose é uma doença crônica do fígado marcada pela degeneração das células, inflamação e espessamento fibroso dos tecidos do fígado. Ocorre geralmente como resultado do alcoolismo ou hepatite.

Recomendações alimentares:

Limite o sal e os alimentos que contenham muito sal. Converse com o médico sobre a quantidade de proteína que deve inserir na dieta.

Doença hepática gordurosa

A doença hepática gordurosa é o acúmulo de gordura nas células do fígado.

Recomendações alimentares:

Limite os alimentos que ricos em calorias. Escolha alimentos com fibra.

Hemocromatose

A hemocromatose é um distúrbio genético caracterizado pela absorção intestinal de ferro excessiva e posterior depósito em vários tecidos.

Recomendações diéticas:

  • Não coma alimentos que contenham ferro.
  • Não use panelas de ferro na elaboração das refeições.
  • Não tome suplementos que contenham ferro.
  • Não coma marisco cru.

Hepatite C

A hepatite C é uma doença do fígado causada pelo vírus da hepatite C.

Recomendações alimentares:

  • Limite os alimentos que têm muito ferro.
  • Novamente, não use panelas de ferro na elaboração das refeições.
  • Limite o sal e todos os alimentos que contenham muito sal.

Doença de Wilson

A doença de Wilson é um distúrbio genético hereditário associado ao metabolismo anormal do cobre, que resulta no armazenamento excessivo de cobre, principalmente no fígado e no cérebro.

Recomendações:

Reduza os alimentos que contêm cobre, como o chocolate, nozes, mariscos e cogumelos. Não use panelas de cobre na elaboração das refeições.

Entende agora como a saúde do fígado depende de você?

Se o fígado pudesse falar com você, ele diria: “Estou trabalhando duro, dando o meu melhor para processar tudo aquilo o que você come e bebe e transformar em energia e nutrientes.”

Apesar disso ela atua também como um filtro que ajuda a remover todas as substâncias nocivas do sangue. Então, pelo menos você não vai me ajudar?

Um fígado falante – parece estranho, certo? Mas na verdade, ele comunica connosco.

Quando seguimos uma dieta saudável, ele diz-nos que fizemos um ótimo trabalho. Recebemos essa mensagem ao verificarmos que ele é capaz de funcionar adequadamente.

Se por outro lado, não tivermos cuidados com a dieta, ele fica indefeso. Entenda que, sempre que consumimos alimentos ricos em gorduras, fritos e sal, o nosso fígado fica literalmente sob ataque.

Listamos abaixo 10 dicas ​​para seguir da próxima vez que for ao supermercado:

  • Escolha legumes e frutas (nada de molhos com elevado teor calórico, sal ou açúcares adicionados)
  • Escolha grãos integrais ricos em fibras
  • Dê prioridade ao consumo de aves criadas de forma o mais natural possível.
  • Escolha carnes magras
  • Coma peixe pelo menos duas vezes por semana, especialmente peixes que contenham ácidos gordos ómega-3 (por exemplo, salmão, truta e arenque)
  • Certifique-se de que os laticínio que consome são livres de gordura (desnatados) ou com baixo teor de gordura (1%)
  • Evite os óleos vegetais parcialmente hidrogenados para reduzir a gordura trans
  • Limite o consumo de gorduras saturadas e gorduras trans, substituindo-as por gorduras melhores (monoinsaturadas e poliinsaturadas)
  • Reduza o consumo de bebidas e alimentos com açúcares adicionados
  • Escolha alimentos com menos sódio e prepare as refeições com pouco ou nenhum sal.

Para conhecer algumas alternativas ao sal consulte o artigo Temperos que substituem o sal e deixam a comida mais saudável

Cardápio para um dia

Abaixo descrevemos um exemplo de um cardápio para um dia:

Café da manhã

  • 1 porção de fruta fresca (1 banana pequena, 1 laranja média, 2 kiwi, ¾ – 1 xícara de bagas de arando, 1 maçã)
  • 170 gramas de cereais (farinha de aveia, creme de trigo, flocos de farelo, farelo de cereais ou muesli)
  • 1 fatia de torrada integral
  • 1 colher de chá de manteiga de amêndoa
  • ½ xícara de leite
  • Café ou chá

Dica: Adicione maçãs picadas, bagas, passas secas, semente de linhaça, sementes de girassol, nozes ou amêndoas aos cereais.

Almoço

  • Salada verde mista
  • ½ colher de chá de vinagre balsâmico
  • Cerca de 90 gramas de carne cozida, peixe ou frango
  • 1 porção de amido (2/3 xícara de arroz ou macarrão, 75 gramas de batata ou ½ xícara de purê de batata)
  • 1 porção de vegetais cozidos (1 xícara de brócolis, abobrinha ou cenoura)
  • ½ manteiga de semente (manteiga de semente de girassol)
  • 1 porção de frutas frescas
  • 1 copo de leite

Lanche da tarde

  • Queijo e bolachas integrais
  • Ou
  • 1 xícara de pipoca com 1 colher de sopa de nozes e sementes picadas

Jantar

  • 1 porção de salada verde ou salada de feijão (1/3 xícara de grão de bico ou mistura de vários grãos)
  • 85 gramas de carne cozida, peixe ou frango
  • 1 a 2 porções de amido
  • 1 porção de legumes frescos cozidos
  • 1 pão integral
  • 1 porção de frutas frescas
  • 1 porção de leite

Lanche da noite

  • Iogurte e frutas frescas
  • Ou
  • ½ pasta de amendoim e sanduíche de maçã fatiada em pão integral com ½ xícara de leite

Conclusão

O fígado é responsável por centenas de funções, incluindo o processamento e filtragem de toxinas de tudo o que comemos, bebemos e respiramos.

Realizar uma dieta para doenças do fígado significa comer e beber alimentos com as quantidades corretas de proteínas, sódio (sal) e líquidos. As doenças do fígado modificam a forma como o corpo lida com estas substâncias. Terá de controlar cuidadosamente o que come e bebe todos os dias de forma a ajudar o órgão a funcionar da melhor forma.

Links úteis

Ver referências +