Dor ao urinar, o que pode ser?

Atualizado e Revisado por Dr Nilo Jorge Leão Barretto (Urologista - CRM-BA 22237) a 06/11/2019. Publicado originalmente em 31 de janeiro de 2019

Existem alguns sintomas que são comuns em muitas doenças que acometem a área genital. Um dos mais clássicos é a dor ao urinar, problema que recebe a designação médica de disúria. Embora também afete muitos homens, a disúria é muito mais frequente nas mulheres. Na gravidez, por exemplo, é extremamente comum que a gestante sinta dor ao urinar. Essa sensação incômoda pode ser mais ou menos intensa, a depender de cada quadro clínico.

No entanto, não são só os indivíduos adultos que estão sujeitos a essa dor, pois o transtorno pode igualmente ser manifestado por bebês ou crianças. Além disso, a sensação dolorosa durante a saída da urina também pode ser seguida de ardor. Some-se a isso o fato de que algumas pessoas também passam a urinar com alguma dificuldade.

A ITU (infecção do trato urinário) é, de longe, a causa mais comum dessas dores. No entanto, existem outras complicações que também podem estar ligadas ao problema, e incluem:

  • processos inflamatórios na região uterina;
  • cálculos renais;
  • próstata aumentada;
  • câncer de bexiga.

Com tantas possibilidades, somente uma consulta com exames detalhados ajudará a determinar a origem exata das dores. Todo esse processo é conduzido por médicos aptos a realizarem o diagnóstico com maior precisão: urologista (no caso dos homens) e ginecologista (no caso das mulheres).

Dor Ao Urinar, O Que Pode Ser

Principais causas da dor ao urinar

Na sequência, serão comentadas as principais causas das dores que algumas pessoas sentem quando precisam urinar.

1) Cistite

A infecção do trato urinário contém 3 níveis. O primeiro deles refere-se à bexiga e é denominado cistite. Além de dores, o indivíduo pode apresentar uma profunda sensação de mal-estar. Outro sinal que acompanha a dor ao urinar são a urgência constante em urinar. A própria coloração da urina, a qual pode exibir um tom mais escurecido, também é uma mudança a ser notada.

2) Pielonefrite

A pielonefrite corresponde ao grau mais agravante da infecção urinária. Ao atingir os rins, as bactérias podem, dali, partir para várias áreas do corpo. O resultado pode ser uma infecção generalizada, a qual pode levar a pessoa à morte. Em termos sintomáticos, a pielonefrite é caracterizada por:

  • dor nas costas;
  • mau odor na urina;
  • febre.

3) ​Uretrite

A uretrite diz respeito ao primeiro nível da infecção do trato urinário. Neste estágio, a infecção limita-se à uretra, área que passa a coçar intensamente. A dificuldade ao urinar e a micção excessiva também são sinais importantes.

4) Aderência dos lábios da vagina

Também chamada de adesão ou coalescência dos lábios vaginais, ocorre quando os lábios ou pregas vaginais ficam colados e fecham a entrada da vagina. Quanto mais fechados, maior a acumulação de sujeira, fezes… O principal sintoma é a coceira na vagina e o desconforto durante a micção.

5) Cervicite ou vulvovaginite

Exclusivamente femininas, estas patologias são causadas por processos inflamatórios que atingem o útero ou a região da vulva. Além da dor ao urinar, os outros sintomas correlacionados são:

  • febre alta — superior aos 38º C;
  • corrimento vaginal com coloração amarela;
  • vestígios de sangue liberados através da vagina.

6) Vulvite causada por sabão

Banhos de espuma, xampu ou sabonete na água do banho são a principal causa de micção dolorosa em meninas, tendo outros sintomas como, coceira, vermelhidão e irritação na área genital.

7) Pedra nos rins

O acúmulo de cálcio na urina é a principal causa de cálculo renal. O excesso dessa substância cria cristais, que bloqueiam a passagem natural da urina. As tentativas de liberação da urina provocam dores fortes ao urinar.

8) Doenças sexualmente transmissíveis

Algumas DSTs (clamídia, tricomoníase e gonorreia, por exemplo) costumam ocasionar dor ao urinar. Comuns em homens e mulheres, essas patologias também podem causar:

  • febre;
  • sensação de queimação;
  • corrimento vaginal com tonalidades verdes.

Descubra quais são as DST’s mais comuns.

9) Hipertrofia benigna da próstata

Essa hipertrofia também é chamada de próstata aumentada. Essa ampliação das dimensões do órgão acarreta diversas complicações no homem, como:

  • problemas na liberação da urina;
  • vontade constante de urinar;
  • dor ao urinar.

10) Câncer

O desenvolvimento de tumores malignos na própria próstata ou em outros órgãos, como o útero e a bexiga, também provoca dores durante a micção. Além disso, algumas pessoas apresentam grande indisposição física e rastros sanguíneos na urina.

Como é possível perceber, existem muitos sinais semelhantes ou idênticos em várias das doenças mencionadas. Isso reforça a importância do indivíduo consultar um especialista, urologista no caso dos homens e ginecologista no caso das mulheres, para serem realizados os seguintes procedimentos (entre outros) para chegar a um diagnóstico:

  • ultrassonografia da bexiga;
  • toque retal;
  • ecografia da região abdominal;
  • exame de urina;
  • exame ao útero e vagina.

Outros sintomas da dor ao urinar

Esse tipo de dor é caracterizado pela sensação de pontadas durante a micção. Entre os demais sintomas estão:

  • ardor ao urinar;
  • frequência excessiva de idas ao banheiro para urinar;
  • dores na região abdominal;
  • dores nas costas;
  • sensação de queimação durante a saída da urina;
  • baixo volume de urina, por mais que haja vontade de urinar quantidades maiores.

Esses sintomas também podem ser acompanhados de:

  • febre;
  • coceira na área íntima;
  • calafrios;
  • vômitos.

Se for esse o caso, existe o risco de uma infecção do trato urinário, a qual deve ser tratada o mais rapidamente possível. Saiba que outros sintomas podem sugerir infecção urinária.

Como é feito o tratamento

As dores sentidas durante o ato de urinar devem ser eliminadas pelo tratamento médico apropriado. O diagnóstico indicará a causa, permitindo que o incômodo seja tratado desde a raiz.

Se a fonte do problema for alguma complicação na região da próstata, vagina, ou uma infecção urinária, o tratamento será feito com antibióticos. Para aliviar as dores, os médicos também costumam prescrever analgésicos como o Paracetamol.

Por fim, a presença de um câncer nos órgãos genitais pode exigir uma intervenção cirúrgica de remoção das partes do organismo afectadas. Como em qualquer outro tratamento oncológico, também pode ser necessária a realização de sessões de radioterapia ou o uso de remédios quimioterápicos.

A dor ao urinar é um problema que pode estar relacionado a muitas origens. Mais uma vez, a importância de um bom diagnóstico é crucial para que a verdadeira causa do transtorno seja tratada.

A informação foi útil? Sim / Não

Ajude-nos a melhorar a informação do Educar Saúde.

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Dr Nilo Jorge Leão Barretto (Urologista - CRM-BA 22237)

Urologista - CRM-BA 22237

Consultar > Currículo Lattes.

O Dr. Nilo Jorge é Graduado em Medicina pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Publica- 2010. Além disso possui:

- Especialização em Urologia e Cirurgia Geral na Universidade de São Paulo – 2013/2015.

- Título de especialista em Especialização em Fellowship em UroOncologia, Laparoscopia e Cirurgia Robótica.

Fundação Antônio Prudente- AC Camargo Câncer Center, AC CAMARGO, Brasil.

Título: Cirurgias Laparoscópicas e Robótica em Urologia. - Orientador: Dr. Gustavo Cardoso Guimarães – 2017.

- Coordenador do Núcleo de Uro-Oncologia do Hospital Santo Antônio- Obras Sociais Irmã Dulce. Preceptor do núcleo de Urologia do Hospital São Rafael. Uro-oncologista do Grupo OncoClinicas do Brasil e sócio do grupo Uroclinica da Bahia.

Membro titular da Sociedade Brasileira de Urologia, cirurgião geral e urologista pela Universidade de São Paulo (USP- RP). Fellowship em Uro oncologia, laparoscopia e cirurgia robótica no AC Camargo Câncer Center.

Cirurgião robótico certificado pela Intuitive/Strattner. "International Member" da European Association of Urology (EAU) e da "American Urological Association" (AUA). Possui trabalhos publicados em congressos, periódicos e livros em Urologia.

Endereço: Rua Anita Garibaldi, 1815 CME Federação, Salvador/BA - Telefone: (70) 3235-0867 / 2626-3030

Também pode encontrar o Dr. Nilo Jorge na sua página www.nilojorge-leaobarretto.com, ou no Linkedin e Instagram.

Última atualização da página em 06/11/19