Educação Expressiva

Revisado por Andre a 28 outubro 2018

A Educação Expressiva define-se em termos gerais, pela utilização de expressões verbais e não verbais, atribuindo um grande ênfase na estimulação da criatividade da fantasia e da imaginação em contexto educativo, socio-comunitário e em educação e prevenção da saúde. Oferece a oportunidade de promover o ensino/aprendizagem favorecendo a aquisição de conhecimentos e o desenvolvimento de competências humanas.

Difere de outros modelos educativos, pois utiliza a expressão como principal instrumento de trabalho e não se centra unicamente na expressão mediada pela arte ou expressão artística, nem num único mediador, mas sim trabalha e estimula todas as formas e processos criativos-expressivos humanos de expressão, integrando-os.

A Educação Expressiva é usada para a construção do conhecimento a partir da experiência vivencial e expressiva do grupo e não necessariamente para a simples transmissão deste.

O formando/educando passa a ser o principal agente voluntário activo e consciente responsável no seu processo educativo e de aprendizagem. O enfoque do ensino – aprendizagem, passa a ser centralizado no aluno e não no professor. Baseia-se em princípios tais como a actividade, a liberdade e a auto-educação. O sujeito aprende através da descoberta pessoal, vivenciando e experienciando as diversas situações. Através desta nova metodologia, consegue-se assegurar assim a autonomia do sujeito, assim como se contribui no seu desenvolvimento pessoal e social.

Em Educação Expressiva o sujeito, cliente é sempre, activo, participativo e deliberativo em todo o processo, ao invés de ser passivo, submisso, acritico ou paciente. Por isso chamamos os participantes por Expressantes e nunca alunos (do grego a/lunos; a=sem; luno=luz), formandos, estudantes, educandos ou assistentes.

Contactos

Vivenciarte – Associação Internacional de Terapias Expressivas
Morada: Apartado 21, 1496 – 901 – Algés – Lisboa
Email: E-mail Geral: geral@vivenciarte.com