-->Epidermólise bolhosa distrófica recessiva (RDEB) - Educar Saúde

Epidermólise bolhosa distrófica recessiva (RDEB)

Publicado em 07/06/2010. Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 12 dezembro 2018

A epidermólise bolhosa distrófica recessiva (RDEB) é uma doença crônica auto-imune caracterizada pela formação de múltiplas vesículas eum risco aumentado para a formação de bolhas. A formação de bolhas e cicatrizações repetidas resultam na abertura limitada da boca, anquiloglossiae na eliminação do sulco vestibular. Entre os efeitos secundários, a reabsorção do osso alveolar, prognatismo mandibular relativo, doença periodontal e alto risco de cárie, têm sido descritos.

Desinfecção fotoactiva como terapia das complicações orais induzidas pela epidermólise bolhosa: Relato de dois casos – Estudo

O objetivo deste estudo é apresentar uma nova modalidade no manejo das bolhas e úlceras orais em pacientes RDEB.

Duas pacientes do sexo feminino, 16 e 20 anos de idade (pacientes A e B), com RDEB, foram atendidos no Centro de Atendimento a Pacientes Especiais (CAPE), sendo a queixa principal a dor em mucosa oral e o sangramento gengival. Inicialmente, foi utilizada vaselina para lubrificar todas as regiões orais e instrumentais utilizados durante o procedimento.

Publicidade

O tratamento periodontal convencional foi realizado sob anestesia local. Em seguida, a Desinfecção Fotoativada foi realizada empregando-se azul de metileno, como agente fotossensibilizador, em conjunto com o LASER de diodo vermelho (Twin Laser, MMOptics) em 660 nm de comprimento de onda, na dose total de 120 J/cm2, sendo que para a irradiação a gengiva foi dividida em quatro pontos de 30 J/cm2 por papilas (dois na vestibular e dois por lingual) de forma continua e em contato, 30 segundos por ponto, 40 mW com uma área despot de 0,04 cm2. Após uma semana, os pacientes apresentaram diminuição da sintomatologia dolorosa, observada através da escala analógicavisual (VAS), a qual apresentou valores diminuídos (paciente A: de 10 para5 e o B de 7 para 0).

Com isto, estes achados sugerem que a desinfecção foto ativada pode representar um bom tratamento paliativo em pacientes RDEB, melhorando, sobremaneira, a qualidade de vida do paciente. 

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692)

Enfermeiro - Coren nº 491692

O Reinaldo Rodrigues formou-se em agosto de 2016, pela Universidade Padre Anchieta, em Jundiai. Fez curso de especialização em APH (Atendimento Pré-Hospitalar), pela escola 22Brasil Treinamentos, em Barueri, curso de 200 horas práticas, com foco em acidentes de trânsito.

Trabalha como Cuidador de Idosos há 5 anos, e possui experiência em aspiração de vias aéreas, banho de aspersão, curativos, tratamento e prevenção de Lesão por Pressão, gerenciamento de Equipe de cuidadores com elaboração de escalas. Treinamento e acompanhamento de cuidadores nas casas dos pacientes.

Também pode encontrar o Reinaldo no Linkedin.

Publicidade