Erva-Cidreira: Benefícios, Usos e Efeitos colaterais

Suas folhas cheiram a limão, e tem muitos benefícios por trás do seu perfume. Este guia educativo dá a conhecer a erva-cidreira, também conhecida como Melissa officinalis, em todos os seus aspectos! Graças ás substâncias benéficas presentes no seu conteúdo, tem efeitos positivos no corpo quase da cabeça aos pés. No entanto, é importante saber como usá-la e descobrir se existem efeitos colaterais após o seu consumo.

Continua depois da Publicidade

Erva Cidreira

O que é a erva-cidreira?

A erva-cidreira, também conhecida como hortelã-limão pelas suas folhas se assemelharem a hortelã, é cultivada em muitos lugares do mundo, especialmente em lugares onde prevalece o clima mediterrâneo. Esta planta perfumada, que atrai as abelhas ao abrir as suas flores brancas durante a floração, também é conhecida como erva-cidreira verdadeira, ou melissa.

Quando cultivada nas condições certas, a planta pode crescer até 1,5 metros de comprimento.

Quais são os benefícios da planta?

Os benefícios mais conhecidos são os seguintes:

  • A erva-cidreira contém óleos essenciais, minerais como cálcio, potássio, vitaminas A e C, taninos e fibras alimentares e, quando usada corretamente, tem efeito fortalecedor do sistema imunológico.
  • Ao mesmo tempo que protege o corpo contra doenças, acelera a remoção de substâncias nocivas do corpo.
  • Também apoia a circulação sanguínea de uma forma saudável.
  • Graças a essas propriedades, também ajuda o sistema nervoso a funcionar de forma saudável.
  • É conhecida por ser boa para o estresse e a ansiedade.
  • A planta também pode ajudar na prevenção da insônia e dores de cabeça relacionadas ao estresse.
  • A erva-cidreira, que tem um efeito analgésico natural, apresenta efeitos positivos não apenas nas dores de cabeça, mas também no alívio das dores e sofrimentos experimentados pelas mulheres durante os períodos menstruais.
  • Diz-se que tem efeitos positivos na melhora da memória quando usada regularmente.
  • A erva-cidreira, que auxilia em uma cura mais rápida de inflamações que podem ocorrer em várias partes do corpo, também auxilia aqueles que têm problemas de herpes.
  • Diz-se que a planta, que apoia o funcionamento do sistema digestivo de maneira saudável, é especialmente boa para problemas como indigestão e inchaço.
  • Sabe-se que a erva-cidreira, que auxilia na regeneração das células, afeta positivamente a saúde da pele e, quando usada externamente, confere brilho e vitalidade à pele.
  • A planta, que é uma solução para o problema da caspa no cabelo, também ajuda a prevenir erupções cutâneas e cabelos claros.
  • Por fim, sabe-se que a erva-cidreira também apoia problemas como a constipação intestinal.

Como usar?

Os usos mais comuns incluem a preparação de chás e uso do óleo essencial externamente. A planta pode já ser comprada seca em lojas herbalistas.

Para preparar o chá adicione 1 colher de chá de erva-cidreira seca em 1 copo de água. Deixe ferver, espere 8-10 minutos para infundir, coe e consuma.

O óleo essencial pode ser obtido através de um fitoterapeuta confiável ​​ou de uma loja que venda produtos naturais que qualidade.

O produto pode ser usado como uma máscara capilar ou na pele, combinando-o com outros óleos, como o azeite de oliva e o óleo de amêndoa.

Além disso, também pode ser usado como tempero na cozinha para aproveitar o seu aroma e usá-lo em muitas receitas, desde refeições, a molhos para salada, marinadas, doces…

Quais são os malefícios e efeitos colaterais da erva-cidreira?

Preste atenção aos seguintes pontos:

  • As mulheres durante a gravidez não devem consumir erva-cidreira de forma alguma para evitar o risco de aborto espontâneo. Em bebês e crianças, a planta não deve ser usada de forma alguma.
  • Da mesma forma, pessoas com doenças crônicas graves, especialmente pacientes com hipertensão, e aqueles que tomam medicamentos regularmente, não devem consumi-la.
  • Pessoas que nunca usaram erva-cidreira antes e aquelas cujo corpo apresenta facilmente reações alérgicas não devem agir sem consultar o médico e devem considerar as recomendações indicadas pelo profissional.

Por fim, como em tudo na vida, o consumo de erva-cidreira não deve ser exagerado e não deve ser consumida mais de 1 xícara por dia. Lembre-se, o único excesso que não nos trás mal algum é o conhecimento. Ao tentar se beneficiar, não prejudique a sua saúde sem perceber, tome cuidado!


Outras Referências
Autores
Drª Caroline Vallinhos (Nutricionista Clínica e Estética - CRN-3 nº 37006)

Nutricionista Clínica e Estética - CRN-3 nº 37006

A Drª Caroline Vallinhos é graduada em ciências da nutrição pela Universidade de Guarulhos/SP. Possui 7 anos de experiência em Nutrição clínica e estética. Forte atuação em coaching de emagrecimento e qualidade de vida para pessoas em busca de melhoria alimentar e enfermos com necessidade de melhoria de quadro clínico.

Vasta experiência com consultoria para empresas do ramo alimentício, tais como grandes indústrias de alimentos, cozinhas experimentais e mercado de food service.

Com registro no Conselho Regional de Nutricionistas CRN-3 (Brasil) nº 37006

Também pode encontrar a Drª Caroline Vallinhos no Linkedin, Facebook: e Instagram.

Telefone: (11) 97670-1909 Atendimento em Guarulhos - SP (Região Jardim Maia)

A informação foi útil? Sim / Não

Ajude-nos a melhorar a informação do Educar Saúde.

Encontrou um erro? Está faltando a informação que está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


    Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.