Escleroterapia funciona?

Revisado por Equipe Editorial a 24 outubro 2018 - Publicado a 17 de fevereiro de 2015

As varizes são um problema muito comum nas mulheres, deixando as suas pernas com um aspeto inestético e feio. Como tal, é natural que haja uma grande procura por soluções que permitam tratar as varizes. Um dos tratamentos mais conhecidos para reduzir ou eliminar varizes é a escleroterapia. Mas será que a escleroterapia funciona? Conheça melhor este método, como funciona, e ainda, quais as várias opções.

cirurgias de varizes antes e depois 6

O que é a escleroterapia

A escleroterapia é um tratamento que tem como objetivo reduzir ou eliminar varizes, através da injeção de uma substância química ou uma ação localizada sobre cada veia afetada. Este procedimento é realizado por um médico angiologista, existindo várias opções: escleroterapia a laser, com glicose ou com espuma.

Uma sessão de escleroterapia tem uma duração média de 20 a 30 minutos, devendo ser realizada semanalmente. O número de sessões necessárias irá depender do número de varizes que pretenda eliminar ou reduzir.

A escleroterapia funciona mesmo?

cirurgias de varizes antes e depois 4

A escleroterapia é um tratamento que ajuda a diminuir e a eliminar varizes. Como tal, sim, a escleroterapia funciona. Contudo, os resultados poderão não ser 100% eficazes, já que a ação da escleroterapia depende de vários fatores, entre os quais o calibre dos vasos, o grau da variz, a eficácia da substância injetada, a resposta do organismo do paciente ao tratamento, e ainda, à própria experiência e prática do médico angiologista.

Este método é especialmente eficaz em vasinhos (microvarizes) e varizes de pequeno calibre (até 2 mm). Já em varizes mais grossas, a sua eficácia é menor, podendo não ter o resultado desejado. É no entanto importante referir que este tratamento, apesar de muito útil na remoção de pequenas varizes, não irá prevenir o aparecimento de novos vasinhos.

escleroterapiaComo tal, é essencial adotar um estilo de vida mais saudável, evitando as causas que levaram ao surgimento das varizes. Assim, deve evitar estar muito tempo seguido em pé ou sentado, evitar utilizar roupas muito apertadas, e ainda, ter uma vida mais ativa e com uma alimentação balanceada.

A escleroterapia com laser é o método menos invasivo, mas também, menos eficaz, já que muitas vezes, é necessário complementar com a injeção de substâncias de modo a conseguir alcançar o resultado pretendido.

Já a escleroterapia com espuma é mais adequada para grandes varizes. Contudo, a sua eficácia é limitada à sua redução, já que nem sempre é possível eliminar por completo a variz. Se você tem varizes maiores, e tem dificuldade em resolver esse problema, então a solução mais eficaz é complementar com a cirurgia, especialmente se a veia safena estiver envolvida.